Rumo ao Palácio de Pedras Preciosas

Conheça a Pedra Branca: apenas 125 km de Florianópolis, harmonize-se com a Natureza e famílias acolhedoras...

  
  
Pedra Branca, em Alfredo Wagner
Samambaiaçus, indicação de mata preservada

Região que fora habitada por indígenas há mais de 3.000 anos, contando atualmente com apenas treze família instaladas, a Pedra Branca - comunidade pertencente ao município de Alfredo Wagner -, no estado de Santa Catarina, que fica aproximadamente 2 horas de carro de Florianópolis, possui um surpreendente potencial ecológico. Clique aqui e saiba como chegar.

A Pedra Branca representa uma boa alternativa para aqueles que queiram descansar, relaxar, fazer retiros, banhar-se em rios e cachoeiras de águas puras e cristalinas, realizar travessias até Anitápolis ou Urubici, por exemplo, praticar esportes na natureza como rapel, caminhadas sob a Lua Cheia ou contemplativas para admirar o nascer e por do sol, observação de sua rica fauna, expedições fotográficas, tudo isso gastando muito pouco. Clique aqui e saiba mais sobre sugestões de atividades para serem realizadas na localidade, e aqui para conhecer uma dica de hospedagem simples e calorosa.

Cores, nuances & texturas

Rumo ao Topo

Às 7h30, próximo a uma ponte, iniciamos os alongamentos. Encontramos com Seu Edílio, com seus 40 anos de vasta experiência na região, o Choli, cãozinho que ficou famoso na comunidade (perguntem aos moradores) e um outro cachorro com uma qualidade muito peculiar de ser: pasmem! Ele conversa com as pedras...

Charmes da região

Os primeiros passos descortinam cenários deslumbrantes. Ao serpentear os rios, pelo caminho de antigas carroças cargueiras (provavelmente percorrido pelos missionários jesuítas, na época, ao tentarem se refugiar), avistamos inúmeros encantos: ora adornado por belas árvores imponentes e frondosas, como araucárias ornamentadas por caprichosos mantos dourados feitos de barba de velho, como quaresmeiras floridas, inteiramente enfeitadas por tons róseos e brancos, ora colorido por cavalos (aqui, propomos o embalo de uma canção: “Horse With No Name”, America), vacas, bois, terneiros... todos os elementos perfeitamente integrados, recebendo o tenro abraço de uma exuberante cadeia de montanhas.

Cachoeiras e paisagens de cair o queixo
Cavalos Sem Nome


"On the first part of the journey
I was looking at all the life
There were plants and birds and rocks and things
There were sand and hills and rain
The first thing I met was a fly with no buzz
And a sky with no clouds
The heat was hot and the ground was dry
But the air was full of sound

You see I've been through the desert on a horse with no name
It felt good to be out of the rain
In the desert you can't remember your name
'Coz there aint no one to a give you no pain

After two days in the desert sun
My skin began to turn red
After three days in the desert fun
I was looking at a river bed
And the story it told
Of a river that floated
Made me sad to think it was dead

You see I've been through the desert on a horse with no name...

After nine days I let the horse run free
'Coz the desert had turned to sea
There were plants and birds and rocks and things
There were sand and hills and things
The ocean is a desert with it's life underground
And the perfectest sky is above
Under the cities lies a heart made of ground
But the humans will give no love

You see I've been through the desert on a horse with no name..."

Vamos, clique aqui para cantar conosco...


Pintura Natural
Força das Águas

Atravessamos rios, adentramos numa das verdejantes e mais belas matas que já encontramos em Santa Catarina. E de repente... – “Silêncio!” – “Não façam barulho...” – “Olhem para cima!” E... Ouvíamos cantorias de pássaros? Não pensem, apenas vejam com mais cuidado! ... (pausa) ... Macacos negros com detalhes em branco que lembravam os macacos-prego. Logo que perceberam nossa presença, fugiram; sequer quiseram posar para foto.

Mata de Verde Profundo, como Nosso Ser...

Nossos olhos tingem-se de verde-vida, verde-profundo, verde-presença, onde tudo é sempre novo, vívido e fresco. Os cipós, as trilhas, os troncos e galhos se entrelaçam com nossos sentimentos de deslumbre e agradecimento.

Pedra Branca ao fundo

No trajeto, avistamos duas magníficas quedas d´água de cachoeiras propícias para um delicioso banho. E logo mais à frente: uma banheira de hidromassagem natural, esculpida em tons granitos na parte inferior, parecia ter sido construída para fins terapêuticos.

