Entrevista na rádio holandesa

Enquanto aguardávamos o Roger, que iria nos guiar até a rádio, começamos a trabalhar. Patrícia limpava a casa, Cláudia atualizava os arquivos no computador e Fabiula começou a decupar as nossas primeiras fitas de vídeo. O Roger acabou chegando antes do ho

  
  

Enquanto aguardávamos o Roger, que iria nos guiar até a rádio, começamos a trabalhar. Patrícia limpava a casa, Cláudia atualizava os arquivos no computador e Fabiula começou a decupar as nossas primeiras fitas de vídeo. O Roger acabou chegando antes do horário combinado, e nos explicou que deveríamos sair na mesma hora. Ligaram da rádio avisando que havíamos sido convidadas para almoçar pelo editor chefe da seção brasileira do departamento Latino Americano de jornalismo e por isso deveríamos ir mais cedo. Pegamos a estrada na mesma hora e seguimos para Hilversum, cidade onde fica a sede da rádio. Nos perdemos algumas vezes, mas achamos o caminho.

Redação da Radio Nederland - seção brasileira

Redação da Radio Nederland - seção brasileira

Ficamos impressionadas com a Nederland Wereldomroep, que além da rádio reúne um canal de TV, estúdio de gravação de áudio e ainda mantém todo o suporte e conteúdo para a internet. Só na rádio trabalham 350 jornalistas. A transmissão é feita em sete idiomas, português, papiamento (idioma falado no Suriname e nas Antilhas Holandesas), espanhol, francês, holandês, inglês e indonésio. A programação em português é retransmitida para 400 rádios no Brasil e é ouvida por cerca de 40 milhões de pessoas. Fomos muito bem recebidas pela Mara que nos encaminhou ao editor-chefe Ulisses Iarochinski. Ele nos mostrou toda a estrutura da emissora, conhecemos os estúdios, a redação e ainda acompanhamos um dos boletins ao vivo que faz para o Brasil. Depois de vermos praticamente tudo, fomos almoçar em um restaurante na própria empresa e na seqüência seguimos para o estúdio gravar a entrevista.

Estrada entre Hilversum e Roterdã

Estrada entre Hilversum e Roterdã

Conversamos tanto durante o dia, que ficamos amigas do Ulisses. Ele acabou nos convidando para estacionarmos na frente da casa dele e passarmos a noite por lá. Antes fomos levar o Roger em casa e depois voltamos para Hilversum. O Ulisses nos preparou um delicioso jantar acompanhado de um vinho tinto italiano maravilhoso. Descobrimos que temos amigos em comum no Brasil. Antes de vir para a Holanda, ele trabalhava em Curitiba, coincidências da vida...Não precisamos dizer que a conversa entrou madrugada adentro e quando fomos dormir já eram quase 3h da manhã.

  
  

Publicado por em