É hora de fazer visitas novamente

Tínhamos um dia cheio nesta quinta-feira, pena que a chuva fina que caía ameaçava a nossa agenda. Não podemos nos deixar levar por esta vontade de ficar em casa vendo TV e comendo pipoca sem ter hora para fazer as coisas. Guarda-chuva na mão e capas vesti

  
  

Tínhamos um dia cheio nesta quinta-feira, pena que a chuva fina que caía ameaçava a nossa agenda. Não podemos nos deixar levar por esta vontade de ficar em casa vendo TV e comendo pipoca sem ter hora para fazer as coisas. Guarda-chuva na mão e capas vestidas, enfrentamos o dia ora nublado, ora com chuva. Do posto de informações turísticas já tínhamos algumas dicas do que se ver na cidade, complementadas por Clóvis e Martina.

Eurotrip entrega material na agencia Esco, em Berna

Eurotrip entrega material na agencia Esco, em Berna

Passamos pelo centro histórico novamente, afinal é ali que tudo acontece, conhecemos a Catedral de Berna com sua porta principal sustentando uma obra impressionante esculpida em pedra que representa o Juízo Final, no bosque ao lado da igreja conferimos mais uma vez a beleza do rio Aare, depois demos uma olhadinha nos nossos e-mails (de graça, lá na C&A) e pouco depois do meio-dia fomos para um lugar onde nos disseram se servia uma comida boa e mais barata. Vale a pena conferir a sugestão.

Visita à operadora Hotelplan

Visita à operadora Hotelplan

O espaço, considerado alternativo, é um pouco decadente, é aqui que os viciados em drogas pesadas recebem a sua dose diária financiada pelo governo. A prática, como se justifica, é uma espécie de tratamento para os viciados e uma prevenção social. Acredita-se que se estas pessoas receberem a droga, sempre em doses controladas, podem abandonar o vício e deixam de praticar delitos para conseguir a heroína. Cada estado suíço trata a questão de forma diferente. Fora a questão das drogas, ali se produz teatro, música, cinema e outras manifestações culturais.

Bairro colonial na cidade de Berna

Bairro colonial na cidade de Berna

Apesar dos pratos serem mesmo mais baratos, ainda estavam acima da nossa cota diária de gastos. Andamos mais um pouco e almoçamos no McDonald’s, apesar de caro se comparado aos preços do Brasil, cerca de R$ 24,00 por um lanche completo, é uma das refeições mais baratas que conseguimos encontrar. O ideal seria mesmo comer em casa, mas nem sempre podemos voltar pro carro e prepara o nosso almoço, já que o tempo por aqui parece correr mais rápido. Temos que aproveitar bem as horas.

Porta da Basilica que representa o Juizo Final

Porta da Basilica que representa o Juizo Final

À tarde fizemos visitas a duas agências de viagem, a Esco e a Hotelplan. Em Berna não existem operadoras que trabalhem com o destino Brasil, a maioria delas oferecem apenas pacotes para outros países da Europa, América do Norte e África. Nas duas agências visitadas deixamos o material sobre Foz do Iguaçu e ficamos sabendo que as duas juntas mandar cerca de 80 pessoas por ano para a Terra das Cataratas. Um número razoável. Os maiores grupos saem mesmo de Zurique, onde estão as grandes operadoras. Que Zurique aguarde a nossa visita.

Bar alternativo, atras da estaçao central de Berna

Bar alternativo, atras da estaçao central de Berna

No final da tarde, enquanto admirávamos uma dupla de músicos que se apresentava na feira da cidade, encontramos Clóvis, ou melhor, ele nos encontrou. Desta vez foi ele quem nos surpreendeu. Conversamos mais um pouco e nos despedimos. Ele seguiu pra casa, nós resolvemos ficar um pouco mais na rua. Afinal, na quinta-feira, o comércio fecha às oito horas da noite, ao contrário dos outros dias quando às seis e meia da tarde já não se encontra mais nada aberto.

A cidade parece crescer neste dia, com milhares de pessoas nas ruas e calçadas sob os famosos arcos que protegem os pedestres do tempo ruim. Todos parecem ávidos para aproveitar as promoções da semana, quase tudo com 50% de desconto. Nós tivemos que resistir à tentação das compras e voltar pro carro apenas com os ingredientes para o jantar. Aqui na Suíça, mesmo em dia de liquidação, é melhor não abusar nas compras.

  
  

Publicado por em