Chegamos a Viena...

Aproveitamos a manhã, antes de pegar a estrada rumo à capital austríaca, para terminar de escrever os diários de bordo que estavam atrasados. Passamos a fronteira sem problema algum. Apenas esperamos alguns minutos porque sempre há um pouco de fila nas al

  
  

Aproveitamos a manhã, antes de pegar a estrada rumo à capital austríaca, para terminar de escrever os diários de bordo que estavam atrasados. Passamos a fronteira sem problema algum. Apenas esperamos alguns minutos porque sempre há um pouco de fila nas alfândegas. Os policiais não fizeram nenhuma pergunta, nem vistoriaram o carro. Eles não iam nem carimbar nosso passaporte. Por cauda da nossa insistência, fizeram o registro finalmente. Para chegar a Viena foram 68 quilômetros a partir da fronteira. Uma viagem tranqüila e rápida.

Calçadão na capital Viena

Calçadão na capital Viena

Entrar numa cidade nova, principalmente grande como é o caso de Viena, sempre nos deixa um pouco apreensivas. É que precisamos começar tudo de novo, encontrar lugar pra ficar, se adaptar à língua, saber como funciona o sistema de transporte, quanto custa, onde ficam os supermercados, as representações diplomáticas... ufa! Quando estamos começando a nos acostumar com uma cidade, é exatamente nesse momento que temos que partir...

Ao entrar em Viena, começamos nossa romaria à procura de postos de combustíveis ou de supermercados. Precisávamos comprar um mapa para nos localizarmos. Rodamos, rodamos, rodamos e o que conseguimos foram algumas buzinadas e xingamentos dos motoristas apressadinhos que achavam que estávamos andando devagar demais. Um deles chegou a descer do carro num semáforo para nos xingar. Obviamente, o sinal abriu e quem foi espinafrado foi ele, já que levou alguns segundos para chegar até o carro. Enquanto isso, nós seguimos tranqüilamente. Credo... Isso que o nosso carro é inconfundivelmente de turista. Além do gigantismo dele, a placa é da Alemanha. Mas tudo bem...

Encontramos um lugar pra parar, compramos o mapa, algumas outras coisinhas no mercado e voltamos a procurar um lugar para passar a noite. No mapa encontramos o estádio olímpico da cidade. Geralmente os estacionamentos nesses lugares são amplos e normalmente são seguros. Lá fomos nós. Entramos em algumas ruas que nem sabemos como o carro não encalhou!

Infelizmente o estacionamento do estádio não fica aberto, mas encontramos uma área grande em frente onde havia vários carros, ônibus e até caminhões. O problema é que tinha ali também uma placa dizendo, em várias línguas, que era proibido acampar. Não dava pra dizer que não entendemos. De qualquer forma paramos o carro e fomos procurar um outro lugar. A menos de 20 metros havia outro estacionamento também cheio de árvores. A partir de agora o nosso endereço em Viena é aqui.

Cláudia e Fabiula foram para o centro à procura de internet e do posto de informações turísticas da cidade. Patrícia ficou no carro escrevendo este texto que você está lendo...

A saída das meninas não deu muito certo. Não encontraram o posto de informações, foram em dois cyber e só conseguiram ler alguns e-mail. Atualizar o nosso site, que estava nos planos, ficou pra outro dia, já que o nosso portal (Ecoviagem) está passando por reformas e por enquanto se encontra fora do ar. Voltaram pro carro um pouco frustradas. Mas nem sempre tudo dá certo. Fabiula, pelo menos, conseguiu ligar pra casa. Vamos torcer pra que amanhã as coisas andem um pouco melhor.

Antes do jantar, Patrícia foi dar uma corrida para espairecer. Dirigir e passar horas em frente ao computador escrevendo cansa. A sorte é que estamos estacionadas ao lado de um grande parque e a nossa corredora ocasional encontrou pelo caminho dezenas de pessoas caminhando, correndo, andando de bicicleta e de patins ou apenas passeando. Muitas devem estar treinando para uma maratona que vai acontecer aqui no domingo. Como não é atleta nem nada, Patrícia fez seu breve exercício e voltou pro carro para acompanhar Cláudia e Fabiula no jantar.

Antes de dormir uma partidinha de canastra e aí sim... todas pra cama.

  
  

Publicado por em