Ubatuba - Cidade de lindas praias... e belíssimas aves!

Conheça outros atrativos inesquecíveis em Ubatuba: as coloridas aves da Mata Atlântica, que podem ser fotografadas facilmente até mesmo por fotógrafos de primeira viagem!

  
  
[Ubatuba]

A cidade

Ubatuba é uma bela cidade do litoral norte de São Paulo, famosa, por suas praias de areia bem clara, água azul e natureza ainda bastante preservada.
Localizada entre o paredão da Serra do Mar e o Oceano Atlântico, a cidade possui dezenas de praias de rara beleza, algumas pouco visitadas mesmo na temporada.
Posso dizer que é um local indicado para quem pretende passar alguns dias em contato próximo com a natureza, pois possibilita banhos de mar, banhos de cachoeira, caminhadas na mata, mergulho, passeios de escuna, observação de aves (birdwatching) e diversas outras atividades relacionadas.
Para quem deseja algo mais calmo é possível simplesmente escolher um quiosque na praia e passar o tempo contemplando a paisagem: ondas, aves marinhas, pôr do sol...
Já estive na região algumas vezes anteriormente, mas sempre com o objetivo de curtir a praia, mergulhar... Descansar a cabeça com o som do mar.
Em junho, quando comecei a pensar em alguma viagem para as férias, resolvi fazer algo diferente. Gosto muito de fotografar natureza, então pensei em explorar o litoral norte de São Paulo em busca de outros temas além das praias. Comecei a pesquisar e logo descobri que havia um vasto leque de opções que incluía cachoeiras, ilhas, trilhas e aves coloridas!
Pesquisei mais um pouco e descobri que a cidade tem recebido grande número de pessoas interessadas em caminhar por suas trilhas em busca de saíras, tiês, sabiás, beija-flores e um sem número de outras pequenas jóias coloridas e alegres.
Ubatuba é hoje conhecida como um dos principais pontos de Birdwatching no Brasil! A região possui por volta de 500 espécies diferentes de aves!
Encontrei o site Ubatubabirds, com informações sobre o V Festival de observação de aves de Ubatuba, que ocorrerá em setembro.
Destino escolhido! Restava planejar a viagem, preparar o equipamento fotográfico e tirar muitas fotos!

A viagem

Depois de alguns atrasos na partida, consegui deixar São Paulo no dia 26 de julho (2ª feira) pela manhã.

Viajei acompanhado da Ana Maria, voz do navegador GPS recém adquirido, que durante a viagem me levou para alguns locais equivocados. Ainda preciso aprender a interagir com esse tipo de tecnologia.

Optei por seguir a Rodovia Ayrton Senna e depois Rodovia dos Tamoios, chegando ao litoral em Caraguatatuba e então seguindo pela Rodovia Rio-Santos. É uma bela viagem! A paisagem da Serra do Mar, principalmente quando começamos a avistar o oceano, é deslumbrante.
Passei do ponto de parada, pois estava admirando o mar e perdi a entrada...
Hospedei-me no Hotel Coquille, na Praia Grande, no Km54,4 da Rodovia Rio-Santos.
A localização do hotel foi decisiva para a escolha, pois, ao mesmo tempo em que está bem perto da praia, ele fica “no pé do morro”, em contato direto com a mata preservada.
Além disso, esse é um dos hotéis indicados pela organização do Festival de Observação de Aves de Ubatuba!
Foi uma grata surpresa! O café da manhã é servido de frente para a mata, com um alimentador de aves cheio de cambacicas e saíras coloridas disputando pedaços de mamão e laranja.
Mal deixei a bagagem no quarto e logo peguei a câmera para registrar meus alegres vizinhos. Em pouco tempo enchi o cartão de fotos.
Creio que não ficaria triste caso tivesse que permanecer no hotel e não fazer outros passeios... Passaria muito tempo fotografando!
Eu havia feito uma pré-organização da viagem, listando locais que gostaria de visitar e fotografar. Na verdade, planejei alguns temas para minhas fotos, que poderiam ser feitas em diversos locais: praia, entardecer, amanhecer, aves marinhas, aves da mata atlântica, lua cheia, tartarugas marinhas...
Essa programação foi sendo adequada dia a dia, à medida que eu descobria locais para “possíveis fotos”.
Foram cinco dias intensos, pois acordava cedo para ver as aves no café da manhã e logo depois pegava o carro para explorar a região. A chuva que caiu durante dois dias não chegou a atrapalhar, apenas deixou o céu acinzentado com as nuvens.
Depois de cinco dias chegou a hora de voltar para casa, mais uma vez pela Rodovia dos Tamoios e depois Rodovia Ayrton Senna.

