Pico da Serra do Tabuleiro: uma caminhada fascinante

Neste celestial e iluminado dia, fomos abençoados por termos tido a oportunidade rara e preciosa nesta vida de compartilharmos com pessoas muito especiais a caminhada em uma das mais exuberantes trilhas da região. Mergulhe conosco nesta jornada.

  
  
Luz que nos inspira na jornada

Combinamos de nos encontrarmos às 6h30 no estacionamento em frente ao trapiche da Beira-Mar. De modo a integrar e numa atitude ecologicamente correta, os bravos trilheiros se dividiram em dois carros, seguindo viagem para Santo Amaro da Imperatriz, a 50 km de Florianópolis.

Subida forte no início

O início da trilha é logo após o Café do Tabuleiro, entrando em um portal. De lá, fizemos um bom alongamento, pois 18 quilômetros de desafios que exigem o equilíbrio da mente com o corpo nos esperavam. Iniciamos então a caminhada rumo ao cume da Serra do Tabuleiro que está a 1.220 metros de altitude em relação ao nível do mar.

A subida começou íngreme, exigindo grande esforço até chegarmos a uma cabana que serve de ponto de apoio para produção de produtos orgânicos. Paramos para tomar uma água, respirar com mais tranqüilidade e recompor o ritmo do coração. Estes momentos de parada foram de muita gratidão, pois tivemos a oportunidade de conversar e conhecermos melhor as pessoas, já que, na medida do possível, poupávamos energia para a subida constante.

Quanto precioso é o ar que respiramos...

E continuamos. A partir de um certo trecho, era possível visualizar uma linda e fina, tênue camada de nuvem preenchendo vales e deslizando por sobre a Serra do Mar, tingindo de branco o azul profundo do céu. O cenário era completado por uma cálida luz que parecia formar uma lente, proporcionando admiráveis tonalidades ora avermelhadas, esverdeadas e azuladas, como se a percepção fosse de uma suave e translúcida capa moldando-se por sobre as sinuosas e sólidas formas, cobrindo aquelas exuberantes cadeias de montanhas de cores magnificentes e inspiradoras.

Nuvens-algoodão confortando nossos olhos com uma radiante e alva nuance de montanha nevada
Espetáculo de luz

Durante a trilha, adentramos em ecossistemas de Floresta Pluvial Atlântica, Matinha Nebular e Campos de Altitude, com direito à admiração das belezas e espinhos de arbustos, bromélias, samambaias e capins cortantes. Em certos momentos, árvores altas gentilmente permitiam que a luz dourada do Sol enfeitasse a trilha, descortinando um espetáculo gracioso de efeitos visuais desconcertantes no caminho e nas cadeias de montanhas que abraçam as cidades de Santo Amaro da Imperatriz, Palhoça, São José e Florianópolis.

O colorido que pulsa a exuberância da vida na mata (está dentro de nós)

A forte subida no início fez com que reduzíssemos o ritmo, ingerindo muito líquido. Ficamos imensamente agradecidos quando uma barra energética à base de chocolate, daquelas específicas para competições ciclísticas, foi cedida gentilmente pelo bravo aventureiro e aniversariante do dia, o Geraldo.

Parada para admirar, conversar e compartilhar: o que faz a caminhada ser o que é denomina-se integração

Revigorados, seguimos na caminhada. Após a subida inicial, o esforço foi amenizado devido à redução da inclinação. Paramos mais umas duas vezes para descansar um pouco, partilhar com os amigos os lanches (cenoura, tomate seco, amendoim, bolo de legumes, passas, entre outros) e desfrutar da paisagem do pico do Tabuleiro à frente e, ao redor e abaixo, morros verdejantes acolhendo cidades e vilarejos.

Observem a mata que abre as cortinas e aponta o holofote para o nosso objetivo, numa profunda reverência a este imponente espátculo da Natureza

No último terço do percurso, raízes e troncos de árvores presentearam os trilheiros com escadas e corrimões para a subida que voltaria a ficar inclinada. Foram 4 horas e 20 minutos de esforço até a chegada do grande prêmio.

