Nos States - Amigos no Texas, Amigos em Kansas

Muito obrigado por tudo mesmo! Vocês são demais!

  
  
Yes, estamos nos

Estávamos prontos para mais uma fronteira e super empolgados para entrar nos Estados Unidos. Após enfrentarmos uma fila enorme de carros, na ponte da fronteira, sob o Rio Grande, fomos carimbar nossos passaportes. Depois esperávamos uma mega inspeção no carro, mas para nossa alegria e tranqüilidade nos deixaram seguir sem nenhum problema. Estávamos em Texas!

Seguimos até San Antonio onde passamos uma noite, pois queríamos ver o ‘Alamo’. Aprendemos um pouco mais sobre a história do ‘Alamo’, visitamos o museu, a igreja e também caminhamos pelo ‘Riverside’. Foi muito gostoso e bem sossegado.

Nós e os Caudillos

Ligamos para os Caudillos (amigos da Família Downey) e por sorte conseguimos falar com a Suzy para avisá-la que chegaríamos em Austin em apenas algumas horas. Depois de mais um tempo de estrada, aparecemos buzinando e muito felizes de encontrar os Caudillos.

Viajamos de Austin-TX até Winfield-KS em um dia e percorremos 949km (nosso recorde até agora), isso tudo porque sabíamos que encontraríamos os Dos Santos (muito amigos da Grace, enquanto ela estudou em Kansas).

Ligamos de Oklahoma, por volta das 9pm, para falar com o Roberto (ele é brasileiro) e perguntamos se havia problema de chegarmos bem tarde. Só faltou ele desligar na nossa cara e mandar a gente ‘catar coquinho’. Ele apenas falou “Vocês estão com fome?”. Nós falamos que não precisava se preocupar conosco. Foi então que ele falou “E pão de queijo, vocês comem?”. Nossa, quando ele falou ‘pão de queijo’ . . . não dava para negar né?!

Humm...pão de queijo

Chegamos em Winfield à meia-noite e o fato de estarmos nos Estados Unidos e já ser tarde, não nos impediu de fazermos uma festinha brasileira . . . chegamos buzinando, super felizes de vê-los! Abraços e muitos sorrisos nos rostos, todo mundo estava feliz!

Fomos logo comer os pães de queijo fresquinhos . . . que delícia! Ficamos batendo papo até tarde, tentando matar um pouco a saudades, contando um pouco das nossas aventuras e ouvindo as novidades de Kansas.

Pretendíamos ficar em Winfield apenas um ou dois dias, mas acabamos ficando quatro, que foram dias maravilhosos. Visitamos a faculdade onde o Roberto trabalha, re-vimos os familiares da Kirsten, brincamos bastante com o Diego e visitamos Bethany College, onde a Grace estudou.

Em Bethany College

Fomos até Lindsborg, e passamos um tempão em Bethany College, apenas re-lembrando muitos momentos. Foi muito legal poder re-ver a Connie Cox- Dorf (a técnica da Grace de tênis) e a LaDonna Bloomberg (a chefe da Grace, no correio da faculdade, onde ela trabalhou). Tivemos que partir de Lindsborg na correria, pois o tempo fechou e a cidade estava em alerta de tornados . . . mas no final foi apenas uma tempestade, nada sério!

Ainda em Kansas, fomos para Dodge City, encontrar com os Garcias (também amigos da Grace enquanto ela estava em Kansas). O Roberto, a Kirsten e o Diego também foram e ficamos todos em Dodge. Foi realmente muito bom re-ver os Garcias, pessoas muito especiais, que a Grace conheceu através do Roberto. Jantamos todos juntos e a conversa rolou solta. Mais uma vez, eles nos deixaram super à vontade, com aquele sentimento de ‘lar doce lar’.

O Roberto e a Tia haviam planejado uma entrevista para o jornal local de Dodge então acordamos cedo e lá estávamos nós sendo entrevistados . . . vamos matar o Roberto! = ) Infelizmente o Roberto e a Kirsten tinham que voltar para Winfield então nos despedimos, com aquele aperto, mas voltaremos a nos ver, sem dúvida!

Bye bye Kansas

Aproveitamos o dia para conhecermos Dodge City. Fomos ao ‘Boot Hill Museum’, onde descobrimos um pouco mais sobre a vida no ‘Wild West’ e os famosos cowboys tais como ‘Wyatt Earp’ e ‘Doc Holliday’. À noite, fomos jantar fora com a Tia e o Doc e depois fomos ao rodeio, pois estava tendo ‘Dodge City Days’ e como dizem por lá: “São os únicos dias de emoção, pois o resto do ano fica tudo parado”. Nos divertimos muito e tivemos muita sorte de estar com o Dr. Garcia, pudemos ver tudo de muito perto. Vimos a ‘prova do tambor’, os cowboys ‘montando no touro’ e para terminar teve até queima de fogos. Depois fomos num bar onde tava tendo karaokê. Foi uma noite muito divertida!

Na manhã seguinte, tristes de termos que partir . . . nos despedimos e pegamos a estrada rumo a Colorado. Nossa estadia em Kansas foi muito especial simplesmente por poder estarmos com pessoas especiais, amigos como os Dos Santos e os Garcias. Muito obrigado por tudo mesmo! Vocês são demais!

  
  

Publicado por em