Birdwatching

A principal característica dessa atividade é a contemplação da natureza, em passeios por locais tranquilos onde as aves podem ser encontradas.
Uma vez que é muito difícil observá-las dentro da mata, as caminhadas geralmente ocorrem em caminhos largos que podem ser percorridos por pessoas de qualquer idade!

Birdwatchers em busca de aves na copa das árvores

Birdwatching não precisa ser uma atividade de aventura! Pelo contrário, é uma atividade muito democrática que pode ser feita por toda a família reunida, do neto ainda criança ao avô.
Caminhar com olhos e ouvidos atentos em busca de passarinhos é, no mínimo, muito relaxante.
Durante esses momentos percebemos uma série de detalhes da natureza que nos rodeia e que de outra forma passariam despercebidos.
Embora atentos aos sons, cores e movimentos, descobrimos também cheiros, texturas, diferenças de temperatura...
A busca pelas aves proporciona a descoberta do mundo em que elas vivem!
Sou sincero ao dizer que me empolguei e quase me esqueci dos temas anteriormente planejados. Fiquei tanto tempo com a lente 55mm-250mm apontada para bicos e penas que fiz pouquíssimas fotos de paisagem.
Desde o momento em que vi a primeira saíra a poucos metros de mim, resolvi que aprenderia a fotografar aves. Concentrei meus passeios nelas!
Flores e paisagens não fogem e podemos pensar antes de fazer a foto. Aves, pelo contrário, costumam ser ariscas e fugir rapidamente com a aproximação de alguém... Eu pensava isso até conhecer o Carlos Rizzo, da Secretaria de Meio Ambiente de Ubatuba!
Fiquei impressionado com seu conhecimento e experiência de vida, transmitidos espontaneamente, sem o menor receio de compartilhar suas idéias.
Ele me mostrou que para fotografar aves o equipamento não é o mais importante. Sabendo onde encontrá-las, em que horário, de que maneira se aproximar delas... É possível fotografá-las até mesmo com câmeras compactas e sem muitos recursos.
Ele me apresentou alguns locais onde é possível observar diversas espécies de aves coloridas, alegres, curiosas... As aves estão ali, à nossa espera!
Compreendo agora o comportamento típico de colecionador, presente nos birdwatchers, que listam as aves já observadas, ou fotografadas, e vão em busca daquelas que ainda não fazem parte de suas listas.

Saí-azul macho

A cada ave que encontrei, e fotografei, passei a buscar outras dentre aquelas existentes na região.
Confesso que me tornei mais um do clube! Pretendo voltar outras vezes para Ubatuba e ampliar minha lista pessoal de aves observadas e fotografadas.

Dicas para observação e fotografia de aves
Birdwatching pode ser ser tão fascinante quanto simples!
A primeira dica é ter uma câmera com algum zoom, caso contrário você conseguirá fotografar apenas aquelas aves acostumadas com a presença humana, nos alimentadores. Nesse caso mesmo câmeras simples permitem fotos muito bonitas. É essencial ter cartões de memória e pilhas (ou baterias) de reserva.
Em segundo lugar vem a roupa adequada, de cores claras e similares à vegetação: verde, marrom e bege.
A postura atenta e silenciosa, com movimentos lentos, facilita a observação para descobrir as aves ao redor e se aproximar delas.
Um "guia de aves" da região, livro com fotos, ajuda a identificar a ave observada.
Por fim, a presença de um guia de birdwatching, profissional experiente, garante a segurança e sucesso da atividade. Enquanto o birdwatcher busca a ave com seu binóculo ou câmera, o guia cuida do caminho, da segurança e do sucesso do passeio. Além disso ele conhece as aves da região e seus hábitos, ajudando a encontrar espécies que um leigo teria dificuldade.

