Bombinhas/SC - A capital sulina do Mergulho

Localizada no litoral norte de Santa Catarina, há 60 km de Florianópolis, o município já ganhou fama por suas praias de águas claras e é considerada a capital sulina do mergulho ecológico.

  
  

Apresentação

Praia de Bombinhas

O sol se aproxima do poente. São seis horas da tarde e o horário de verão propicia mais uma hora de luz. Pelas praias, adultos e crianças, dispostas a aproveitar este tempo, mergulham e revelam a verdadeira vocação de Bombinhas.

Localizada no litoral norte de Santa Catarina, há 60 km de Florianópolis, o município já ganhou fama por suas praias de águas claras e é considerada a capital sulina do mergulho ecológico.

Praias

Praia do Mariscal

Bombas, Retiro dos Padres, Taínhas, Zimbros, Mariscal… o contorno cheio de recortes tem mais de 20 praias e cinco ilhas dentro de seu território e conta com a vantagem de ser um dos locais mais avançados no mar em todo o país, razão de ter águas tão transparentes.

Bromélias próximas à Praia da Sepultura

As praias que são mais afastadas do centro da cidade podem ser alcançadas por trilhas de fácil acesso, por onde se pode observar a vegetação de mata atlântica, com suas bromélias floridas, e se ter uma visão privilegiada da região.

O grupo se prepara para o batismo

Em qualquer delas se pode praticar o mergulho e, quem não tem snorkel, nadadeiras e máscaras, pode alugá-los com facilidade em uma das muitas escolas de mergulho da cidade. Estas escolas ainda oferecem, além de cursos mais longos, o batismo, onde iniciantes podem fazer seu primeiro mergulho com cilindro acompanhados por um instrutor.

Praia das Tainhas

O batismo pode ser feito em praias próximas à cidade, como a Sepultura, onde, dizem os moradores, havia um cemitério indígena, ou nas proximidades da Reserva Biológica Marinha do Arvoredo. A reserva foi criada em 1990 e tinha como objetivo preservar, além de recursos naturais, importantes sítios arqueológicos que comprovam a presença humana entre 4000 e 2000 anos atrás. Não é permitido descer às ilhas e tampouco pescar comercialmente, o que obrigou os pescadores da cidade a deixarem seu ofício e usarem seus barcos atualmente para levar turistas em passeios.

Sobre as Ondas

Família Muniz, na praia de 4 Ilhas: exemplo dentro do surf

Mas nem só de mergulho vive Bombinhas. Outra fator que atrai gente de longe é o surf. Especialmente na praia Quatro Ilhas, a água sempre conta seus fiéis surfistas. É nesta praia que fica a escola de surf homônima.

Seu fundador, Ruben Muniz, 41, um argentino que mora em Bombinhas há mais de 10 anos, já amanhece na praia com seus três filhos: Alejo,14, Santiago, 12, e Bruna, 8. Juntas, as três crianças já ganharam mais de 140 troféus e medalhas. E são, de longe, a melhor promessa do surf catarinense.

Praia de Bombinhas

Na escola, já famosa por sua importância social, Ruben ensina crianças carentes do município e promove torneios. Notas escolares altas contam pontos e patrocinadores fornecem alimentação, transporte e equipamento.

O Batismo

Bromélia: representante importante da mata atlântica

Existe uma piada que fala de uma loura que usa um walkman o tempo todo para não morrer. Trás uma fita gravada com a mensagem que sempre se repete: `inspire, expire...`. Apesar de morena, e deixando a maldade das piadas de lado, devo confessar que me senti a própria personagem. No meu primeiro mergulho com cilindro, o instrutor me orientava a respirar e me parecia a coisa mais difícil do mundo. Como que eu, ser da terra, poderia respirar embaixo d`água? Este foi o meu sufoco, literalmente, quando estive em Bombinhas.

