Viaje quase de graça com Milhas Aéreas

Blogs > Caminhando pela Vida > Boletins > 

Travessia São Francisco Xavier-Monte Verde

Nesta edição do Caminhando pela Vida, 24 ecoaventureiros fizeram uma travessia de 15km entre São Francisco Xavier

18 de Junho de 2005.
Publicado por Caminhando pela Vida  

Da primeira vez, 18 pessoas conquistaram o Pico do Lopo, em Extrema, Minas Gerais. Nesta edição do Caminhando pela Vida, 24 ecoaventureiros fizeram uma travessia de 15km entre São Francisco Xavier - localizado a leste do estado de São Paulo e pertencente ao município de São José dos Campos, na região do Vale do Paraíba- e Monte Verde, Minas Gerais. Ainda às escuras, naquele sábado do dia 18 de junho, passados alguns minutos das 6h, rumávamos ansiosos para o nosso objetivo.

Os participantes trouxeram a doação para a Fraternidade Irmã Clara e foram presenteados com um carinho nas formas de trufa de chocolate com cereja e de uma mensagem como um modo de agradecimento pela confiança no trabalho dos organizadores deste evento.

Todos se apresentaram, dizendo se já fizeram alguma atividade ecológica ou não, com o que trabalhavam, o que mais quisessem falar sobre si mesmos. A idéia é fazer todos se sentirem à vontade, estabelecendo novos vínculos de amizade e interagindo cada um à sua maneira. E foi assim, tudo muito gostoso, divertido e animado. O Luís Carlos, um dos participantes, promoveu uma dinâmica muito divertida, pedindo para que todos contassem uma historinha sobre a origem do nome e assim pudessem fixar melhor o nome à pessoa. Foi garantia de risos até a parada.
Paramos 20 minutos para tomarmos um café da manhã em Monteiro Lobato, uma cidade antes de São Francisco Xavier. Logo embarcamos no microônibus novamente e seguimos viagem.

Aquecendo as Turbinas

Marcio e Claudia

Marcio e Claudia

Chegamos no ponto de partida da caminhada às 9h. Fizemos uma roda e solicitamos que o Luís Carlos ministrasse um alongamento. As articulações seriam bastante exigidas. A sessão de aquecimento foi ótima. Todos preparados? Vamos lá!

A Caminhada

Marcio e Claudia

Marcio e Claudia

A subida começa forte. É uma trilha aberta. Vinte e cinco olhares registraram belíssimas imagens de uma vegetação exuberante, flores perdidas na mata, bromélias, margaridas, brincos-de-princesa, além das montanhas completando a paisagem.
De acordo com o ritmo e o cansaço, parávamos um pouco para beber água, tomar algum isotônico e seguir viagem.

Algumas pessoas se refrescaram nos pequenos córregos e bicas de água.

Já estávamos bem alto quando havia uma brecha na vegetação e podíamos ver aquele quadro de montanhas pintado pela Natureza.

Na Bifurcação

Marcio e Claudia

Marcio e Claudia

Antes de continuarmos até o mirante, preferimos verificar como estava a condição física de cada um na entrada para a trilha que liga ambas as cidades. Isso foi por volta das 12h, como havíamos previsto no dia em que a trilha foi reconhecida. Todos OK, subimos 2km, numa trilha que exige fila indiana, tomando cuidado com as pedras no caminho e espinhos das plantas nas laterais.

Os Detalhes

Marcio e Claudia
Marcio e Claudia

O Mirante

Marcio e Claudia

Marcio e Claudia

Enfim, o mirante. Uaaaaau! Que visual! Aqueles montes e montanhas abraçando cidades como as de Taubaté e São José dos Campos. Muito verde. Olha lá Monte Verde!

O clima lá embaixo estava ameno mas aqui em cima os ventos começavam a incomodar. Algumas pessoas vestiram agasalho. Nada que impedisse de ficar apreciando esta incrível beleza natural.

Pausa para um segundo alongamento, lanche, deitar no gramado e olhar para o céu, meditar e conversar com os novos amigos. Sorrisos faziam parte de todos: participantes e organizadores.

Próxima Parada: Monte Verde

Mario e Claudia

Mario e Claudia

Vamos voltar, pessoal? Aaaaaaaaaaahh. Hora de averiguar se foi deixado algum lixo, verificar os pertences e pé na mata! Descemos até a bifurcação e adentramos numa trilha fechada cuja vegetação é belíssima: um verde deslumbrante, cercado por bromélias, algumas gigantes, outras com flores singulares e igualmente belas, samambaiaçú, congumelos... Nossa, tem um lugar lá que merece váaaaarias fotos: parece com um bosque ideal para fazer piquenique dominical. São árvores de troncos finos e quase que simetricamente intervalados.
Travessia do Rio

Ao final, atravessamos um córrego. Alguns se equilibraram num tronco caído feito de ponte, outros preferiram colocar o pé na água, assim também como tiveram aqueles que fizeram os dois - não que quisessem...

