DIA 1

Conseguimos superar nossa meta inicial de rodar 2 mil quilômetros por dia dia enquanto na América do Norte: fizemos 1100 kms nas primeiras 12 horas desde que saímos de Prudhoe Bay, nosso ponto de largada. E olha que a estrada é péssima: faltou combustível

  
  

Conseguimos superar nossa meta inicial de rodar 2 mil quilômetros por dia dia enquanto na América do Norte: fizemos 1100 kms nas primeiras 12 horas desde que saímos de Prudhoe Bay, nosso ponto de largada. E olha que a estrada é péssima: faltou combustível, tivemos um pneu rasgado (e sem conserto - um estepe a menos...) e vários trincados no pára-brisa. Tudo isso é típico da Dalton Highway, considerado o maior desafio, em termos de estrada, do continente. Mesmo assim conseguimos manter uma boa média de velocidade.

Marcelo usando o Nera: boletins para Eldorado FM

Marcelo usando o Nera: boletins para Eldorado FM

Depois de 800 quilômetros de sufoco até Fairbanks, voltamos ao padrão americano de estrada, o que tornou a ficar ruim no início da madrugada, quando entramos no Canadá. No longínquo território de Yukon as coisas são assim mesmo, mas ainda nesta segunda-feira estaremos cruzando a divisa com o território de British Columbia. Daí por diante, até chegarmos ao México não teremos de nos preocupar com estradas. Começam, sim, outras preocupações: lidar com a fadiga, adaptando-nos ao ritmo de dormir em pequenas etapas; a alimentação (ainda estamos comendo os lanches que trouxemos do alojamento de Prudhoe Bay), o cheiro (banho? sem previsão...) e manter o carro arrumado, o que tem sido a parte mais difícil. Uma favela só...

Mas estamos animados com o andamento da viagem e esperamos que todos continuem torcendo por nós. E nos escrevendo! Até amanhã. See ya!

  
  

Publicado por em