Cadeia de montanhas que protegem cidades e vilarejos, que exibem verdejante formosura

Lá em cima, ventos doces e refrescantes massageavam o capim dourado, adornando o caminho bem diante de nossos olhos, fazendo o corpo se sentir livre, como se estivesse passeando descompromissadamente por algum típico cenário campestre europeu. Realmente ali, a subida pesada se tornara um delicioso passeio pelo campo.

Raízes e troncos, escadas para a subida que volta a ficar íngreme
Espetáculo de cores e imagens
Emoção e agradecimento por caminharmos integrados a este majestoso cenário, que nos presenteia com o doce gingado da vegetação dourada

Quanta gratidão pela oportunidade rara de estarmos em plena comunhão com os elementos ar, fogo, terra e água, sentindo no rosto o frescor da aventura e na alma, uma inabalável sensação de bem-estar e amorosidade.

Observe como a Natureza nos brinda nesta imagem com um gradiente de tons, do azul celestial aos toques sutis do despertar-violeta

Sentamos para nos confraternizarmos, estendo canga e toalha sobre a grama, colocando pão integral caseiro, bolo de limão, pêra e papoula, compartilhando ainda chocolates brasileiros e estrangeiros (especialíssimos!!!), com 55 e 70% de concentração de cacau, wasabi, gengibre, pimenta, avelã, além de sanduíches com salada e requeijão caseiro com manjericão (podemos fornecer a receita), laranja-vinho da região de Presidente Getúlio, maçãs, tangerinas, entre outras delícias integrais e orgânicas.

Confraternização e bate-papo descontraído em um áureo cenário, lá em cima

Descemos a trilha em estado de graça, na presença vívida da mãe de todas as mães, a Natureza. Caminhamos por três horas no retorno.

Alegria no retorno
Obrigado por este dia
Abre-te Césamo!
Mente, corpo e alma em paz e serenos com o verde-vibrante
Descanso e bate-papo na cabana de apoio, próxima ao início da trilha

Fizemos uma breve parada no Café do Tabuleiro para tomar uma tigela de açaí, chá, café, entre outros, infelizmente, sem direito ao guaraná Pureza tão pretendido por um dos trilheiros. Ainda comemos uns salgados, pamonha com queijo e fomos conhecer a lojinha de cerâmica em espaço anexo. Foram doze horas de atividade, alegria, desafios, em plena integração e equilíbrio com a Natureza, com o amor, o corpo, a mente, a alma, as pessoas que fizeram parte e com quem tivemos conexões no decorrer do dia.

Belos trabalhos em cerâmica
Obras-de-arte admiráveis

Neste celestial e iluminado 15 de agosto de 2009, fomos abençoados por termos tido a oportunidade preciosa nesta vida de compartilharmos com pessoas muito especiais a esplêndida experiência desta caminhada em uma das mais incríveis e exuberantes trilhas de Santa Catarina. Fomos presenteados com um visual sem igual, daqueles que jamais esqueceremos em nossas vidas. Somos gratos pela benção de estarmos na companhia de pessoas muito queridas neste dia absolutamente divino. O amor pode ser encontrado sutilmente na semente de cada elemento que compõe este majestoso Universo. Basta observar e mergulhar conscientemente no momento presente.

Palmas e reverência ao Por do sol no retorno para Florianópolis
Deixamos Santo Amaro com este espetáculo de cores
Já na Beira-Mar, indo para casa, agradecidos e pensando na próxima atividade

Motivação

Que a motivação ao divulgar esta caminhada possa inspirar nas pessoas a busca pelo revelar sobre quanto importante é nos conectarmos com nossa essência de amor, paz e carinho em todas as instâncias de nossa relativa vida, estando em perfeita integração com o meio em que dependemos para viver, em plena comunhão com as pessoas que se relacionam nele e em precisa sincronia com a nossa paz interior.

