Registros, vivências de dois viajantes deslumbrados e inconformados com o Brasil

- Por onde você tem andado - Que pergunta estranha! Onde deseja chegar - Bom, sempre que se caminha se chega a algum lugar... - Deixe de bobagem! Vou fazer uma retrospectiva rápida de nossas andanças. Nesses últimos três anos, temos nos empenhado

  
  

- Por onde você tem andado"

- Que pergunta estranha! Onde deseja chegar"

- Bom, sempre que se caminha se chega a algum lugar...

- Deixe de bobagem! Vou fazer uma retrospectiva rápida de nossas andanças. Nesses últimos três anos, temos nos empenhado em percorrer o país-continente, em descobrir os seus segredos, as sutilezas comportamentais de seus povos, os caminhos de terra e de asfalto que nos levam a uma maior compreensão do que é uma pátria: o nosso Brasil.

Arte popular nas paredes de túnel da Capital Paulista.SP

Bagagens transportadas para a Casa de Hóspedes Patrimônio do Matutu. Aiuruoca/MG

- Um segundo, deixe-me...

- Tudo começou com uma viagem rápida. Fomos ao porto paulista, de onde percorremos em dois dias a orla pavimentada, totalmente urbanizada, que vai da antiga cidade de Santos à histórica Peruíbe. A partir daquele momento, foram três anos frenéticos e intensos de viagens em busca da alma brasileira.

Festival Folclórico dos Bois Caprichoso e Garantido em plena Amazônia. Parintins /AM

Morro da Igreja, o local mais frio do Brasil. Urubici/SC

- Alma brasileira"

- Nós nos chocamos com os olhares insinuantes de pequenas prostitutas, menores de idade, em Macapá. Ficamos maravilhados com as nuvens espessas na baía do Guajará, em Belém do Pará, cidade por onde perambulamos inúmeras vezes nestes últimos trinta e seis meses... Sem dúvida, ali se encontram as portas da espetacular Amazônia Brasileira...

O incessante trabalho dos heróicos garis durante o imundo carnaval de Salvador.

O bloco do Galo da Madrugada dá início ao magnífico Carnaval Pernambucano. Recife/PE

- E Manaus"

- É um caso à parte! Nos ares que circulam pela orla do Rio Negro, ouvem-se sons caribenhos e os passos de Euclídes da Cunha, que criticava os hábitos britânicos da burguesia endinheirada na época áurea do Ciclo da Borracha. Na capital amazonense, sinto-me brasileiro na verdadeira acepção da palavra.

A simpatia do povo baiano. Salvador/BA

Percorrendo a maior fluviomarinha do mundo, a Ilha de Marajó. Salvaterra/PA

- E o Acre"

- É outro caso à parte! O Estado encontra-se na moda, neste momento, graças ao seriado televisivo que invade os lares brasileiros. É fascinante imaginar que naquelas matas ainda habitam grupos que jamais tiveram contato com a civilização do consumo e do desperdício...

Festival das Etnias Paranaenses. Curitiba/PR

O Mercado Ver-ô-Peso é uma viagem pelos sabores e saberes amazônicos. Belém/PA

- Descendo um pouco abaixo...

- Bastante abaixo! Passamos por Cuiabá, capital mato-grossense que, aparentemente, renegou o seu passado devido à chegada maciça de imigrantes sem nenhum laço afetivo com a bela região amazônica. Recentemente resolveram restaurar, recuperar e revitalizar o pouco que resta de seu patrimônio histórico-cultural.

O resgate da cultura européia na Festa Pomerana. Pomerode/SC

Festa de Yemanjá. Salvador/BA

- E Brasília"

- A Capital Brasileira, o jovem Distrito Federal! Apresenta-se como uma moça bela, porém mal vestida. O calçamento é caótico, os jardins malcuidados, embora a exuberância do projeto urbanístico de Lúcio Costa, com as obras arquitetônicas fantásticas de Oscar Niemeyer, nos brinde com um dos mais belos espetáculos da região: o pôr-do-sol na Praça dos Três Poderes.

Pintura mural. Cuiabá/MT

Uma das mais belas vistas do Mundo : o Corcovado. Rio de Janeiro/RJ

- Falando em Brasília, o que você acha...

Castrolanda, um pedacinho da Holanda no Paraná. Castro/PR

Hotéis de Selva permitem vivência junto à natureza amazônica. Manaus/AM

- Espere! Deixe-me continuar. Mergulhamos nos sons do frevo e nos emocionamos com o batuque dos tambores silenciosos no carnaval do Recife. Refrescamos nossas mentes nas águas atlânticas mornas da praia do Porto da Barra, em Salvador da Bahia. Desbravamos a cruel São Paulo e descobrimos os seus encantos culturais através de seus mundos e povos oriundos de todas as partes. Tomamos chuva nas planícies paranaenses e passamos frio em Urubici, na temperada Santa Catarina.

- Fantástico!

Inesquecível passeio por uma cidade histórica paranaense.

- Mais ou menos. Precisamos agir e reagir urgentemente. O Brasil está perdendo o seu encanto. A sua natureza está sendo destruída e as edificações históricas abatidas em prol de um mundo mercenário e mercantilista. Os jovens já não se interessam mais pela cultura ou pela vida política de seu país. A violência aumenta dia-a-dia, e os estudantes são totalmente alienados e incultos.

As baianas no Pelourinho. Salvador/BA

- Credo!

- Pois é! Mesmo assim, estaremos em breve publicando o livro “Brasilzão – Registros e vivências de dois viajantes deslumbrados e inconformados com o Brasil de hoje”.

  
  

Publicado por em

Gvxd

Gvxd

30/03/2009 17:56:06
Oii mas preciso de registro de Salvador Rio de Janeiro e Brasilia eu achei legal mai spor favor faça isso pra mim!! Xauuuuu Obriigadaa