Aurora Boreal

Esta noite tivemos um espetáculo inesquecível. Passava de meia noite quando viajávamos por uma estrada secundária após mais de mil quilômetros rodados pelos estados do Colorado, Wyoming e Montana. Percebemos manchas coloridas lavando o céu e demorou um po

  
  

Esta noite tivemos um espetáculo inesquecível. Passava de meia noite quando viajávamos por uma estrada secundária após mais de mil quilômetros rodados pelos estados do Colorado, Wyoming e Montana. Percebemos manchas coloridas lavando o céu e demorou um pouco até acreditarmos que estávamos diante da Aurora Boreal. O fênomeno é comum nesta época do ano próximo ao Circulo Polar Ártico. Mas fomos premiados antes mesmo de chegar ao Alaska. Apesar da temperatura de 2 graus centígrados, apagamos todas as luzes do Forester e descemos para olhar o céu por quase uma hora. Dani relutou para sair do carro, tremendo de frio e de OVNIs. Silveirinha fez uma prece de agradecimento pelo momento que vivemos.
Hoje foi o dia mais longo desde que partimos de Miami e pudemos vivenciar paisagens e temperaturas diversas. Planícies que beiram as Montanhas Rochosas, e uma variação de 25 graus positivos para 5 negativos. Imagine o que nos espera no Alaska!!!
Todo cuidado é pouco ao dirigir de noite nesta região de Montana: já vimos dezenas de veados junto à estrada e, rodando a uma média de 120 km/h, a colisão pode ser fatal. Assim, resolvemos pernoitar na cidade de Lewiston para continuar a viagem pela manhã. Acreditamos que em mais 8 horas de estrada estaremos cruzando a fronteira do Canadá, rumo a Calgary.

nós no carro

nós no carro
Foto: ms

Forester roda em Montana

Forester roda em Montana
Foto: ms

  
  

Publicado por em