O mundo externo está em guerra. Se o nosso mundo, o interno, estiver em perfeita harmonia e estado inabalável de paz, o mundo externo será influenciado por este e naturalmente se transformará. Quando não damos voz a nossas emoções aflitivas, que estão sempre baseadas no apego - apego que está sempre ligado ao medo de ilusoriamente deixarmos de existir, na raiva e na ignorância por não percebermos quão frágil e impermanente nossa vida humana é -, quando transcendemos o julgamento, o pré-conceito e o pensamento, repletos de interpretações errôneas, surpreendentemente vazios em si, distorcidos e desprovidos da verdade única, ao atravessarmos as margens da dor e do prazer, conectados à nossa essência natural de serenidade, imersos no momento presente, fluirá o rio da vida.

Algumas pessoas perfazem trilhas, correm, correm, correm e não vêem nada. Outras, antes mesmo de começar a se alongar, já se sentem plenas, preenchidas e satisfeitas, apenas com os preparativos, a entrada da trilha e os amigos - aqueles mesmos que nem sabem que virão no caminhar a se tornar amigos. Por quê? Porque estão vivendo o momento presente, saboreando cada imagem, cada cor, cada nuance, cada abraço, cada sorriso, cada luz, prateada da chuva ou dourada do sol, cada gesto, seja ele amistoso, ansioso, comunicativo ou silencioso, cada som... Entram em contato com seus sentidos, puramente pela via da consciência Todo-Abrangente e não pelos pensamentos que julgarão entre bom e ruim.

Interessante observar que quando a mente se nega a fluir com a vida, a perceber todas as impermanências e sutilezas que se apresentam até nós com gratidão e contentamento, é que encalha nas margens, então vindo a se tornar um problema. Daí advém as queixas, a ansiedade, o medo, a insegurança... Pronto, não há mais nada o que aproveitar da trilha, nem a chance rara e preciosa de conhecer a essência amorosa, criativa, grandiosa e útil das pessoas.

Quando não desejamos, fluímos com o movimento da mente, indo além dos pensamentos, observamos como e quando as coisas acontecem, afinal nós não somos o que acontece, contudo a quem acontece. Esta é uma visão clareada além do pensamento, uma descoberta da consciência por Sri Nisargadatta Maharaj. Ele, a partir da realização, vai mais adiante: “O desejo é a recordação do prazer, e o medo é a recordação da dor. Ambos não deixam a mente descansar. Os momentos de prazer são meras pausas na corrente da dor. Como pode a mente ser feliz?” (...) “A mente inclusiva é o amor em ação, batalhando contra as circunstâncias, inicialmente frustrada, finalmente vitoriosa. (...) O amor constrói a ponte entre o espírito e o corpo. (...) A mente cria o abismo, o coração o cruza.” (...) “O mundo real está além do alcance da mente; nós o vemos através da rede de nossos desejos divididos entre dor e prazer, bom e mau, interno e externo. Para ver o universo como ele é, você deve passar além da rede. Não é difícil fazê-lo, porque a rede está cheia de buracos.” (...) “A verdadeira felicidade não se pode encontrar nas coisas que mudam e passam. O prazer e a dor se alternam inexoravelmente. A felicidade procede do ser e só pode ser achada no ser. (...) É como o reflexo da Lua na água movida pelo vento. O vento do desejo move a mente, e o “eu”, que não é senão um reflexo do ser na mente, parece mutável. Mas estas idéias de movimento, de inquietude, de prazer e dor estão todas na mente. O ser está além da mente, consciente mas desapegado.”

Então, com a motivação de inspirar mais e mais pessoas a se integrarem com a sua essência, com a essência das demais pessoas, com a essência da Natureza que, em verdade, sentimos ser a essência de todo o Universo, é que divulgamos estas abençoadas e únicas atividades.

