Explorando Cavernas!

Ficamos umas duas horas dentro da caverna apreciando todos os espeleotemas e fotografando bastante também.

  
  
É linda demais

Nossa primeira visita foi a Caverna do Diabo, porém quando chegamos já estava fechada então acampamos ali mesmo e na manhã seguinte fomos os primeiros a visitá-la. Com a ajuda do Brás (nosso monitor) soltamos a imaginação e vimos diversas formações entre elas a Torre de Piza, o Elefante, a Bruxa, o Papai Noel e a Cara do Diabo. Ficamos umas duas horas dentro da caverna apreciando todos os espeleotemas e fotografando bastante também.

Depois seguimos para o Núcleo Santana onde encontramos o Camping do Chita e lá ficamos. Perguntamos sobre a visitação e combinamos de ir até a agência Parque Aventuras logo cedo pela manhã para juntarmos com um grupo e fazer o passeio. O PETAR, já um senhor de 50 anos, está em fase de manejo atualmente e o IBAMA está restringindo muita coisa até definir tudo, mas mesmo assim conseguimos fazer bastante coisa.

Estalactites
É quase como a luz do fim do túnel
Analisando as formações rochosas
Paisagens belíssimas
Pra onde vamos agora?

No primeiro dia, juntamos com mais quatro pessoas e fomos fazer um passeio que levou o dia todo, começando pela caverna Água Suja. Estava um dia lindo e caminhamos ao longo do rio até a primeira travessia, para então chegarmos à entrada da caverna. São apenas 400m adentro da caverna, mas levou em torno de 1h30 para percorrê-la. Houve trechos que pegamos água até o peito e bem no final até o pescoço. Apesar de a água estar bem fria, foi uma delícia!

Quando saímos da caverna comemos um lanche para repor as energias, antes de seguir a caminhada. Foi mais 3 km de trilha até a Cachoeira das Andorinhas e depois a recompensa - um banho na piscina natural - muito bom! Caminhamos mais 100m e visitamos a Cachoeira do Betarizinho, também muito bonita. Fizemos a caminhada de volta, atravessando o rio diversas vezes, chegando debaixo de chuva no final, mas valeu.

Próxima parada...

Infelizmente a chuva não parou mais e muitas cavernas fecharam para visita devido ao nível da água. Mesmo assim conseguimos ver duas cavernas, nos juntamos com uma família e o passeio foi bem bacana. Começamos pela caverna Morro Preto e depois fomos para a Caverna do Couto onde fizemos a travessia até o outro lado. Voltamos por trilha passando pela cachoeira do Couto. Apesar da chuva, que não deu trégua, aproveitamos bastante e achamos tudo muito bonito. Sem dúvida é uma região que deve ser preservada, pois é muito rica e bem interessante.

Já faz duas semanas que estamos na estrada e o clima não está colaborando, pois tem chovido direto. Mesmo assim, já fizemos muita coisa e estamos curtindo bastante, mas torcemos que o tempo melhore daqui para frente!

  
  

Publicado por em