Chegada em Monte Verde

Chegamos em Monte Verde antes das 17h e combinamos que todos se apresentassem em frente a um banco da cidade uma hora depois. Monte Verde é uma cidade pequena mas com uma gastronomia sofisticada. Lojas de doces e queijos são paradas obrigatórias.

Na volta, todos estavam contentes, cansados mas satisfeitos pela atividade atingir suas expectativas e ansiosos pela 3a. edição do Caminhando pela Vida.

Depoimentos dos Participantes

"Sem dúvida a caminhada atingiu a minha expectativa e achei que o grau de dificuldade foi ideal." Tânia.

"Formou-se um grupo muito bom e espero sinceramente que tenha continuidade, e que seja breve..." Izabel.

"A dedicação dos organizadores mais o objetivo comum de todos os participantes tornaram a caminhada perfeita" Nancy.

"A expectativa foi além do esperado, principalmente a união, a alegria e a certeza que tudo foi abençoado por Deus.(...) O que eu puder divulgar, não pouparei elogios, porque acredito no projeto de vocês organizadores. (...) Dizem que o tempo fortalece a verdade, mas sábado senti algo de positivo e real." Josi.

"Gostei muito da trilha, mas principalmente das companhias e das conversas pelo caminho. (...) Eu já contei pros meus amigos sobre o sábado. Foi muito especial passar o dia com pessoas tão diferentes, que talvez nunca se encontrassem se não fosse por uma ocasião dessa. (...) Nada pode encantar mais do que as pessoas. Suas diferenças escancaradas e suas semelhanças veladas!" Bia.

" ADOREI a trilha! O astral das pessoas deste grupo foi fantástico e deu pra sentir que eram todos do bem. Muito feliz nosso encontro porque é difícil reunir um número grande de pessoas combinando harmonia e afinidades de temperamento".

Nota dos Autores

Se você gostou do conceito desta atividade sócio-ecológica e quer participar com a gente da próxima, envie um e-mail para marcioalexandre@hotmail.com ou paulofbg@uol.com.br com o assunto: "Quero participar!"

A importância de se viver e fazer o bem: É muito interessante a que proporção vamos chegando. Cria-se uma oportunidade e dela as pessoas se agarram firmes e fazem desabrochar as cores vibrantes da amizade e reinar absoluta a mais bela rainha de nossos objetivos que atende pelo nomes de satisfação e felicidade. Estamos muito contentes com o Caminhando pela Vida.

FIC FELIZ CAMINHANDO!!!

Texto: Márcio Alexandre

Imagens: Jacó Pereira, Joice Bortoluzzi, Paulo Flávio e Márcio Alexandre

Agradecimentos: BEATRIZ PADIAL, CLAUDIA BELTRAME, CLAUDIA MARTINS, ENY OLIVEIRA, FILIPE FRANÇA, FERNANDO VIEIRA, IZABEL CRISTINA, JACO PEREIRA, LEE, JOICE BORTOLUZZI, JOSI DE ALMEIDA, KALU, KLEVER, LUIS CARLOS, MARTA CARVALHO, NANCY STEFANELLI, PAULO BERTECHINI, ROSA MARIA, SOLANGE MERCALDI, TANIA YWASAKI, TEREZA BOSCAINO, THELMA LUCIA e VALDERES MORALES.

Gostei também porque ajudei uma instituição realmente carente e necessitada e ainda fazendo uma atividade de lazer. Combina, e faz a gente valorizar as pernas que temos e a possibilidade de estar andando depois do relato do Li sobre as pessoas que lá se encontram. Só por isto, já está valendo. Indicaria com certeza! Pelos organizadores e pelo cuidado como foi conduzido, considerando-se a que a maioria das pessoas eram estreantes ou praticamente iniciantes.

No meu modo de ver, percebe-se que a cidade onde vivemos justamente pela multidão dispersa o encontro de companhias, e a caminhada é um meio legal pra mostrar as pessoas como são, simples, que curtem a vida e tem um lado humano bem entusiasmado para vir a tona.

"Bom, é isto, a conseqüência em se obter um resultado de algo bom nos deixa assim entusiasmados, com vontade de quero mais! Na verdade mesmo, a natureza só foi o um cenário perfeito para enriquecer nossas vidas de alegria e unir pessoas." Claudia Martins.

"Achei o grupo muito 'afinado' apesar de muitas pessoas ainda não se conhecerem. Já sabia que o pessoal que curte trilha era super "do bem", mas essa turma realmente teve um diferencial com tamanha preocupação, cuidado e boa vontade para que tudo saísse perfeito! Parabéns a todos!!! " Rosa.

Compartilhar nas Redes Sociais

Comentários


 

Últimos boletins

Veja também

Trilha Raiz da Serra / Paranapiacaba - CubatãoAlgumas marcas da nossa caminhada ao Pico do Lopo...

 

editar    editar    editar    862 visitas    0 comentários