Veja mais informações em www.qualidadedevida.vai.la

  
  

Publicado por em

Fernanda

Fernanda

13/09/2009 20:32:27
saudaçoes caminhantes!
Esteou simplesmente embasbacada com a beleza das fotos e tambem dos comentarios. Gostaria muito de participar dessas caminhadas pela vida. Como faço?
Abraço,
Fernanda

Caminhando pela Vida

Caminhando pela Vida

Saudações ecológicas, Fernanda. Adicionamos o seu e-mail em nosso mailing de convite de caminhadas. Assim que tivermos alguma atividade programada, entraremos em contato com informações de ponto-de-encontro, o que levar para a trilha, detalhes sobre a atividade e dicas de como se preparar (alimentação, bom sono, boa hidratação, entre outros ingredientes que promovem bem-estar e bom preparo). Para que possa curtir a natureza com bastante frequência, podemos indicá-la o grupo Trilhas Floripa (www.trilhasfloripa.com). Um abraço e esperamos por você na próxima atividade.
DESIRE MARTINS FERREIRA

DESIRE MARTINS FERREIRA

08/09/2009 22:59:58
MARAVILHOSOOOOO!! ESPLENDIDO A NATURERZA E GRATIFICANTE QUEM DELA USUFRUI.

Nelson Ivo Crovador

Nelson Ivo Crovador

06/09/2009 10:58:35
Serra do Tabuleiro é um verdadeiro paraíso terrestre. Um lugar maravilhoso e encantador que vale a pena conhecer. É Dezzzzz!

Jéssica

Jéssica

02/09/2009 16:36:28
muito maravilhoso da próxima vez quero ir tb.beijos .

Caminhando pela Vida

Caminhando pela Vida

Saudações ecológicas, Jéssica. Adicionamos o seu e-mail em nosso mailing de convite de caminhadas. Aproveitamos o ensejo para divulgar que entre os dias 14 e 20 de setembro de 2009 acontece em Florianópolis uma série de eventos destinados a práticas de qualidade de vida e ao Yoga. Para mais informações, acesse www.yogafloripa.com.br Com carinho, que todos possam se beneficiar. Beijos
NILA

NILA

01/09/2009 09:28:39
Exuberante, natureza generosa, show!
Já fiz curtas caminhadas, muitas em Minas Gerais, uma em Ilha grande, mas meu preparo físico não é lá dos melhores, será que conseguiria acompanhá-los? rs

Caminhando pela Vida

Caminhando pela Vida

MG é riquíssimo em ambientes naturais exuberantes. Recomendamos Ibitipoca (veja que graça de pousada: www.janeladoceu.com.br), Serra da Canastra, Carrancas, Vale do Matutu (em Aiuruoca, Casa de Papagaio, na pousada do Cândido, ideal para quem deseja revitalizar as energias, integrar-se à Natureza, serenar a mente, purificar o organismo. Alimentação ovolactovegetariana. Você jura q está saboreando comida não-vegetariana, mas com 1 diferença: seu estômago fica leve. Chalés aconchegantes. Templo ecumênico para meditação), lugares que possuem todo tipo de caminhada e nos transportam para 1 inabalável estado de contentamento e paz. Aqui, o esforço físico não está em jogo. O preparo físico se torna conseqüência do ato de amar a Natureza. A filosofia é zelar pelo grupo. Não há foco na chegada, há na jornada; temos a chance de compartilhar e nos encantarmos juntos, nos deslumbrarmos com cada instante. Acredite, você certamente conseguirá nos acompanhar, pois vivenciarmos juntos é a meta.
Maria Fernanda de Carvalho

Maria Fernanda de Carvalho

31/08/2009 23:36:55
Vocês fizeram-me recordar a famosa poesia do poeta espanhol Antonio Machado:
"Caminante, son tus huellas
el camino y nada más;
Caminante, no hay camino,
se hace camino al andar.
Al andar se hace el camino,
y al volver la vista atrás
se ve la senda que nunca
se ha de volver a pisar.
Caminante no hay camino
sino estelas en la mar."

