Conhecendo Hamburgo

Entre uma visita às agências de viagem e outra, fizemos uma espécie de roteiro peregrino pela cidade. Conhecemos as principais igrejas de Hamburgo: a St. Nicolai (ainda em ruínas), a St. Petri (reconstruída) e a St. Michael, dona do título de mais alta da

  
  

Entre uma visita às agências de viagem e outra, fizemos uma espécie de roteiro peregrino pela cidade. Conhecemos as principais igrejas de Hamburgo: a St. Nicolai (ainda em ruínas), a St. Petri (reconstruída) e a St. Michael, dona do título de mais alta da Alemanha, com a torre medindo 132 metros de altura. Passamos também pela rua mais democrática do porto. Na Reeperbahn, dezenas de sexshops, cabarés e casas de jogos se misturam a teatros requintados... Como diria o cantor Lobão, `décadence avec élégance`...

Vista do porto da cidade, o segundo mais movimentado da Europa

Vista do porto da cidade, o segundo mais movimentado da Europa

Algumas voltas de metrô nos levaram para o porto de Hamburgo, no rio Elbe, um lugar bastante movimentado e longe de ter a aparência de outros portos descuidados e que viçam em regiões ermas da cidade. Este pode até ser considerado um ponto turístico. De volta à Estação Central, conhecemos um grupo que fazia a promoção turística das Ilhas Canárias. Um trio apresentava músicas típicas enquanto outros distribuíam a comida canária: queijo de cabra com molho picante... muito bom para o dia de frio que fez.

Ruínas da Igreja St. Nikolai destruída durante a Segunda Guerra Mundial

Ruínas da Igreja St. Nikolai destruída durante a Segunda Guerra Mundial

A Estação estava cheia de policiais, todos com capacetes e coletes à prova de balas. O motivo era uma manifestação contra a guerra. Além dos policiais localizados em pontos estratégicos da cidade, a passeata era acompanhada bem de perto por outro cordão de homens armados. Uma cena controversa para uma proposta de paz, ainda mais quando se pensa na idéia de liberdade de expressão!

Torre da Igreja St. Michael, a mais alta da Alemanha

Torre da Igreja St. Michael, a mais alta da Alemanha

Voltamos para o carro já era quase noite e pegamos a estrada em direção a Berlim. Ficamos paradas na estrada uns 20 minutos por causa de um engarrafamento. Quando o trânsito voltou a fluir, ficamos atentas para encontrar um lugar seguro para passarmos a noite. Não demorou muito e achamos um estacionamento onde passamos a noite.

Pratos típicos das Ilhas Canárias servidos no centro de Hamburgo

Pratos típicos das Ilhas Canárias servidos no centro de Hamburgo

Centenas de policiais em alerta contra a passeata pela paz

Centenas de policiais em alerta contra a passeata pela paz

  
  

Publicado por em