A Paraíba e a Bahia em Montreux

Estamos em estado de graça. Já imaginávamos que os shows de hoje à noite seriam incríveis, mas nunca tão maravilhosos. Nos desculpem pelos adjetivos, mas é impossível nao abusar deles depois de dois shows como esses que vimos, ouvimos e sentimos. A

  
  

Estamos em estado de graça. Já imaginávamos que os shows de hoje à noite seriam incríveis, mas nunca tão maravilhosos. Nos desculpem pelos adjetivos, mas é impossível nao abusar deles depois de dois shows como esses que vimos, ouvimos e sentimos.

A noite dos brasileiros é anunciada pelo organizador do Jazz Festival de Montreux

A noite dos brasileiros é anunciada pelo organizador do Jazz Festival de Montreux

A noite começou com um pequeno tropeço do fundador do festival, Claude Nobs. Ao anunciar Chico César, disse que ele era baiano e não paraibano como de fato é. Com seu jeito debochado nem ligou para o equívoco e ainda deixou o seu recado: `Sou da Paraíba`.

Chico César abre a noite com seu ritmo paraibano

Chico César abre a noite com seu ritmo paraibano

Chico dançou, cantou, pulou, se despiu... Calma tirou as mangas e outros acessórios de sua roupa. Acompanhado por quatro músicos, entre eles um percussionista que chamava atenção pelo seu talento. O público, composto quase que completamente por brasileiros, fez uma grande festa com uma bandeira gigante do Brasil.

Gilberto Gil agita a platéia e deixa seu recado

Gilberto Gil agita a platéia e deixa seu recado

Durante o intervalo de quase meia hora, ninguém deixou o auditório Stravinski, como é de costume. As pessoas não queriam perder o lugar bem em frente ao palco.

Maria Bethânia e Gil numa harmonia perfeita

Maria Bethânia e Gil numa harmonia perfeita

O ministro da Cultura de Lula, Gilberto Gil, e Maria Bethânia entraram no palco vestindo branco e ela, tradicionalmente, descalça. Pequena, Maria tomou conta do palco, e roubou a cena de Gil, o mais anunciado pela imprensa suíça. Os dois cantaram juntos algumas músicas, mas cada um teve seu momento solo na noite.

Bethânia hipnotizou todo o público, inclusive Gil

Bethânia hipnotizou todo o público, inclusive Gil

Gil se apresentou pela primeira vez no Festival de Montreux há exatos 25 anos, em 1978.

Bethânia foi explêndida. Sua voz e presença de palco hipnotizavam a platéia que sempre a pedia de volta quando deixava Gil sozinho. Ele sabia bem com quem estava dividindo o palco, por isso não deixava de render suas homenagens à filha de dona Canô, mãe também de Caetano Veloso.

Muitas das músicas do show tratavam e tinham elementos do candomblé, que Gil fez questão de explicar ao publico suíço. A propósito, Bethânia é filha de Iansã. Um dos momentos mais emocionantes foi a homenagem de Gil á Mãe Menininha do Cantuá. O terreiro estava ali no palco.

A banda era composta por músicos dos dois artistas, em completa entrosação e harmonia.

Depois de agradecer ao público suíço com um `merci` (obrigado, em francês), Bethânia lembrou à platéia a primeira vez que usou esta palavra em um show. Gil foi seu intérprete. `A imprensa zombou de mim quando me ouviram dizendo merci. Perguntavam-se como uma menina baiana de 17 anos teria aquela ousadia ao se dirigir ao público.`

Era a primeira vez que ela se apresentava no Rio de Janeiro. Sorrindo, explicou: `Eu, assim como muitos dos baianos daquela época, estudei em um colégio de freiras francesas. Por isso, digo e repito merci, merci e merci...`

Gil e Bethânia se conheceram em 1963, era o início do Tropicalismo, o movimento que revolucionou a música popular brasileira nos anos 60. A primeira vez que os dois se apresentaram juntos foi em junho de 64, acompanhados de Gal Costa, Caetano Veloso e Tom Zé.

O show que vimos hoje aqui em Montreux será apresentado também na Itália, ainda em julho, durante a turnê preparada pelos dois.

Vocês sabiam que Bethânia foi barrada do coral do coléegio onde ela estudava? Justificativa: sua voz tinha um timbre grave. Mas, ela já dizia `não me importo, vou ser cantora.`

No final do show, todos receberam um cd exclusivo, em homenagem a Gil, com músicas de artistas brasileiros gravadas durante os shows que fizeram no Festival.

Quem quiser saber mais sobre a carreira de Gil pode acessar o site do cantor: www.gilbertogil.com.br
Bethânia não tem site oficial, apenas os organizados pelos fãs.

  
  

Publicado por em