No Equador, visitas à Cuenca, Baños e Quillotoa

Ficamos alguns dias em Cuenca, uma cidade tranqüila e agradável.

  
  
Bosque Petrificado

Passamos nossos primeiros dias no Equador curtindo a natureza e seus bosques. Conseguimos ‘fugir’ um pouco do frio e aproveitamos bastante o clima tropical.

Passamos alguns dias no Bosque Petrificado, aonde vimos os fósseis e também enormes Araucárias, além de termos o privilégio de dormir ao ar livre, nas redes. Que delícia!

Em seguida fomos conhecer o Parque Nacional Podocarpus, uma região bastante úmida com uma flora muito rica.Esta região é o habitat dos ‘Osos de Lentes’ (Spectacled Bears), o único urso nativo da América do Sul, mas infelizmente não tivemos a sorte de vê-los desta vez.

Parque Nacional Podocarpus

Fizemos diversas caminhadas, inclusive até o mirante, onde pudemos ver a cidade de Loja e outros vales ao redor.

Catedral de Cuenca

Após esses dias tranqüilos, afastados da cidade, seguimos viagem para Cuenca, uma cidadezinha gostosa e não muito agitada.

Ficamos alguns dias em Cuenca, uma cidade tranqüila e agradável. Antes de irmos para Baños, passamos por Guayaquil para verificarmos as informações do transporte marítimo para o Panamá.

Vista de Baños

Em Baños, uma cidade bem turística (onde tudo tem ‘preço de gringo’), está situado o Vulcão Tungurahua, ainda ativo.

Inclusive a cidade foi evacuada em 1998 quando o vulcão estava em ‘alerta’. Porém, depois de dois anos sem nenhuma ação do vulcão, os habitantes voltaram para Baños e seguiram suas vidas normalmente. Nós tentamos chegar ao refúgio na base do vulcão, mas as estradas não permitiram.

Percurso das Cachoeiras

Fizemos o ‘Percurso das Cachoeiras’, um caminho muito lindo aonde vimos diversas cachoeiras, infelizmente não conseguimos chegar até elas para darmos um mergulho. Um lugar muito bonito mesmo.

Deixamos Baños para trás e seguimos à caminho da Lagoa Quillotoa, que consiste em uma lagoa formada dentro da cratera de um vulcão inativo, com águas glaciais. Um lugar incrível! A lagoa é enorme e sua imensidão e beleza são fascinantes. Um lugar único!

Lagoa Quillotoa

Depois desse ‘colírio para os olhos’, seguimos adiante, a caminho de Quito. Passamos por vários povoados, sempre apreciando a vista. Quando já estava escuro e estávamos na estrada de terra, tivemos uma surpresa . . . um pneu furado! Podemos dizer: um pneu ‘detonado’. Fazer o que né? Colocamos o estepe e seguimos viagem.

No decorrer da viagem o carro aparentou problemas com a embreagem, o que nos preocupou um pouco. Decidimos chegar em Quito para que na manhã seguinte pudéssemos verificar isso com um mecânico. Resultou que tivemos que ficar em Quito até segunda-feira para podermos trocar a embreagem. Oh well!

  
  

Publicado por em