CARTAGENA - MEDELLIN - CALI

Quando o sol nascia já estávamos na estrada. Acordamos às 4hs30 da manhã para recuperar o tempo perdido em Cartagena. Foram necessários 2 dias inteiros para driblar a burocracia e a corrupção colombiana. Só na noite de quarta-feira, e com muita dificuldad

  
  

Quando o sol nascia já estávamos na estrada. Acordamos às 4hs30 da manhã para recuperar o tempo perdido em Cartagena. Foram necessários 2 dias inteiros para driblar a burocracia e a corrupção colombiana. Só na noite de quarta-feira, e com muita dificuldade, o Forester estava em nossas mãos. É difícil descrever o processo burocrático. Aliás, até dói lembrar. É teste de paciência, uma lição de vida, um desfalque na carteira. E, no nosso caso especificamente, um grande atraso. Mas vamos lá, estamos confiantes que chegaremos a Ushuaia ainda com boa vantagem. Estamos passando por Medellin e temos esperança de alcançar Cali antes do anoitecer. Esta é a regra número 1 na Colômbia: em hipótese alguma viajar durante a noite. Assim, temos de calcular bem o tempo para não estarmos em alguma região pouco habitada nas "horas da guerrilha e dos bandidos". Hoje é dia de território de direita (do Exército da Liberação Nacional). Amanhã, será o dia da esquerda, as FARC. E esperamos ainda na sexta poder deixar o país e entrar no Equador. As serras colombianas são sinuosas e as estradas com tráfego intenso de caminhões e motos. Também, a rota pan-americana passa o tempo inteiro dentro de vilarejos, o que requer cuidados especiais.
Temos recebido muitos e-mails (nos últimos dias contamos mais de 300!) e isso tem sido uma motivação e tanto. Alguns são de incentivo, outros nos aconselham, fazem gracinha, nos abençoam, até nos paqueram. Bem, a partir de hoje, vamos começar a respondê-los, só que aqui mesmo, em nosso Diário de Bordo. Assim, ao responder algumas perguntas, poderemos estar dando informações que podem interessar a outros. Aliás, estamos recebendo e-mails do mundo inteiro!
O Nei, que tem nos acompanhado com sua família de Niterói, pergunta se não está rolando um clima de romance entre nós aqui. Não, Nei, não fazemos o tipo um do outro. Ainda bem, pois oportunidade não faltaria. Outro de Niterói, o Cezar, pergunta se a mulherada está mandando muitas mensagens. É com alegria que informamos, Cezar, que a torcida feminina está muito intensa. O Oswaldo pergunta se sobra tempo para uma farrinha. Olha, com exceção das duas noites que saímos em Cartagena, para jantar e tomar umas cervejinhas, estamos embalados numa frenética febre de estrada. A farra fica para a volta, tá?! O Ariel, de São Paulo, manda seus melhores desejos de que conquistemos nosso sonho. E pergunta: Marcelo, você é parente do falecido Miguel Spina?" Sim, era meu tio-avô.
Nem acredito que estamos conseguindo ler e escrever tudo isso enquanto dançamos nessas serras colombianas. Espanta os males, esperamos.... Mas deixaremos para continuar amanhã. Ainda tem muita pergunta - algumas até sérias!
Agradecemos e abraçamos, também, às seguintes pessoas que visitaram nosso site e nos mandaram recados:
Ana Elisa, da Trilha Brasil; a Vera, de Washington; a turma da CAOA/Subaru de Santo André; o Agamenon, de São Paulo; o Detlef; o Eric, de Boston; o Gláucio, de Joinville; Angela, de Berlim; Cristiano, de Brasília; Nelson e Rose; o André, o primo Luciano e a galera de Curitiba; os amigos do Banco Cacique, de São Paulo; Amandinha, Jacek e Cláudia, de São Paulo; o Lu, de Ohio; Johny, atolados nas provas de Direito. Até amanhã - e não se preocupe quem não leu o seu nome, mas tem muito mais!

Perigos constantes

Perigos constantes

Crianças observam curiosas

Crianças observam curiosas

Noite em Cartagena

Noite em Cartagena

  
  

Publicado por em

Gilvan

Gilvan

24/10/2008 22:22:11
Blz , já passei isso que estao passando vcs , eu vim de Natal RN até o Mexico com uma bandeirante velha e passei em Cartagena , la ciudad de muralhas é linda, daí tem uma ilha chamada San andrés e daí a Costa Rica ,em um barco ...Que Deus acompanhe vcs e nao esquecam da regra N1 Horario das galinhas (parar ao fim da tarde e saír bem cedo )um abrazo grande