Momentos fotográficos

Alguns locais merecem destaque nessa viagem. Fiz belas fotos em cada um deles!
Visitei outros locais em que devido à chuva e tempo ruim não consegui boas fotos.
Tenho certeza de que há ainda muitos outros pontos interessantes para fotografar, mas nos poucos dias em que estive na região não foi possível conhecê-los. Em viagens futuras conhecerei novos locais e escreverei outro boletim com dicas.
Vou apresentar a seguir apenas os locais em que fiz as fotos publicadas nesse texto. A ordem de apresentação segue a seqüência em que os visitei.

Hotel Coquille
É um local muito agradável, com apartamentos espaçosos e confortáveis, em contato com a mata repleta de aves coloridas e festivas. Além do alimentador próximo do refeitório, seus caminhos sob as árvores permitem fotografar essas alegres criaturas o dia todo.

Varanda do café da manhã no Hotel Coquille
Sabiá no alimentador do Hotel Coquille
Sanhaço no alimentador do Hotel Coquille
Cambacica no alimentador do Hotel Coquille
Ferro-velho no Hotel Coquille
Beija-flor no Hotel Coquille

Fim de tarde na Praia do Itaguá
Caminhei por essa praia em diversos momentos nos dias em que estive em Ubatuba. Foi aí que fiz minhas primeiras experiências com fotos de mais longa exposição no entardecer. Também foi o local em que consegui algumas belas imagens de aves marinhas.

Por-do-Sol na Praia de Itaguá
Entardecer na Praia de Itaguá
Entardecer na Praia de Itaguá
Entardecer na Praia de Itaguá
Entardecer na Praia de Itaguá
Gaivotas voando no entardecer na Praia de Itaguá
Garças brancas a espera de algum peixe na Praia de Itaguá
Gaivota voando sobre as ondas na Praia de Itaguá
Gaivota caminhando na areia na Praia de Itaguá

Projeto Tamar
Há muito tempo eu desejava conhecer a base do Tamar em Ubatuba. É um local bastante interessante, planejado para colocar os visitantes em contato direto com as tartarugas marinhas que tanto nos fascinam. O projeto tem grande importância na preservação das tartarugas marinhas no Brasil.
Não deixe de visitar!

Tartaruga marinha
Tartaruga marinha
Tartaruga marinha
Tartaruga marinha
Tartaruga marinha
Tartaruga marinha

Restaurante Tropical

Além da deliciosa comida, o local é um ponto muito interessante para fotografar as aves típicas da mata atlântica, pois possui um alimentador diariamente abastecido com frutas que atraem saíras, sanhaços, cambacicas, periquitos, beija-flores e diversas outras aves. Enquanto eu dividia minha atenção entre a comida e as fotografias, fui abordado por um pássaro-preto que pousou em meu ombro e resolveu se divertir com meus escassos fios de cabelo. Ele é uma das atrações do local. Visite!

Periquito-rico no Restaurante Tropical
Saíra-militar no Restaurante Tropical
Sanhaço-do-coqueiro no Restaurante Tropical
Gaturamo no Restaurante Tropical
Bem-te-vi no Restaurante Tropical
Saí-verde no Restaurante Tropical
Benedito-da-testa-amarela no Restaurante Tropical
Cambacicas no Restaurante Tropical
Alimentador de aves no Restaurante Tropical
Alimentador de aves no Restaurante Tropical

Folha Seca
Residência do Jonas, que nos recebeu de maneira muito acolhedora e simpática. Ele contou que chegou ao local em busca de um lugar tranqüilo para morar. Logo passou a alimentar beija-flores e colocar frutas nas árvores ao redor da casa. Com o tempo começaram a aparecer aves em abundância. Hoje a casa é constantemente rodeada de beija-flores, saíras, tiês e sanhaços.

