Caleta Puelche a Caleta Gonzalo - travessia pela balsa

Depois de duas noites na barraca foi bom dormir numa cama para variar um pouco e poder descansar. Acordamos as 7:00 h, tomamos banho, café e partimos. O dia estava nublado e frio com um pouco de garoa. Nosso destino foi Hornopirén onde pegamos a balsa par

  
  

Depois de duas noites na barraca foi bom dormir numa cama para variar um pouco e poder descansar. Acordamos as 7:00 h, tomamos banho, café e partimos. O dia estava nublado e frio com um pouco de garoa. Nosso destino foi Hornopirén onde pegamos a balsa para Chaitén. As estradas de rípio (terra com cascalho redondos) são muito boas e divertidas de se dirigir. O Nilton resolveu testar o Dobló numa subida, colocando-o bem as margens da rodovia e ver se conseguia sair daquele lugar sozinho. Que nada! Só de ré e ainda por que era descida. Faz falta uma tração integral nessas situações. Mas na verdade o carro é excelente e a viagem até agora não demandou nenhum recurso dessa natureza podendo ser feita por qualquer carro comum, tanto é que temos encontrado famílias inteiras com veículos velhos mesmo e completamente e absurdamente carregados e por vezes ainda puxando carretas com mais bagagem e todos vão muito felizes a seus destinos.
Chegamos a cidade de Hornopirén e já logo na entrada enquanto abastecíamos encontramos com o Sr. Edson e família, de Brasília, que estão viajando desde outubro com uma Explorer 4x4 e também iam para o sul do Chile.
Fomos para a fila da balsa e esperamos das 11:00 h da manhã até as 18:25 horário em que a balsa saiu. Nesse meio tempo almoçamos, conhecemos a cidade, dormimos no carro e lemos um pouco. O Pith brigou com um dos vários cachorros que estavam na rua e reinou absoluto no pedaço, ficando com um tufo de pelos na boca e um rasgo na orelha. Foi um show para todos que esperavam a balsa.
A viagem foi longa, a previsão era de 4 horas navegando, mas o tempo foi de 6 horas no total. As nuvens foram se abrindo, deixando aparecer a cordilheira e alguns vulcões.
Tiramos muitas fotos e presenciamos um maravilhoso pôr-do-sol no mar. No meio do caminho a balsa fez uma parada para desembarque em pleno mar de um grupo de 30 jovens para dois barcos de pesca que os conduziriam a uma praia próxima para acamparem.
Desembarcamos mais de meia noite e todos os carros buscaram pouso em hotéis ao longo da estrada. Estrada essa mais conhecida como Carretera Austral. Só fomos parar e conseguir um lugar nas cabanas Brisas del Mar em um chalé com apenas um banheiro para os quatro, cozinha e TV.
Esse foi mais um longo e feliz dia caçando paisagens!!!

  
  

Publicado por em