Ruta 5 - Suipacha - Ruta 14

Estamos completando hoje um mês de estrada!!!! 31 dias para ser mais exato, afinal dezembro tem 31 dias. Saímos no dia 22 um pouco antes do Natal e nosso retorno previsto para dia 23 de janeiro vai esticar um pouquinho, pois ainda temos planos de ir para

  
  

Estamos completando hoje um mês de estrada!!!! 31 dias para ser mais exato, afinal dezembro tem 31 dias. Saímos no dia 22 um pouco antes do Natal e nosso retorno previsto para dia 23 de janeiro vai esticar um pouquinho, pois ainda temos planos de ir para o sul do Brasil em Bento Gonçalves.
A rotina se repetiu novamente hoje. Desarmamos acampamento, tomamos banho no posto e seguimos viagem, tomando café da manhã dentro do carro. Também fizemos uma boa ação, inclusive a Lisa. Cuidamos de um cachorrinho magrelo que nos adotou no posto. Ele estava com um machucado feio no rosto e fizemos um curativo, demos ração e biscoitinhos caninos para ele, sem falar no carinho que e o mais importante. Tão importante que na hora de irmos embora ele foi mais ligeiro e entrou no carro!!!
Seguimos pela Ruta 5 em direção a Zarate para deste ponto acessarmos a Ruta 14, caminho pelo qual viemos.
Demos uma parada na cidade de Suipacha para acessarmos a Internet, ficamos por uma hora e voltamos para a estrada.
A paisagem de agricultura se misturava agora com plantações de eucaliptos ao longo de toda Ruta 14. Pagamos 3 pedágios de 4 pesos e a pista continuava excelente, sem buracos e ondulações, mas muitos caminhões. Foi um dia praticamente de estrada. Quase ao anoitecer paramos num posto YPF nas proximidades de Chajari, província Entre Rios.
Como estávamos cansados do longo dia que tivemos decidimos não cozinhar. Compramos empanadas de carne (que nos surpreenderam de tão gostosas!) e uma cervejinha que degustamos já dentro da barraca.
Do começo da viagem até agora já foram 19 noites dormindo em barraca sendo uma delas no carro. Alias, esse e mais um ponto positivo do Fiat Doblo. Espaço interno para carregarmos bagagem de roupas, de camping, de cozinha e algumas extras que vão se somando pelo caminho. Espaço (e muito espaço) para a Lisa que não economiza espreguiçadas dentro do carro. E espaço para nosso material fotográfico no suporte acima do painel dianteiro já que o carro tem uma altura grande de teto. E sem os bancos traseiros e bagagem vira uma perfeita cama.
Antes de dormir ficamos observando o espetáculo dos vaga-lumes piscando sem parar na escuridão. Foi um show a parte!

Nuvens com formatos ludicos pelo caminho

Nuvens com formatos ludicos pelo caminho
Foto: Paula Lima

campo de girassois

campo de girassois
Foto: Nilton Val

  
  

Publicado por em