A.DO.RA.RIA estar com vocês em alguma caminhada... Sou A.PAI.XO.NA.DA por fazer caminhadas nas matas, deleitar-me com as magníficas belezas naturais escondidas nelas (ou por elas), sentir o pulsar de meu coração, o calor afogueando meu rosto, o esforço de meu corpo, vencer as barreiras físicas e geológicas... Minha dificuldade em manter a prática é que meu amado parceiro é um urbanóide típico e simplesmente ODEIA caminhadas, quanto mais embrenhado numa mata, escalando pedras, escorregando nos cascalhos... risos... Desde o ano passado quero montar um grupo para caminhar/desvendar os mistérios escondidos nas nossas belas matas (enquanto elas ainda estão por aqui, né?!). Como me integrar a vocês? Por acaso conhecem algum grupo confiável por estas bandas do Planalto Central?
Um abraço,
Maria Fernanda de Carvalho
Brasília - DF

Caminhando pela Vida

Caminhando pela Vida

O... minha querida... Linda a poesia, certamente. Ela nos inspirou a caminhar, quando morávamos em São Paulo. Em Brasília, não conhecemos ninguém infelizmente. Mas temos boas imagens do Alto Paraíso, um lugar divino para fazer caminhadas. Em SP, podemos indicar os grupos de amigos que organizam lindas caminhadas: são o Lazer na Mata, o Vamos Lá (que ajuda uma entidade beneficente em prol de crianças com paralisia cerebral) e o Pé na Mata. Pense que você já está conosco. Quando você estiver caminhando, respirando, sorrindo e descobrindo o desabrochar de uma pétala de flor, admirando um bater de asas de uma borboleta, somos nós que estamos com você. Só a sua atitude de querer montar um grupo de trilhas já gera energia para fazer germinar a semente que influencia o mundo a plantar flores como esta. Comece com seus amigos, familiares e vizinhos. Convide-os. Insista na integração. Persista. Não idealize o sucesso, ele se realizará por si mesmo. Vindo 2, 3 pessoas, já garantiu a alegria.
ALEXANDRA G SANTOS

ALEXANDRA G SANTOS

31/08/2009 19:12:25
EU AMEI TUDO, NOSSA SOU FACINADA POR VERDE MONTANHAS ENFIM AMO A VIDA ACHEI MARAVILHOSO ,GOSTARIA MUITO DE PARTICIPA DE UMA CAMINHADA PELA VIDA COM VCS NA PROXIMA ME CONVIDA BEIJOSSE FIQUEM COM DEUS....

Caminhando pela Vida

Caminhando pela Vida

Alexandra, Saudações ecológicas, minha querida. Adicionamos o seu e-mail em nosso mailing. Nestas caminhadas, ao sentirmos gratos por estarmos em ambientes tão surpreendentes, podemos desenvolver atitudes internas de plena atenção, lembrando que o futuro deste planeta, incluindo o nosso, depende de nossos passos conscientemente. Podemos aprender como viver de modo que um futuro possa ser possível para nossos filhos e netos. Como diz o Zen-poeta Thich Nhat Hanh, "talvez não possamos ter um meio de vida 100% correto, mas podemos decidir que vamos caminhar na direção da redução do sofrimento e do aumento da compaixão." O mestre vai mais adiante: "a preocupação não realiza nada. Mesmo se nos preocuparmos dez vezes mais, isso não melhorará em nada a situação do mundo. Na verdade, a ansiedade só faz piorar as coisas. Mesmo sabendo que nada é como gostaríamos que fosse, devemos ficar contentes mesmo assim, porque estamos dando o nosso melhor, e continuaremos a fazer isso."
Jeannette Campos

Jeannette Campos

31/08/2009 19:11:13
Gente! Maravilha! Quanta PAZ! Que Deus os abençoe muito,e, vcs possam cada vez mais desfrutarem dessas maravilhas. Abçs.

Caminhando pela Vida

Caminhando pela Vida

Jeannette, O nosso desejo é que você possa se sentir abraçada pelas mãos tenras da mãe de todas as mães, possa sentir o frescor de seu carinho, refrescar-se nas águas de suas mais puras e cristalinas expressões. Quando caminhamos pela vida e não damos 100% de atenção ao que acontece fora mas ao que acontece aqui dentro em reflexo ao que vemos fora, passamos a sentir todo este estado de bem-aventurança e serenidade que abre a porta para uma miríade de descobertas não vistas antes, mesmo passando pelas mesmas trilhas, estradas e caminhos. Sentiremos uma profunda gratidão e sensação de paz, uma serenidade que nunca mais vai querer nos abandonar, não importa o que aconteça lá fora: chova ou faça aquele calor escaldante. Somos a testemunha, a ponte entre Deus e o mundo, como vivíamos sempre desejando e jamais imaginamos.
SORAIA

SORAIA

31/08/2009 04:26:42
Gente q demais lindo,lindo. Q inveja,a 15 anos não faço mais nada e gostaria muito de voltar logo, logo, Abç e Parabens....