Beija-flor no alimentador da casa do Jonas / Folha Seca
Beija-flor no alimentador da casa do Jonas / Folha Seca
Saí-verde na casa do Jonas / Folha Seca
Saíra-sete-cores na casa do Jonas / Folha Seca
Beija-flor na casa do Jonas / Folha Seca
Beija-flor no alimentador da casa do Jonas / Folha Seca
Beija-flor no alimentador da casa do Jonas / Folha Seca

Reserva Guainumbi

Outro local muito interessante, no qual as aves são protegidas e alimentadas, sentindo-se seguras para permitir a aproximação do fotógrafo. Fiquei encantado com a grande quantidade de beija-flores voando por todos os lados. Localiza-se entre Ubatuba e São Luís do Paraitinga, na região do Núcleo Santa Virgínia do Parque Estadual da Serra do Mar.

Beija-flor na Reserva Guainumbi
Beija-flor na Reserva Guainumbi
Saí-azul macho na Reserva Guainumbi
Beija-flor na Reserva Guainumbi
Saí-azul fêmea na Reserva Guainumbi
Sanhaço na Reserva Guainumbi
Guaxe na Reserva Guainumbi

Birdwatching urbano, caminhando pela cidade
Certamente esse foi o passeio que mais me marcou, pois não imaginava encontrar tantas aves bem na região central da cidade. Partindo da Secretaria do Meio Ambiente, o Carlos Rizzo me convidou a observar as aves que fazem parte do cotidiano ubatubense. Começamos pela Praça Treze de Maio, onde encontramos bem-te-vis, saíras, corruíras, sabiás, rolinhas e um bacurau disfarçado! A seguir caminhamos até a Ilha dos Pescadores, onde uma quantidade impressionante de garças brancas observa as pessoas comprarem peixe esperando por alguma sobra. Logo ao lado mais saíras e sanhaços. Caminhamos mais um pouco e ainda vimos biguás, gaivotas, canários da terra, tico-ticos...

Aves na Praia de Itaguá
Garça na Ilha dos Pescadores
Bacurau na Praça Treze de Maio
Bem-te-vi na Praça Treze de Maio
Saíra-sete-cores na Ilha dos Pescadores
Coleirinha na Ilha dos Pescadores
Mergulhão na Ilha dos Pescadores
Garças brancas na Ilha dos Pescadores
Canário-da-terra na Ilha dos Pescadores
Gaivota na Praia de Itaguá

Dica de viagem

V Festival de observação de aves de Ubatuba

Cartaz do V Festival de Observção de Aves de Ubatuba

Entre os dias 10 de setembro e 04 de outubro a cidade realizará uma série de eventos visando divulgar e promover a prática do Birdwatching.
Dentre essas atividades está um workshop com “Dicas e estratégias para melhor fotografar aves”, que ocorrerá nos dias 11 e 12 de setembro (Sábado e domingo), promovido pelo Hotel Coquille.
É uma oportunidade única para quem gostaria de aprender dicas importantes para fotografar aves!
O objetivo do workshop é mostrar aos participantes como o birdwatching pode ser mais simples do que parece, para que todos consigam produzir fotos das aves de Ubatuba.
Além disso o convívio e a troca de experiências entre fotógrafos contribuirá para o aprendizado do grupo.
Serão realizadas visitas a locais onde elas são facilmente encontradas para que seja possível colocar em prática todas as dicas aprendidas.
Clique aqui para informações e inscrições.

Agradecimentos

Conheci pessoas muito prestativas, que se colocaram à minha disposição orientando-me, guiando-me, acompanhando-me em diversos passeios fotográficos.
Sou especialmente grato ao Marcos Castro, proprietário do Hotel Coquille, e ao Carlos Rizzo, da Secretaria do Meio Ambiente. Ambos me ajudaram a preparar um roteiro de passeios extremamente rico e interessante, conhecendo locais propícios para a observação e fotografia de aves (Birdwatching). Devo lembrar também da Mônica, do Restaurante Refúgio da Louca, com quem conversei bastante sobre a região enquanto saboreava a deliciosa comida do restaurante. Aliás, que saudades daqueles pratos!
Agradeço também ao Rege Galvão e ao Beto Chagas, guias de turismo e birdwatching, que me apresentaram alguns locais interessantes para a prática da fotografia de aves.
No projeto Tamar, agradeço ao Henrique e a todos os monitores que pacientemente explicaram o trabalho realizado no local e as características dos animais ali expostos.

