Los Andes a Santiago

Acordamos por volta de sete horas com um dia lindo. Antes do café da manhã nos deliciamos com os damascos `roubados` do pé no quintal do hotel. O Nilton subiu num mirante aos fundos do Hotel Rio Colorado e descobriu uma paisagem de cair o queixo. Do alto

  
  

Acordamos por volta de sete horas com um dia lindo. Antes do café da manhã nos deliciamos com os damascos `roubados` do pé no quintal do hotel. O Nilton subiu num mirante aos fundos do Hotel Rio Colorado e descobriu uma paisagem de cair o queixo. Do alto do morro se avistava rio acima, uma pequena hidrelétrica e a distribuição de água para os sistemas de irrigação da agricultura e da cidade abaixo daquele ponto. Olhando-se rio abaixo podíamos ver a extensão do vale com inúmeras pequenas propriedades produtivas emolduradas pelas montanhas secas e pedregosas.
Pegamos a estrada com destino a Santiago tendo como companheiro sempre as parreiras de uva e as frutas as margens da rodovia. Só fomos parar as 12 horas num posto de serviço Copec (muito bom) já a 3 km de Santiago para ligar para casa e matar a saudade. Nesse momento o Beto resolveu também ligar para o mecânico da Land Rover e pedir algumas dicas de como mexer na embreagem. Seguindo as instruções via telefone o Ni e o Beto desmontaram todo o sistema de embreagem (pedais, cilindro mestre, inclusive sistema de freio) para poder trocar os `reparos` do sistema. Enquanto isso...estudei o mapa do Chile, o melhor caminho para seguirmos, a Márcia fez faxina no carro, levamos os cães para passear, demos muita risada falando bobagens, conversamos com os frentistas e com clientes do posto e finalmente descobrimos que o conserto não era possível de ser concluído!!!
Nessa hora entrou para abastecer um Land Rover 1959 do Sr. Gaston que gentilmente nos indicou uma loja de peças e um mecânico em Santiago. O Ni e o Beto foram até lá de carro seguindo o Sr. Gaston e descobriram que em todo o Chile e muito difícil encontrar Land Rovers e portanto também peças de reposição. Ficamos desanimados.
Fomos procurar um hotel na cidade de Colina porque os lados de Santiago apresentam um trânsito terrível. Rodamos, rodamos, rodamos, mas não encontramos nada. Acabamos retornando a cidade de Los Andes onde procuramos um hotel mas nada nos agradou. Decidimos jantar na cidade e retornar ao Hotel Rio Colorado para passarmos a noite e conseguirmos o conserto da Land somente no dia seguinte. Como opção de restaurante aportamos em um com decoração italiana muito bonitinho e arrumado , fizemos nossos pedidos e descobrimos que cada prato era enorme!!! O Nilton pediu um prato com carne de `cerdo` (porco) e recebeu nada menos do que uma enorme perna traseira do bichinho!!! Foi muito engraçado vê-lo alarmado com toda aquela comida. Nossos pratos também não eram pequenos, com carne macia e suculenta para alimentar um batalhão.

Fim de tarde em Los Caracoles

Fim de tarde em Los Caracoles
Foto: Nilton Val

Pôr-do-sol no Chile

Pôr-do-sol no Chile
Foto: Nilton Val

  
  

Publicado por em