Caminhando pela Vida

Caminhando pela Vida

A sugestão é começar aos poucos. Dê um passeio no parque ao nascer do sol, ou observe o sereno numa rosa do jardim após o cair da tarde. Quando nos deitamos na grama e contemplamos o céu, a mente está livre e se expande em toda sua amplidão. Sogyal Rinpoche, um admirado mestre espiritual, recomenda: "Deixe que o céu de fora desperte o céu que há dentro de você. Entre num riacho e misture sua mente à música da água; torne-se um com essa sonoridade incessante. Sente-se ao lado de uma cascata e deixe seu riso purificador refrescar-lhe o espírito. Caminhe numa praia e receba o vento do mar, em cheio, doce, em seu rosto. Comemore e use a beleza do luar para equilibrar sua mente. Sente-se junto a um lago ou num jardim e, respirando tranqüilamente, deixe sua mente quedar-se silenciosa enquanto a lua sobe majestosa e lenta na noite sem nuvens." Fica aqui a dica-inspiração. Aos poucos, a caminhada num parque é tão admirável qto a de 1 ambiente natural selvagem, qto a qualquer caminhada na vida.
Clara manuela

Clara manuela

30/08/2009 15:01:12
obrigado por compartilhar tao rica experiencia! há 2 anos nao faco caminhada!!! vc me motivou a voltar a ser o que era... abracosss

Caminhando pela Vida

Caminhando pela Vida

Clara, gostaríamos de compartilhar uma dica: observe, olhe ao redor, investigue, pergunte-se: serão os elementos que compõem a natureza os mesmos que permeiam a sua vida? Quando entramos em contato com a luz do Sol que perpassa por entre as folhas e galhos da mata e nos ilumina, sentimos o seu calor e, em nosso entorno, tudo fica mais bonito e colorido. Nossas emoções, sentimentos e pensamentos entram em contato com o fenômeno e passamos a interagir positivamente com ele. Se levarmos esta experiência na mata para nossas vidas, nossa luz, além de iluminar, passará a aquecer todos os corações com quem tivermos contato. Assim como curtimos quando passamos por uma dificuldade que exige grande esforço como uma subida íngreme, por exemplo, percebemos que a grande graça da vida é, melhor do que querer chegar, curtir a jornada, independentemente se está nos trazendo alegria ou tristeza. Notamos que aprender com a caminhada é a chave-mestra que abre a porta da felicidade duradoura neste plano.
Dinorá

Dinorá

30/08/2009 14:53:18
nossa fiquei encantado com este lugar?

Caminhando pela Vida

Caminhando pela Vida

Há tantos lugares como este que estão bem diante de nossos olhos. Mas o corre-corre do cotidiano, muitas vezes, nos cega. Quando paramos por alguns instantes em qualquer região que contenha vida para simplesmente observar e respirar, deixando de lado as vozes ansiosas, preocupantes e angustiantes que perturbam a paz em nossas mentes com pensamentos, julgamentos e conceitos ilusórios, o encanto com as sutilezas de tons, nuances, sons e aromas por si só se revela. Entramos, então, em contato com a natureza. Entre a Natureza e a nossa natureza, não há diferença; é quando o amor brota livremente.
DR EDSON DIAS VITORIA ES

