Rumo a Foz e as Cataratas

Chegamos a Foz do Iguaçu com muita energia e prontos para curtir essa maravilha novamente.

  
  
Ruínas das Missões Jesuítas

Nosso primeiro destino “rumo ao norte” foi São Miguel das Missões onde se encontram ruínas das missões jesuítas. Neste sítio em particular há um espetáculo de som e luz que é muito interessante, bem feito e transmite um pouco de como aconteceram as coisas naquela época. Na manhã seguinte passeamos pelas ruínas, desta vez com luz natural, percorrendo o labirinto de paredes e arcos, antes de partirmos.

Finalmente, as Cataratas!

De volta à estrada fomos conhecer o maior salto longitudinal do mundo, o Yucumã, mas infelizmente, ao chegarmos lá descobrimos que devido às fortes chuvas que ocorreram, o nível de água estava muito alto e não era possível vê-lo. De qualquer forma, entramos no parque e fizemos a curta caminhada até o rio e constatamos o que nos haviam dito. O Rob ainda atravessou o rio a nado para ver se conseguia uma visão melhor, mas infelizmente foi em vão. Na verdade valeu pela diversão na água, apesar do nervoso do lado de fora, pois a correnteza era bem forte! Teremos que voltar outra vez para conhecer estas quedas. Enfim, como o local do parque era tão agradável, resolvemos fazer uma parada para o almoço e seguirmos viagem zerados.

Foi água pra todo lado!

Chegamos a Foz do Iguaçu com muita energia e prontos para curtir essa maravilha novamente. A última vez que estivemos lá não estava todo “organizado” como está agora, então inicialmente tomamos um susto, mas ao longo dos dias que passamos lá vimos que está sendo feito de forma legal e para melhor preservar o local. A única coisa que achamos um absurdo foram os preços dos passeios . . . Gostaríamos de ter feito mais trilhas a pé, porém todas são feitas com guias e custa uma fortuna. O único passeio “extra” que fizemos, pois é imperdível, foi o Macuco Safári. Nos ensopamos, mas nos divertimos muito! De qualquer forma, as Cataratas do Iguaçu é uma das maravilhas naturais do mundo. Não há dúvida!

Parque das Aves

Tiramos um dia para visitar o Parque das Aves que é simplesmente demais e uma boa oportunidade para se ver e conhecer os pássaros do Brasil. Além disso, os viveiros são algo especial. Sabemos que os bichos estão “acostumados”, mas mesmo assim a experiência é única e vale à pena! O parque é super bem feito, transmite uma ótima energia e não se pode deixar de conhecê-lo.

Usina de Itaipu

Visitamos também o Eco Museu e a extraordinária Usina de Itaipu. Confessamos que ficamos um pouco desapontados com ambos, em especial o tour por Itaipu, pois é muito “robótico” e não se tem muita liberdade nas duas paradas feitas. Enfim, não deixa de ser uma mega engenharia e continua impressionando todos os visitantes, inclusive a nós. Ainda em Foz, passamos pelo Marco das Três Fronteiras, e fizemos duas entrevistas para televisões.

Seguindo viagem, descobrimos o Balneário Ipiranga em São Miguel. Passamos alguns dias bem tranqüilos aqui ao lado da lagoa formada pela barragem do Itaipu, antes de seguirmos para Bonito.

  
  

Publicado por em