Caminhada Esmeralda em direção à Infinita Imensidão Azul

Uma paisagem de cores caribenhas se abre diante de seus olhos...

  
  

Prainhas – Visual da Ilha do Farol – Várzea das Moças – Pontal do Atalaia – Pedra Filosofal

Inspiração à Vida

O coração de Arraial do Cabo talvez esteja no fundo que traz à superfície do mar um espetáculo inigualável de cores e imagens. Aqui podemos nos perguntar por que viajamos para tão longe sem antes conhecer, ou mesmo, como conseguimos ficar tanto tempo sem desvendar um paraíso tão próximo da gente...?!

Praia Grande

A cada passo sobre as pedras de paralelepípedos representa um mundo de beleza e descobertas. Para que possa ter dimensão desta estonteante beleza, sugerimos que inicie a caminhada pela Praia Grande, admirando costões e ilhas em alto mar e depois atravessando para a outra face, ou então subindo por uma escadinha no morro com mata ao redor, que fica próxima à estação de pesquisas da Marinha.

Lembram construções das ilhas gregas

No início da caminhada, você pode observar condomínio de casas brancas com construção similar a que é realizado nas ilhas gregas, ter uma visão diferenciada da cidade e da Praia dos Anjos.

Praia dos Anjos

Durante o trajeto, pássaros e flores o acompanham. Antes de contornar o morro, ao fundo vê-se a Praia do Forno e Cabo Frio.

Detalhes da caminhada
Cacto endêmico

A seguir, uma paisagem de cores caribenhas se abre diante de seus olhos. Parece que não estamos acreditando no que estamos vendo. As palavras não saem, os sons cessam e quase nada acontecem a não ser o ato de testemunhar tamanha exuberância.

Visual no caminho

Após cerca de uma hora de caminhada da Praia Grande ou 40 minutos da escada em frente à Marinha, chegamos no ponto máximo do deslumbre. Ficamos um tempo conosco.

Prainhas

Preparamo-nos para descer por uma trilha. A areia fina e musical toca a trilha sonora daquilo que podemos sentir com este mágico instante. Águas calmas e cristalinas nos convidam para um banho.
A maré está baixa e podemos visitar uma gruta ao lado. Observem a incrível transparência dessas águas...

Caminhando pela Vida
Caminhando pela Vida
Caminhando pela Vida
Caminhando pela Vida
Caminhando pela Vida

No regresso ao alto do morro, podemos atravessá-lo para conhecer a Várzea das Moças ou mesmo seguir rumo ao Pontal do Atalaia. Há 15 anos atrás, costumava carinhosamente apelidar aquele precipício, mirante natural para a Ilha do Farol e canal natural, de Pedra Filosofal. Funcionava como uma espécie de refúgio, algo como uma fonte vitalizadora de energia, recarregadora de baterias. Naquele lugar, parecia passar um filme da vida entre o que realmente havia acontecido e o que imaginava acontecer em questão de segundos. Mas entre uma película e outra contendo a história da vida projetada, acontecia algo que unia a mente calma ao Todo. Do soprar da constante brisa, da acrobacia de um mergulhão, do cantar de um gavião, do emergir de uma tartaruga ao subir à superfície de arraia, pensamentos se dissolviam e o que ficava na mente era a paz. Naquela época, era difícil de compreender que tamanho poder se processava quando ali se estava disposto a sentar para contemplar. Sem saber como, algo acontecia que se estabelecia a conexão com o momento presente através de profundos estados contemplativos.

Várzea das Moças à direita

Lendo recentemente uma passagem de um dos livros de Eckart Tolle, a Pedra Filosofal em Arraial do Cabo foi lembrada de alguma modo e nela dizia o seguinte: "a liberdade começa quando percebemos que não somos a entidade dominadora, 'o pensador'. No momento em que começamos a observar o pensador, ativamos um nível mais alto de consciência. Começamos a perceber, então, que existe uma vasta área de inteligência além do pensamento, e que este é apenas um aspecto diminuto da inteligência. Percebemos também que todas as coisas importantes como a beleza, o amor, a criatividade, a alegria e a paz interior surgem de um ponto além da mente. É quando começamos a acordar."

Tartaruga marinha

Simplesmente estar consigo mesmo, ficar consigo mesmo, bastava para se sentir completo. Tão simples e tão complexo, mas que aquele lugar em especial de Arraial do Cabo nos dava a chance de "uma mãozinha". Caminhar pelas Prainhas e Pontal do Atalaia é redescobrir-se.

“Toda a Criação existe dentro de você, e tudo que existe em você também existe na Criação. Não há fronteiras entre você e um objeto que esteja bem perto, assim como não há distância entre você e os objetos que estão muito longe. Todas as coisas, as menores e as maiores, as inferiores e as superiores, estão à sua disposição dentro de você, uma vez que são inatas. Um único átomo contém todos os elementos da Terra. Um único movimento do espírito contém todas as leis da vida. Numa única gota de água encontramos o segredo do oceano sem fim. Acima de tudo, uma única manifestação sua contém todas as formas de manifestação da própria vida.” Khalil Gibran.


Confira os melhores momentos desta caminhada até a Pedra Filosofal, clicando aqui.

Conheça Arraial do Cabo, clicando aqui.

Deslumbre-se com a Praia do Forno, clicando aqui.


  
  

Publicado por em