Pantanal Sul

Foi difícil, mas finalmente deixamos Bonito e seguimos a caminho de Miranda, onde pernoitamos e comemoramos o aniversário da Grace

  
  
Se não tem balsa, vai pela estrada mesmo!
O Rob

Foi difícil, mas finalmente deixamos Bonito e seguimos a caminho de Miranda, onde pernoitamos e comemoramos o aniversário da Grace em uma típica “van de lanches”. Estava uma delícia!

No dia seguinte pegamos a Estrada Parque a caminho da Pousada Fazenda Santa Clara, onde ficaríamos pelos próximos dias. Quando chegamos ao Passo do Lobo, nos deparamos com a ponte quebrada, ou seja, passagem interditada. Até aí, tudo bem, pois isso tinha acontecido em dezembro e haviam colocado uma balsa para fazer a travessia até concertarem a ponte. Mas, para nossa surpresa e falta de sorte, a balsa estava quebrada.

Tínhamos duas opções: esperar até balsa funcionar novamente (poderia levar uma hora ou alguns dias) ou ir até Corumbá e pegar a Estrada Parque por lá. Conversando com os caminhoneiros que estavam por lá, eles disseram que provavelmente demoraria alguns dias. Escolhemos a segunda opção e demos meia volta para seguirmos até Corumbá. Apesar dos vários quilômetros a mais, preferimos ver isso como uma oportunidade de fazermos nosso primeiro “safári noturno”!

Muuuitos jacarés

Além de curtirmos o trajeto ainda com a luz do dia, assim que começou a escurecer avistamos vários bichos, dentre eles veados, cachorros do mato e muuuuitos jacarés. Fizemos focagem noturna com nosso farolete e a cada ponte que atravessávamos surgia um novo visual coberto de jacarés! Foi muito bacana e uma nova experiência até então. Valeu o detour! Chegamos à Pousada Fazenda Santa Clara por volta das 20h30, deixamos nossas coisas no quarto, fomos jantar e conhecemos Vânia, Roney, Dora e Jaime. Foi uma ótima introdução ao Pantanal!

Durante nossa estada, fizemos um pouco de tudo e nossos dias foram bem ativos. Começamos com um passeio de barco pelo rio Abobral onde avistamos muitos pássaros, dentre eles diversos martins-pescadores e alguns tucanos. O passeio durou umas duas horas e além do visual que é incrível, vimos também macacos bugios e capivaras. À tarde fizemos uma caminhada por dentre a mata em busca de mais macacos, os quais encontramos! Tivemos uma surpresa no caminho de volta, quando uma cobra (jararacuçu) atravessou a estrada bem na nossa frente! Apesar dos mosquitos que fizeram de nós um belo banquete, a caminhada foi bem legal e valeu à pena. Na volta, uma breve parada para fotografar as raras araras-azuis da região. Tudo muito lindo!

Uma boa cavalgada
Lá vamos nós ao próximo destino

Fizemos uma cavalgada bem bacana na próxima manhã e à tarde mais um passeio de barco, desta vez descendo o Rio Abobral. O calor era incrível - 40ºC - e a cada “intervalo” possível tomávamos uma ducha de água fria para refrescar, pois até a água da piscina esquentava demais. De qualquer forma, estávamos curtindo muito tudo!

O dia seguinte começou as quatro da madrugada! Fizemos um safári matinal que foi muito legal. Vimos o nascer do sol e tivemos uma parada para um café da manhã completo com direito a ovos mexidos e tudo. Vimos bastante coisa, incluindo o tuiuiú, o símbolo do Pantanal. Nos deparamos com uma boiada, o que nos forçou a dar meia-volta, mas o “confronto” foi bem interessante. Na volta, infelizmente, tivemos um pneu furado, mas foi tudo resolvido rapidamente pelos guias e o motorista! Aproveitamos a tarde para trabalhar um pouco arrumando umas coisas no carro. E no final do dia resolvemos sair com o Snoopy para um safári “particular” com direito a focagem novamente.

Dias Incríveis

Passamos dias incríveis nesta região sul do Pantanal e agradecemos demais o pessoal da Pousada Fazenda Santa Clara pela oportunidade e toda a atenção que nos deram. Muito obrigado por tudo! Até uma próxima visita . . .

Depois de tudo isso, nos despedimos e seguimos nosso rumo, desta vez com destino a Cuiabá e a Transpantaneira.

  
  

Publicado por em

DOMINGOS SÁVIO

DOMINGOS SÁVIO

30/09/2011 14:52:48
Moro muitoa em Miranda para mim não tem sossego maior que este, amo minha cidade.