A Igreja de Todos os Santos e todos os ossos

Logo cedo fomos à internet. Tínhamos que atualizar o site e responder os simpáticos e-mails que recebemos de velhos e novos amigos. Trabalho terminado, seguimos rumo à Igreja de Todos os Santos, aquela da decoração de ossos. Lustre feito de ossos hu

  
  

Logo cedo fomos à internet. Tínhamos que atualizar o site e responder os simpáticos e-mails que recebemos de velhos e novos amigos. Trabalho terminado, seguimos rumo à Igreja de Todos os Santos, aquela da decoração de ossos.

Lustre feito de ossos humanos

Lustre feito de ossos humanos

A igreja foi construída no centro de um cemitério e os ossos de cerca de 40 mil pessoas que estavam enterradas no lugar foram retirados e usados na decoração. O lugar não chega a dar medo, como imaginávamos, mas é um tanto quanto esquisito. Guirlandas feitas de caveiras e outros ossos ornamentam quase todas as paredes internas. A obra que mais chama a atenção é um grande lustre onde foram usados ossos de todo o tipo do corpo humano. Vasos, lampadários e até o ostensório da igreja são esculturas de ossos.

Caveiras na torre de ossos

Caveiras na torre de ossos

A igreja leva o nome de Todos os Santos, e segundo os moradores da cidade, a intenção não foi a de criar um lugar macabro e sim seguir as tradições barrocas, onde se prega a igualdade entre os homens, principalmente na morte. Mas mesmo assim, olhar tantos ossos humanos de uma maneira tão despojada dá uma impressão estranha. Afinal eram pessoas que tiveram suas histórias de vida, seus medos e conquistas e depois de tudo, acabar como parte da decoração de uma igreja não nos parece muito honroso...

Patricia e Fabiula se divertem no pub irlandês

Patricia e Fabiula se divertem no pub irlandês

A visita não durou muito tempo, e de lá seguimos ao supermercado para comprar entre outras coisas carne para churrasco. Estávamos ansiosas para estrear a pequena churrasqueira que compramos em Praga. Por aqui, além dos cortes das carnes serem diferentes dos praticados no Brasil, a língua tcheca não nos ajuda muito. Depois de tanto escolher, Fabiula e Cláudia voltaram com pedaços de carne de porco, gado e algumas lingüiças. Sem esquecer é claro da batata para a maionese, especialidade da Patrícia. Até limões verdes brasileiros elas encontraram e a caipirinha já estava encaminhada. Ai que saudade do Brasil!

Show da banda tcheca Kryštof

Show da banda tcheca Kryštof

Já no final da tarde, bateu uma fome e resolvemos assar umas lingüiças e testar a churrasqueira. Sem o menor receio, montamos todos os apetrechos no estacionamento de uma igreja onde estamos estacionadas. Ficou uma delícia!

A noite já havia caído quando resolvemos dar uma passeada pelo centro da cidade. Paramos em um pub irlandês para olhar e acabamos ficando, o bar oferecia boa música e um ambiente muito agradável. Fabiula é claro, tomou uma cervejinha de meio litro, como são costumeiramente servidas por aqui. Cláudia preferiu experimentar o absinto (com 70% de álcool), uma bebida que de tão forte chega a ter a venda proibida no Brasil. Quando o garçom chegou com um copo, açúcar e fósforos, ninguém entendeu nada.

Pedimos que ele nos mostrasse como é que se preparava aquilo. Muito gentil e sorridente, ele começou enchendo uma pequena colher de açúcar, depois o umedeceu na bebida e então colocou fogo. O calor do fogo derrete o açúcar que é misturado à bebida para quebrar o forte sabor. Realmente a bebida é um incêndio, mas valeu a experiência.

Patrícia não pediu nada, mas ajudou Cláudia a beber o absinto e deu umas bicadas na cerveja da Fabiula. Na hora de pagar a conta, um rapaz nos perguntou de onde éramos e por coincidência ou não, ele tinha acabado de chegar do Brasil. Foi a trabalho e aproveitou para conhecer, entre outros lugares, Foz do Iguaçu. Ele estava encantado com o nosso querido Brasil e já planejava voltar.

Saímos do bar e continuamos nosso passeio pela rua, foi quando ouvimos uma música e fomos seguindo o som. Acabamos num parque lotado de pessoas que curtiam um show de rock. Nos juntamos a eles e aproveitamos nosso primeiro show de verdade na Europa. A banda era muito carismática e apesar de não entendermos nada do que estavam cantando adoramos. No final eles jogaram alguns buquês de flores para o público, a Patrícia acabou ganhando um deles...

Nos restava agora descobrir o nome da banda, perguntamos a um rapaz e ele nos disse que eles se chamavam Kryštof e que era uma das bandas de maior sucesso na República Tcheca na atualidade. No final do show caiu uma chuvarada, voltamos para casa encharcadas, mas felizes!!!

  
  

Publicado por em

Mayara

Mayara

03/09/2008 20:02:47
sem comentarios.
queria saber o nome de todos os ossos do corpo humano se tiver e poder mandar, por favor me mande.