DR EDSON DIAS VITORIA ES

29/08/2009 08:13:33
muitolindo o lugar ok

Caminhando pela Vida

Caminhando pela Vida

Vida que pulsa. Eckhart Tolle diz: "se vivemos + preocupados com a satisfação q obteremos qdo chegarmos, nos esquecemos da trilha. Deixamos de nos deliciar com uma felicidade que ainda não foi alcançada no presente, reduzindo-a a um meio para se alcançar o futuro. Isso ocorre por uma insegurança do ego q busca sempre compensar a lamentação do passado com a projeção de uma recompensa a ser alcançada no futuro. Novamente, o tempo do relógio se transforma em tempo psicológico, roubando-nos a oportunidade de viver a vida como uma desafiadora jornada de aventura, e relegando nosso cotidiano a uma obsessiva e compulsiva necessidade de sempre obter, de sempre chegar, de sempre possuir. E qdo isso ocorre, não somos mais capazes de sentir as nuances da trilha, a textura do chão por onde pisamos, nem a leveza do céu que nos encobre. Qdo estamos presentes no agora, a beleza e o milagre da vida se revelam, de tal forma que as metas e objetivos se transformam na própria arte e prazer do caminhar."
Lúcia S

Lúcia S

28/08/2009 23:51:45
Sempre quis fazer trilhas em SC, mas ainda não tinha tomado nenhuma iniciativa... Agora, eu digo que quero ir e espero que seja em breve! Um grande abraço.

Caminhando pela Vida

Caminhando pela Vida

Saudações ecológicas, Lúcia. Seja bem-vinda! Adicionamos o seu e-mail em nosso mailing de convite de caminhadas. Um grande abraço e até a próxima atividade.
Rosângela

Rosângela

28/08/2009 11:08:44
Achei muito lindo! Quando forem outra vez divulguem para eu poder participar.
Rosângela - Porto Alegre

Caminhando pela Vida

Caminhando pela Vida

Seja bem-vinda, Rosângela. Adicionamos o seu e-mail em nosso mailing de convite de caminhadas. Saudações ecológicas. www.qualidadedevida.vai.la
LEONI

LEONI

28/08/2009 07:47:16
PUXA!!!FIQUEI SEM AR DIANTE DA BELEZA DAS FOTOS...
PARABENS AO GRUPO. VCS ALEGRARAM MINHA MANHA E ME FIZERAM RECORDAR QUE EXISTE VIDA ALEM DE UM COMPUTADOR!!
UM GRANDE ABRAÇO
LEONI- LONDRINA - PR

Caminhando pela Vida

Caminhando pela Vida

Este é o espírito. Apesar de parecer difícil encontrarmos paz com tanta correria que nos é impingida para salvar nosso próprio umbigo diante de tanta dor e sofrimento, podemos parar, dar um basta em toda aflição e dizer a nós mesmos que viver é possível. Estar na natureza significa, para nós, integrar. Naturalmente vem o deslumbre, diante de uma colossal beleza criada por este majestoso Universo, e, deste deslumbre, cresce dentro de nós a necessidade de compartilharmos a alegria de estar aqui com todos ao redor. No entanto, pensamos: como podemos multiplicar o benefício desta alegria interior e necessidade de expansão, procurando passar um pouco desta gostosa sensação a todos que não estiveram conosco? Divulgando, possibilitando que o leitor se sinta nosso amigo, seja parte integrante desta caminhada, como se ele estivesse caminhando naquele exato momento conosco, numa grande jornada de descoberta pela sua felicidade de vivenciar o momento presente, sem princípio, sem fim. Abração.
SEBASTIAO M.VITOR

SEBASTIAO M.VITOR

27/08/2009 20:37:13
EU ACHEI MUITO LINDO,GOSTARIA MUITO DE CONHECER.
QUEM SABE UM DIA PODEREI IR ATE AI,VL UMA ABRACO.

Caminhando pela Vida

Caminhando pela Vida

Saudações ecológicas, amigo. Saiba que nossa motivação em divulgar as atividades é reunir amigos, dos mais diversos cantos do país e do mundo, interessados em integrar-se com mais pessoas, que busquem se sintonizar a práticas de bem-estar e qualidade de vida, em integrar-se com o meio em que dependemos para sobreviver com a alegria natural e inata de viver e consigo mesmos, com este interior que revela nossa essência luminosa de amar, vivenciar e compartilhar, contagiando mais e mais pessoas a revelarem esta paz grandiosa que existe dentro de cada um de nós. Você já é nosso convidado para participar das trilhas em Florianópolis, quando tiver a oportunidade de vir e tendo a atividade programada. Abraço