Irretocável

A força de suas águas desenha em nosso Ser a vitalizante presença de uma felicidade que não temos o hábito de nos conectar: a felicidade sem conceito; que só pode ser obtida a partir da entrega ao silêncio-gratidão, simplesmente por estar diante, imerso e plenamente integrado a ele.

Detalhes escondidos da mata

A cada travessia do rio, um vislumbre com as águas límpidas e cristalinas. E o que dizer do espetáculo produzido pelas samambaiaçus e seus estilosos xaxins, exóticos cogumelos com texturas próprias, e flores silvestres revelando sua beleza ímpar...

De arrepiar...

Um novo passo, um novo cenário. Poesias das águas, dos pássaros, dos cães-mascotes que nos acompanhavam: tudo em paz e harmonia. O tempo parecia estacionar no nada; o espaço não tinha nome e, por esta percepção, dissolvia-se no vazio. Aqui, nada era necessário situar, muito menos contextualizar. E tudo fluía como as águas que brotavam da terra e tomavam seu rumo até se juntarem ao rio: nascentes e rios fundem-se em um só...

Sinta a energia desta imagem

O Cão que Conversava com as Pedras

Entre preciosas imagens, fragrâncias da mata e poções alquímicas da água, parávamos para rir um pouco com o cãozinho curioso que conversava com as pedras. Não importando aonde jogava-se a pedra, ele corria atrás, mesmo que tivesse que se jogar em um desbarrancado.

O engraçado acontecia quando ele corria para os rios e ficava tentando achar qual era a pedra que havia sido jogada. Ele ficava um tempão até achar qualquer uma e nos trazer de volta, parecendo ser aquela que havíamos jogado. E quando ele não conseguia retirar a pedra do rio com as patas, ficava latindo para elas. Enquanto alguns cachorros ladram para os animais, este late para as pedras.

Desfile de cores, luz & árvore para observação de onças

A Subida

Por volta das 10h30 iniciávamos a verdadeira subida. Ouvíamos o Seu Edílio dizer: - “Agora faltam 99 curvas...” E subíamos pela encosta do morro, por trilhas entre árvores de estonteante beleza. Já quase no final da subida, era impossível não parar para admirar a paisagem aberta para o vale com seu tapete verde-veludo.

Nada está separado, tudo é UM

Caminhando sobre as Nuvens

Às 12h, chegamos na entrada do platô, com as nuvens se dissipando levemente ao redor. Ali, as observávamos se dissolvendo como algodão-doce no ar, fluindo de um lado para outro, além de proporcionar uma visão magnífica para Anitápolis, Tubarão e a torre da Boa Vista. Estávamos a 1 mil e poucos metros de altitude.

Esculturas na mata

Paramos para fazer um lanche e seguimos na caminhada. A temperatura estava agradável.

O objetivo era chegar a mais de 1.600 metros. Muitas paisagens se abriram ao nosso redor. Lá em cima é como se fosse o Céu sob um campo de tapete verde e dourado. É possível, somente naquele trecho, caminhar por cerca de 2 horas, enquanto que, pelo outro, inicia-se a travessia pelo Campo dos Padres até Urubici.

Caminhando pelo Palácio de Pedras no Céu...
Sinta a brisa...

Com um ângulo de visão de 360 graus, não tínhamos palavras para expressar impressionante beleza: detalhes que precisam ser vistos de perto.

Ao chegar na Pedra Branca, observamos uma fenda profunda que a separa do resto da montanha. A máquina fotográfica não conseguiu um registro que seja fidedigno ao que presenciamos.

O Cão, A Paisagem e As Pedras

Lá de cima, admiramos espécies de orquídeas, macelas, alecrim do mato, entre tantas outras, típicas de altitude.

Imensidão plana lá em cima
Nada a declarar...

Um momento para deitarmos, agradecermos, abraçarmos a terra e reverenciá-la, oferecendo todo o nosso amor... estar ali não possui qualidades, apenas se experimenta, vivencia...

Espiral de vida
Campo dos Padres à frente
Ornamentos

O Retorno

Iniciamos o retorno por volta das 16h30. Na descida, novas paisagens se apresentaram até nós, sobretudo porque escureceu após as 17h30. Ao escurecer, nossos sentidos se aguçaram. Com a pouca visibilidade, ouvidos e olfatos se tornaram mais puros, o que ampliou ainda mais a sensação de integração. Chegamos por volta das 20h30 na mesma ponte que saímos às 7h30.

