Guayaquil (Equador) - 5 Dia

PAGINA NEGRA. Roubados, fomos roubados. Primeiro susto, tudo revirado, cade nossas coisa????? Hoje de manha saimos do hotel com todas nossas coisas organizadas para voltar mais tarde com a Cheroka e pegar o restante, entao seguir viagem para o Pe

  
  

PAGINA NEGRA. Roubados, fomos roubados.

Primeiro susto, tudo revirado, cade nossas coisa?????

Primeiro susto, tudo revirado, cade nossas coisa?????

Hoje de manha saimos do hotel com todas nossas coisas organizadas para voltar mais tarde com a Cheroka e pegar o restante, entao seguir viagem para o Peru, essa era nossa ideia.

Porta direita, que bagunca.

Porta direita, que bagunca.

Infelizmente tivemos um susto enorme quando reencontramos a Cheroka, depois de algumas horas esperando no porto os oficiais inspecionarem e derem permissao para seguir caminho chegou a grande hora do reencontro, vimos ela de longe e abrimos um grande sorriso, ja vinhamos dizendo `We love you Cheroka, we missed you`. Mas advinhem quando chegamos perto, notamos ela um pouco magra e palida, nosso susto maior foi quando abrimos a porta traseira, ela estava suja , desorganizada, uma grande bagunca, tudo espalhado, as malas vazias. Fomos abrindo as portas e mais sustos, tudo revirado.

Porta esquerda, cade my computer??? Pega ladraooooooo.

Porta esquerda, cade my computer??? Pega ladraooooooo.

Rhuppert gritou: `Andre fomos roubados, esses caras roubaram a gente.`
Andre fala: ` Vou fotografar tudo, esses caras vao pagar pelo prejuizo.`

Levantamento do prejuizo, mais de U$5 mil.

Levantamento do prejuizo, mais de U$5 mil.

Rhuppert continua escrevendo: Entre as coisas roubadas estava o computador do Andre, TV e DVD, todos CDs, radar de velocidade, todas as minhas roupas, os presentes que tinhamos arrecadado no caminho para a familia e amigos, relogios meu e do Andre, revolver 9mm (de chumbinho) e varias outras coisas, enfim um preju de mais de cinco mil dolares.

Finalmente saindo escoltado pela policia aduaneira.

Finalmente saindo escoltado pela policia aduaneira.

Depois de ver o preju total da Cheroka tivemos de ir ao escritorio central da companhia para dar queixa do roubo, quando chegamos la uma grande burocracia e um empurra empurra, pois o escritorio do Equador colocou a culpa no escritorio do Panama e vice-versa, depois de um tempo e ate mesmo algums gritos fomos falar com um tal de Alfonso Garcia, chefe de investigacoes que disse que teremos de abrir uma investigacao de mais de 60 dias, enfim preju total pois nao podemos ficar aqui mais nem um dia, quem diria dois messes.!! um absurdo!! Para pegar nosso dinheiro foi em um minuto, mas para arcar com nosso preju vai demorar 60 dias. Que pais horrivel, que burocracia.

Depois de tudo tivemos que correr de volta ao porto (do outro lado da cidade) pois ainda tinhamos que tirar a Cheroka da mao desses oficiais ladroes ate as 5:00pm ou somente na segunda feira pois nao ha liberacao de carros na sexta-feira e eles estao fechados no final de semana. Quase nao conseguimos, mas beleza deu tudo certo, gracas a Deus a Cheroka foi liberada (ou quase) assim que saimos do porto com dois despachantes e um oficial fardado da aduana, somente fomos ate a aduana mais proxima(5 quadras do porto) e a Cheroka novamente ficou nas maos da policia, pois somente podemos sair do pais com uma escolta policial ate a entrada do Peru.

Fomos informados que esse foi o quinto caso de roubo em uma semana, o presidente do Equador tomou atitudes drasticas e colocou exercito patrulando o porto, mas infelizmente fomos lesados.

Como ja estava tarde resolvemos deixar a Cheroka na aduana e pegar um taxi ate o hotel (que ja tinhamos saido) e pedir pelo nosso quarto navamente, teremos de estar de regresso na aduana as 3:00am para encontrarmos nossa escolta e seguir caminho para o Peru.

E-mail para contato rhpprt@cs.com e cell.(001.407.873.7457)

  
  

Publicado por em