Puno (Peru) a Santa Cruz (Bolivia) - 1.155 km - Total 14.208 km

Decidimos conhecer o Lago Titikaka, partimos as 7:30am e seguimos caminho por Copacabana, uma cidade na margem do lago com hoteis, restaurantes e bares na beira da praia, alias essa cidade nao possui night clubs, simplesmente porque e uma cidade carismati

  
  

Decidimos conhecer o Lago Titikaka, partimos as 7:30am e seguimos caminho por Copacabana, uma cidade na margem do lago com hoteis, restaurantes e bares na beira da praia, alias essa cidade nao possui night clubs, simplesmente porque e uma cidade carismatica, um santuario. As pessoas vem a Copacabana para meditar e fazer suas oracoes na imensa Catedral. No caminho demos carona a um peruano, Sr. Luis Miguel que nos ajudou a descobrir o lugar e passou algumas informacoes a respeito de como chegar em La Paz por balsa.

Lago mais alto do Mundo

Lago mais alto do Mundo

Fizemos aduana do Peru com a Bolivia sem problemas, muito facil, deve ser por causa dos estrangeiros na regiao, varios onibus lotados de turistas. Rodamos mais alguns 50 quilometros e o visual era de montanhas e o Lago Titikaka, mais fotos e filmagens. Chegamos na cidade de Tiquina, pequena e com suas balsas para a travessia do estreito, estavamos anciosos pois seria outra experiencia com a Cheroka, colocamos bem devagar pois o acesso nao e dos mais seguros, comecamos a navegar no limpo e gelado Titikaka, cerca de 45 minutos de travessia, muito legal.

Catedral na cidade de Copacabana.

Catedral na cidade de Copacabana.

Sabiamos que estavamos um pouco atrasados com relacao nossas pretencoes de chegar na Brasil, mas valeu por conhecer Titikaka o mais alto lago do mundo. Colocamos gasolina e para nossa surpresa U$2/galao de boa qualidade. Cruzamos por La Paz, uma cidade enorme e muita bagunca no transito, muitos soldados do exercito patrulhando as ruas, sentimos que ainda persiste os problemas internos que ocasionaram mais de 20 mortos.

Caminho da balsa visual do Titikaka e das montanhas.

Caminho da balsa visual do Titikaka e das montanhas.

No caminho uma calibrada no pneu traseiro e encontramos outro motoqueiro da Alemanha, advinhem oque fizemos, paramos e trocamos algumas ideias, o projeto dele de um ano, cruzar as Americas do Alaska ate Ushuaia sozinho, com uma BMW 1000. Ja era 8:30 e paramos em Cochabamba, cidade universitaria, limpa e muito grande, ficamos surpresos pela estrutura do local, comemos uma pizza e rapido seguimos caminho para Santa Cruz, cerca de 500 quilometros, queriamos ganhar tempo e estrada. Comecei a dirigir e Rhuppert um pouco cansado descansou para trocarmos mais adiante, peguei de tudo na estrada, enormes pedras no meio do asfalto, desmoronamentos, rodovia em construcao(15 miles morro abaixo) e muita patrulha do exercito, fiscalizando os documentos..

Cheroka navegando no Titikaka.

Cheroka navegando no Titikaka.

Estava embalado e dirigi a noite inteira, era 5:45 e comecou a clarear, finalmente chegamos em Santa Cruz, foi ai que comecou aparecer um problema que no dia anterior ja havia comecado, pneu no chao, furado. Sorte nossa vi um posto da Petrobras e paramos para abastecer e trocar o pneu.

Outro Alemao do Alaska ao Ushuaia, 1 ano de aventura.

Outro Alemao do Alaska ao Ushuaia, 1 ano de aventura.

E-mail para contato rhpprt@cs.com e cell.(001.407.873.7457)

  
  

Publicado por em