Guarani. O Dono da Terra

Nesta viagem conhecemos Guarani, uma deliciosa e tranquila cidade de Minas Gerais.

  
  
A agência Itaú ocupa e preserva um dos casarios históricos

- Adoraria seguir para um lugar tranqüilo, uma cidadezinha pacata onde pudesse sair à vontade, sem o medo de ser assaltado; onde pudesse dormir tranqüilamente sem o ruído constante da cidade grande, sem receber centenas de telefonemas por dia, sem viver a pressão do dia-a-dia, sem...

- Guarani! É isso, Guarani!!!

- Você certamente não está prestando atenção ao que eu digo! Por que iria ao teatro assistir à ópera O Guarani? Acho que você não entendeu nada...

Vista geral de Guarani
Um dos atrativos da cidade, a Fonte Luminosa

- Não é isso! Arrume suas malas e siga para a deliciosa cidadezinha de Guarani, em Minas Gerais. Lá, certamente você poderá encontrar o que busca: ruas calmas, ar puro, comunidade alegre e simpática, além de constatar ações do mundo civilizado, como a reciclagem de lixo e o respeito pelo próximo...

Milhares de andorinhas proporcionam um espetáculo inusitado no entardecer

- É sério mesmo? Que interessante! Me fale um pouquinho mais sobre essa nova possibilidade.
Quem sabe...

- Quem sabe?! Você às vezes me cansa com suas reclamações, criticas e insatisfações. Desta vez, reaja! A antiga Vila do Pomba surgiu em meados do século 19, e seus primeiros habitantes, aventureiros e fazendeiros, conviviam com os indígenas e cultivavam frutas e cereais em uma região então ainda coberta por vegetação nativa e densa mata virgem. Com o decorrer dos anos, surgiu uma capela e, depois, as edificações que formaram o Arraial Espírito Santo do Pomba. Mas o verdadeiro progresso
ocorreu com a edificação da Estação Ferroviária, em 1883, cinco anos antes da abolição da escravatura que transformaria Guarani em uma região atraente para os imigrantes, que viriam a substituir o labor dos negros libertados pelas mãos da Princesa Isabel.

Rita Andrade, defensora do bem-estar em sua terra
Não deixe de degustar o delicioso as iguarias da Sorveteria Central

- Sem dúvida, estou interessado em conhecer a história dessa cidade! Mas, e nos dias atuais? Será que encontrarei descanso e paz por lá?

Capela da Santa Rita

- Deixe-me falar um pouquinho mais. Enquanto na Europa eclodia a Primeira Grande Guerra Mundial, a pacata Guarani encravada no coração do Brasil se emancipava: 25 de março de 1914 é uma data histórica para a Comunidade.

- Estou quase convencido a viajar para Guarani. Mas o que farei ao chegar à cidade?

- É uma zona bastante rural. Você poderá conhecer os fazendeiros e desfrutar do dia-a-dia no campo, próximo a aglomeração que, com seus 9 mil habitantes, o acolherá de braços abertos.

O badalar dos sinos anuncia o amanhecer

- Mas o que fazer na cidade?

- Visite, inicialmente, a Igreja Matriz e as Capelas da Santa Rita e da Saudade. Que sua viagem seja abençoada... Procure conhecer o prefeito – atualmente, o sr. José Xavier é quem representa os guaranienses – e ouça-o.
Percorra as ruas tranqüilamente e preste atenção nos casarões antigos; visite a antiga estação de trem, e, no final do dia, fique extasiado com os bandos de andorinhas que volteiam pelos ares em busca de abrigo para passar a noite. Aos milhares. Um verdadeiro espetáculo!

Mundo rural nos arredores do município <br />
Igreja Matriz

- Você me aconselha a conversar com mais alguém quando lá estiver?

- Sim! Dê um longo e afetuoso abraço em Rita Andrade, uma cidadã guaraniense

Clube dos Repentinos, local de encontros dos guaranienses

- pessoa maravilhosa – engajada na luta pelo bem-estar de sua terra. Não deixe de visitar a usina de triagem de lixo, um passo importante na reciclagem e compostagem dos resíduos urbanos locais.

- Como bem disse, coisa de primeiro mundo, não é?

- É verdade! Além disso, Guarani tem as mais belas mulheres do Brasil! É inacreditável.

- Está bem! Você me convenceu! Lá vou eu para Guarani! Iupiiii!!!!

  
  

Publicado por em

Nadir de Toledo

Nadir de Toledo

23/11/2010 19:00:25
Meu pai nasceu em Guarani por isso eu gostaria de conhecer

Rosane seixa

Rosane seixa

28/02/2010 11:55:55
Gosto muito de Guarani, pois meu pai;Ivan Seixas morou muitos anos em Guarani, e meu avõ, Otavio Fagundes Avelar, foi Pastor da Assembleia de Deus em Guarani

David

David

24/11/2008 14:32:17
Guarani é isso e mto mais, carioca da gema, fui convidado por uma amiga a passar CARNAVAL em guarani e viviei, pensei que seria tudo mto calmo e pacato, engano.... tem socego, mas tem baladaaaa, tem as mais belas gatas que já conheci "Quero o Rio nos tempos de paz, quero as meninas de Minas Gerais..." isso define Guarani, e vale a pena em todos os sentidos conhecer a cidade vizinha Piraúba...

Fábio Ávila

Fábio Ávila

O Carnaval de Guarani com as marchinhas de época são sensacionais.