Começando os trabalhos

Nos primeiros dias, o maior trabalho foi de adaptação. Tudo novo, casa, país, clima, língua... Levamos quase dois dias até aprendermos como funciona o motorhome. São muitos detalhes que temos que levar em conta: os procedimentos de limpeza do banheiro, o

  
  

Nos primeiros dias, o maior trabalho foi de adaptação. Tudo novo, casa, país, clima, língua... Levamos quase dois dias até aprendermos como funciona o motorhome. São muitos detalhes que temos que levar em conta: os procedimentos de limpeza do banheiro, o funcionamento do aquecedor, as baterias (do carro e da casa)... Fazer um simples “pipi” não é assim tão simples como imaginávamos. Mas, vencida esta primeira etapa, começamos a adesivar o motorhome. Além de ser um trabalho difícil e que requer muito cuidado, o frio era cortante (5 graus negativos). Chegamos a quase congelar a ponta dos dedos. Apesar das dificuldades, o resultado está nos surpreendendo e chamando a atenção da vizinhança. Por causa disso, já conhecemos algumas pessoas do bairro. Todos são muito gentis conosco.

Fabiula e Cláudia sofrendo com um frio de menos oito graus

Fabiula e Cláudia sofrendo com um frio de menos oito graus

Pátrícia também não ficou de fora do trabalho

Pátrícia também não ficou de fora do trabalho

  
  

Publicado por em