Arrumando a casa pra voltar pra casa...

Estes dias em Maintal estão servindo para colocarmos as coisas em dia. Arrumar nossas malas, tirar os adesivos que nos acompanharam durante toda viagem, limpar o carro e ajeitar tudo para finalmente voltarmos pra casa. Apesar da chuva, estamos nos virando

  
  

Estes dias em Maintal estão servindo para colocarmos as coisas em dia. Arrumar nossas malas, tirar os adesivos que nos acompanharam durante toda viagem, limpar o carro e ajeitar tudo para finalmente voltarmos pra casa. Apesar da chuva, estamos nos virando bem e devemos estar com tudo pronto até quarta-feira, quando embarcamos para o Brasil.

Dos países por onde a Eurotrip passou, só estão fora Vaticano e Principado de Mônaco

Dos países por onde a Eurotrip passou, só estão fora Vaticano e Principado de Mônaco

A saudade e a ansiedade já não cabem mais na gente. Todo dia levantamos e anunciamos uma a outra, felizes, quantos dias faltam para o fim da viagem. Revendo as fotos nos pegamos saudosas de tudo, das pessoas que conhecemos e dos lugares por onde passamos. Os dois assaltos que sofremos entram no balanço como um dos muitos aprendizados que tivemos nestes últimos onze meses.

Com a ajuda do secador de cabelo o trabalho ficou mais fácil

Com a ajuda do secador de cabelo o trabalho ficou mais fácil

Voltamos pra casa vitoriosas e orgulhosas do trabalho que fizemos aqui na Europa. Aprendemos muito e pudemos ensinar algumas coisas também. Vimos muitas coisas e mostramos outras tantas também. Não temos do que nos arrependermos ou lamentarmos, somente o que comemorarmos e somarmos como experiência positiva para nossas vidas pessoais e profissionais.

Patrícia fazendo malabarismo para tirar os adesivos

Patrícia fazendo malabarismo para tirar os adesivos

Com o carro parado e as malas abertas, ávidas por receberem nossas coisas, estamos vendo quanto papel e tranqueiras juntamos neste quase um ano de andanças. Se pudéssemos, é claro, levaríamos tudo, mas o limite de 64 quilos de bagagem para cada uma no vôo internacional nos impede disso.

Fabiula e Cláudia arrumando as malas e tentando colocar ordem na casa

Fabiula e Cláudia arrumando as malas e tentando colocar ordem na casa

No intervalo da chuva, aos poucos vamos retirando os adesivos do carro. Com a ajuda de uma espécie de secador de cabelos que nos foi emprestado gentilmente por um funcionário da empresa que fica bem ao lado do estacionamento de motorhomes do senhor Rubertus, as imagens das Cataratas vão se desfazendo pouco a pouco.

Olhando o carro assim, sem a sua fantasia de outdoor ambulante, quase nem o reconhecemos. Parece que ele está perdendo a identidade pra gente. Olhamos, olhamos e não o vemos mais como a “nossa casa”. De fora, parece um motorhome qualquer. Melhor assim. Desse jeito, de pouco em pouco, vamos nos despedindo deste nosso inseparável companheiro de viagem.

No domingo à noite fomos convidadas pelo seu Rubertus para conversarmos e bebermos alguma coisa na casa dele. Ele nos felicitou pela conclusão da viagem, elogiou a ótima atuação da Patrícia no volante durante os 23 mil quilômetros que completamos e disse nos esperar para uma próxima expedição pela Europa. Queremos mesmo voltar, mas em outras condições... talvez com o nosso próprio carro e para uma viagem bem mais curta.

Nesta segunda-feira, vamos a Frankfurt acertarmos os últimos detalhes para a viagem de volta: confirmar passagens, chegar horários e o número do vôo que vai nos levar de volta para nosso querido e estimado Brasil. Estamos ansiosas para revermos familiares e amigos, contarmos nossas aventuras e compartilharmos nossas experiências. Em breve nos veremos em casa, como diriam, prontas pra outra. Até lá!

  
  

Publicado por em