Vista do mirante

Quando fiz o meu ‘batismo’, éramos um grupo de iniciantes formado por 6 pessoas. No barco, outro instrutor falara as recomendações primárias, como funcionamento do equipamento, sinais e respiração. Mas, ali, devidamente vestida, equipada, e já dentro da água, parecia não me lembrar de nada. O instrutor convidou-me a descer. Entre o pânico e o desejo de mergulhar, venceu este último. E bastou a primeira mirada para o fundo do mar para tudo ficar mais simples. A água estava um pouco turva, mas não o suficiente para esconder a beleza. Peixes listrados, estrelas-do-mar vermelhas, anêmonas minúsculas... tudo tão atraente que, sem perceber, eu já respirava tranqüilamente, guiada pelo instrutor que segurava minha mão e de outro rapaz, que , como eu, fazia seu batismo

Ele apontava para os peixes mais bonitos, pegava uma concha ou outra na mão, indicava o caminho mais fácil. E eu já estava quase fazendo parte do ambiente, nem acreditei quando chegou a hora de subir. Os meus primeiros vinte minutos sob as águas me pareceram cinco, mas bastaram para me convenceram a fazer o curso completo. Inspiro...expiro.

Infraestrutura

Praia de Zimbros

Infra estrutura para receber turistas e águas limpas são o que te esperam na praia de Bombas, a mais tradicional, que recebeu este nome graças ao forte barulho de sua arrebentação. Para quem vem de Porto Belo, é a primeira praia a ser avistada. Em seguida vem a Praia do Ribeiro. Com pouco mais de 200m, é tranqüila e ideal para banhos de mar.

Do alto dá pra ver o contorno recortado de Bombinhas

Depois é Bombinhas. Considerada a principal praia da cidade, também conta com boa infra estrutura, principalmente pra quem quer mergulhar. Próxima da ilha do arvoredo e com águas muito cristalinas, abriga as principais operadoras de mergulho. Quem quer pegar jacaré, nadar e curtir com a galera num barzinho beira-mar, pode procurar a Praia das Quatro Ilhas. O nome é fácil de entender: de suas areias se avista a Reserva Biológica Marinha do Arvoredo, formada pelas ilhas Gales, Deserta, Macuco e, é claro, do Arvoredo. Ah, a pedida é surf? Então tente a praia do Mariscal, também indicada para quem quer nadar, caminhar ou praticar a pesca de arremesso. Ainda têm a praia de Zimbros, da Sepultura, dos Ingleses, Atalaia, Conceição...Praias não faltam em Bombinhas, sempre entremeadas de costões rochosos e vegetação nativa, o que faz de cada uma um lugar único e especial. Na maioria delas, podem-se encontrar pousadas e restaurantes e bastante agito na alta temporada. Mesmo assim, o grande charme de Bombinhas é sua tranqüilidade: a cidade parece ignorar a força turisitica e continua singela e despretensiosa.

Dicas da Autora

-Bombinhas também é muito receptiva para quem está afim apenas de sossego e conforto. Pousadas não faltam, desde as mais simples até opções com o luxo de ter hidromassagem ou piscina de frente para o mar.

-A questão economia conta pontos também. Apesar de bem estruturada, a cidade ainda não tem preços muito inflacionados, se comparada a outra.

-Para se economizar, o melhor é reunir um grupo e alugar uma casa ou apartamento. Existem várias opções, só não esqueça de marcar com boa antecedência

-Aproveite para conhecer a Vila do Engenho e ver preservada um pouco da cultura açoriana.

Como chegar:

No km 243 da Br 101 (66km ao norte de Florianópolis e 52 km ao sul de Itajaí), fica a entrada para o trevo de acesso a Porto Belo e Bombinhas. Do trevo até ao centro da cidade, são mais 14 km pela SC-412.

Serviços

Vila do Farol
www.viladofarol.com.br
0800 643 9393

Vila do Coral
Av. Manoel José dos Santos, 215
(47) 393 9333

Bassi Imóveis
47 369 1085

Restaurante Vila do Engenho
Av. Ver. Manoel José dos Santos, 185
47 9994 2073

  
  

Publicado por em

Luanna

Luanna

24/10/2009 10:15:58
Essa ilha é linda
SHOW

Alice

Alice

09/12/2008 21:16:22
Estou louca pra ir mergulhar em Bombinhas. Vou pra lá neste verão. Obrigada pelas dicas.