Admirando nuances & formas...
Apenas veja...
Orquídeas, cogumelos, macios detalhes...

Hospedaria Pedra Branca

Belas imagens

E você, gostaria de conhecer esta região fascinante? Perfazer o percurso da Pedra Branca? Ou somente tomar banho em rios próximos de águas cristalinas, saborear um piquenique em campos verdejantes, pedalar pela região, levar os filhos para conhecer o dia-a-dia no campo ao tirar leite das vacas e conhecer os cultivos, visitar as cachoeiras...?

E que tal se hospedar na casa de colonos acolhedores, investindo um valor muito inferior ao que costuma pagar em pousadas, inclusive em feriados, com direito a três refeições coloniais diárias? E se você não tem como ir de carro, não tem problema...

Então, saiba como, clicando aqui.





  
  

Publicado por em

Altacir R. de Moura

Altacir R. de Moura

04/08/2010 19:07:44
Conheci o lugar e as imagens antes de ver o site, mas afirmo.... Tudo muito lindo e perto de nós aqui em SC.
Natureza maravilhosa nos reserva isso...
Um forte abraço a todos e, vale a pena conhecer as pessoas e tudo em volta dessa região.
Parabéns pelas belas imagens.
Altacir / Coord. Informática - Blumenau/SC

Caminhando pela Vida

Caminhando pela Vida

Quanta alegria por seu depoimento, Altacir. Cada pessoa que conhece a região se sente tão grata, que divulga espontaneamente a todos amigos e familiares, de modo que cada vez mais apaixonados pela vida possam ajudar àqueles que moram e amam a Natureza a continuarem seu trabalho de servir com amor em meio a toda esta exuberância.
Antonio dos Santos de Olveira Lima

Antonio dos Santos de Olveira Lima

01/05/2010 08:36:41
Quem nunca visitou lugares como este,Pedra Banca,mostrado através destas fotos não sabe o que é contato com a natureza. Quem não se encantar com um lugar deste só tendo muito desgosto na vida. Parabens pelas belas imagens. Dr.Lima/Engenheiro Agrônomo-Cruz/CE.

Wagner

Wagner

29/04/2010 16:03:49
Essa região de SC é simplesmente sensacional. Clima de montanha quase do lado da praia. Não fui pra Pedra Branca ainda, mas estive em São Bonifácio e Anitápolis, passeios que valem muito a pena!

Caminhando pela Vida

Caminhando pela Vida

É verdade... Em São Bonifácio, é possível visitar cachoeiras belíssimas como as que estão no vídeo [[http://www.youtube.com/watch?v=5xy1ucTyD6M]] ou subir a Serra do Tabuleiro, por exemplo. E pode se hospedar na Pousada das Hortênsias, ideal para toda família e quem tem criança, além de casas super aconchegantes por valores bem em conta. Informações: [[http://caminhandopvida.vilabol.uol.com.br/saobonifacio/saobonifacio.htm|]] Em Anitápolis, os amáveis e acolhedores Dona Marilda e Seu Gabriel poderão mostrar os encantos de toda a região, entre cachoeiras belíssimas e caminhar por trilhas ao topo do morro da propriedade deles. A pousada do Fernando também é uma gracinha. Poderá ver mais informações em [[http://qualidade.de.vida.vilabol.uol.com.br/anitapolis/anitapolis.htm|]] e [[http://www.youtube.com/watch?v=0XpEFSsiJu4|]] Sds. ecológicas
Salete crippa

Salete crippa

29/04/2010 13:27:40
Que maravilha!!!!!
Tão perto de onde moro....ah...eu vou lá conhecer..
Obrigada pela dica!

Caminhando pela Vida

Caminhando pela Vida

Eles são bem queridos e precisam de todo o nosso apoio para continuarem a receber as pessoas que amam a Natureza e fazer novas amizades. Estão há 40 anos, plantando amor e carinho pela região. Todos aqueles que sentirem em seus corações que vale a pena divulgar esta iniciativa para amigos e familiares são bem-vindos dentro dessa Unidade que tudo compartilha e acolhe. Para saber mais como divulgar, por favor, acesse [[http://hospedariapedrabranca.wordpress.com/simplicidade/|]] Com carinho, um abraço, OM