As primeiras impressões de Hamburgo

O frio da noite anterior nos deixou um pouco preguiçosas, com vontade de ficar mais no motorhome. Para não perdermos tempo, escrevemos os nossos diários e dicas de viagem. Demos uma olhadinha também nos nossos guias pra definir o roteiro do dia e aproveit

  
  

O frio da noite anterior nos deixou um pouco preguiçosas, com vontade de ficar mais no motorhome. Para não perdermos tempo, escrevemos os nossos diários e dicas de viagem. Demos uma olhadinha também nos nossos guias pra definir o roteiro do dia e aproveitar bem a passagem por Hamburgo.

Vista do porto de Hamburgo

Vista do porto de Hamburgo

Depois de abastecermos o carro de diesel e água, no início da tarde percorremos os 50 quilômetros que faltavam para finalmente entrarmos em Hamburgo, cidade que abriga o maior porto da Alemanha e segundo da Europa, ficando atrás apenas de Roterdã, na Bélgica. Estrada bastante movimentada, dezenas de caminhões seguindo para o porto e outros já voltando.

Fachada da Central de Trens da cidade

Fachada da Central de Trens da cidade

O norte da Alemanha é realmente bastante diferente das outras regiões do país por onde já passamos. Por causa das guerras, as cidades são mais jovens e modernas. Pouco sobrou das antigas construções. Alguns prédios foram reconstruídos, outros simplesmente desapareceram. Mas, em meio à modernidade e ao ritmo acelerado dos nossos tempos, ruínas de igrejas, como a de St. Nicolai, lembram os horrores de uma época que não queremos mais.

Durante um rápido passeio pelo centro de Hamburgo à procura de um cyber café, pudemos sentir a cidade e perceber que aqui os alemães não são tão loirinhos. Depois de andarmos por mais de uma hora, voltamos para o carro decepcionadas: os cybers são raríssimos, e o que encontramos não nos permitia usar o disquete. Assim, não dá pra atualizar o nosso site.

Compramos pão bengala delicioso e voltamos para o carro. Seguimos para um bairro residencial pelo qual já havíamos passado e visto um estacionamento. O lugar tranqüilo foi eleito para nos abrigar nesta noite de chuva fina e convidativa para um belo sono, depois de uma sopa de feijão quentinha e picante.

  
  

Publicado por em