Serviços

Hotel Coquille
Rua Praia Grande, 405
Praia Grande, Ubatuba - Estado de São Paulo - Brasil
Tel.: (12)3835.1611 e (11)3711 3183
Email: reservas@hotelcoquille.com.br
Site: www.hotelcoquille.com.br

Carlos Rizzo
Observação de aves - Birdwatching
Secretaria de Meio Ambiente de Ubatuba
Tel.: (12)3833.4636
Email: augriz@yahoo.com.br
Site: www.ubatubabirds.com.br

Restaurante Tropical
Rod. Ubatuba Caraguá km72,5 - Praia da Lagoinha - Condomínio Samola - Ubatuba - SP - CEP 11680-000
Tel.: (12)3843.3165
Site: www.litoralvirtual.com.br/tropical

Restaurante Refúgio da Louca
Avenida Leovegildo Dias Vieira, 1106 - Praia de Itaguá - Ubatuba - SP
Tel.: (12)3833.9173
Email: refugiodaloucaubatub@hotmail.com
Site: www.litoralvirtual.com.br/refugiodalouca

Projeto Tamar
Rua Antonio Athanásio, 273 – Praia do Itaguá.
Tel.: (12)3832.6202 ou (12)3832.7014 ou (12)3832.4046
E-mail: tamaruba@tamar.org.br
Site: www.tamar.org.br/cv_sp_ubatuba.php
Dom. à qui - 10h às 18h; sex, sáb, feriados e férias escolares - 10 às 20 horas.
Durante o período letivo fecha às quartas-feiras para manutenção.

Reserva Guainumbi
Estrada Velha Ubatuba, Km 7,5
Bairro Campo Grande / São Luis do Paraitinga - SP
Email:atendimento@reservaguainumbi.com.br
Site: www.reservaguainumbi.com.br

Rege Galvão - Guia de Turismo
Email: contato@ubatubaparaty.com.br

Beto Chagas - Guia de Turismo
Email: betochagas@hotmail.com

Ufa!!! Deu trabalho escrever esse relato! Mas valeu a pena!
Caso você queira ver mais fotos visite minhas galerias!
Bons passeios e boas fotos!
Um grande abraço.
Carlos Eduardo Godoy.
www.cecgodoy.pro.br
www.twitter.com/cecgodoy

  
  

Publicado por em

Selma Jardim

Selma Jardim

14/08/2010 10:34:04
Belo trabalho e maravilha voce ter sido minucioso assim , alem de aguçar a vontade facilita a vida de quem pretende viver essa felicidade. Me encantei. Parabens pelas fotos.

Carlos Eduardo Godoy

Carlos Eduardo Godoy

Oi Selma, Bom dia. Muito origado pela visita e pelos comentários! Penso que o registro detalhado de nossas viagens torna mais rico o momento de compartilhar as experiências. Abraços. Godoy.
Silvia Linhares

Silvia Linhares

13/08/2010 12:04:34
Eu adorei...parece um paraíso...Obrigada pela oportunidade que v. está proporcionando a todos nós. Não vejo a hora de ir para Ubatuba.

Carlos Eduardo Godoy

Carlos Eduardo Godoy

Oi Silvia. Boa noite! A região é maravilhosa. Chega a ser difícil escolher o que fotografar e que lente deixar na câmera! Tenho certeza de que vai fazer muitas fotos belíssimas.
Marcelo Maestrelli

Marcelo Maestrelli

13/08/2010 00:38:00
UAAAAU ! Excelente matéria! Belíssimas fotos! Ahhh que saudades de Ubatuba. Quando puder voltar, certamente vou fazer um roteiro birdwatching.
Parabéns pela matéria!

Carlos Eduardo Godoy

Carlos Eduardo Godoy

Oi Marcelo, Boa noite. Muito obrigado! Você não se arrependerá. É fantástico! Um grande abraço.