Santa Cruz (Bolivia) a San Martin (Bolivia) - 483 km - Total 14.691 km

Acordar com o Sol e muito bom, mas de cara com um problema para resolver nos deixou um pouco tristes, pneu furado. Esperamos duas horas o borracheiro chegar, tiramos um pequeno sono, nao suficiente. Cheroka no macaco e pneu consertado, seguimos caminho pa

  
  

Acordar com o Sol e muito bom, mas de cara com um problema para resolver nos deixou um pouco tristes, pneu furado. Esperamos duas horas o borracheiro chegar, tiramos um pequeno sono, nao suficiente. Cheroka no macaco e pneu consertado, seguimos caminho para o Brasil. Gerente do posto Petrobras pegou carona com a gente e nos levou ate a saida da cidade.

Dia clareando em Santa Cruz.

Dia clareando em Santa Cruz.

Rhuppert na direcao e Andre dormindo, foi assim o dia inteiro, rodamos muito, pegamos diversos postos de fiscalizacao e pedagios, mais de 30 e um custo absurdo, U$35 de puro buraco e estrada de terra(nunca vimos pedagio em estrada de chao). Foram somente 90 quilometros de pessimo asfalto, depois so estrada de terra, ou trilhas no meio das plantacoes de milho, trigo, cana de acucar e nao podia faltar, coca.

Cheroka de pneu furado.

Cheroka de pneu furado.

Varios aeroportos no meio do nada, belas fazendas com capangas armados e placas dizendo `Propriedade particular, nao entre`. Fizemos verdadeiro rally no meio da selva, Rhuppert na pilotagem estava um pouco tenso, por causa dos buracos, queria levar a Cheroka ao Brasil sem prejuizos mecanicos, mas pensamos que com essa buraqueira no minimo os ja comprometidos amortecedores foram destruidos.

Pedindo informacao das estradas de terra.

Pedindo informacao das estradas de terra.

Paramos num posto de fiscalizacao do exercito e o militar pergunto se estavamos vindo da fazenda San Patric e disse `Muitos brasileiros passam por aqui durante a semana`, deu uma risadinha maliciosa, porque sera??? Comecou a chover e as dificuldades aumentaram, inclusive o pneu consertado estava no chao novamente, gastamos dois tubos de spray para conserto de emergencia, saimos do buraco e nao rodamos mais que 100 metros, Cheroka atravessada na estrada e a frente dentro de uma vala, acontece que o piso estava muito liso e derrapamos cerca de 10 metros, pura adrenalina. Marcha re engatada e bem devagar saimos da vala, Ufa.

Encontramos varios postos de fiscalizacao do exercito.

Encontramos varios postos de fiscalizacao do exercito.

Chegamos em San Martin, uma pequena cidade no meio do nada, procuramos um borracheiro(mal encarado) e depois um pequeno posto de gasolina(tambem mal encarado), observem oque borracheiro disse ao ver o branco do reparo de emergencia:`Estragou o teu quilo`. Ja era 6:00pm e encostamos a Cheroka no unico hotel da cidade, maravilhoso, 5 estrelas, ficamos sabendo que existe ruinas antigas perto da cidade, tambem muitos automoveis de fabricaco brasileira sem placa, desmanches com varios carros novos. Temos certeza que estamos num lugar nao muito seguro, vamos sair cedo amanha e encarar mais 150 milhas de pessima estrada de terra.

Pagar pedagio para trafegar em estrada de terra, pode???

Pagar pedagio para trafegar em estrada de terra, pode???

Conclusao, aeroportos pequenos, fazendas lindissimas, automoveis sem placa e hotel 5 estrelas no meio do nada, porque sera????

E-mail para contato rhpprt@cs.com e cell.(001.407.873.7457)

  
  

Publicado por em