Estamos deixando Frankfurt e a Alemanha

Depois de passarmos pela Alemanha quatro vezes durante estes quase seis meses de expedição, estamos deixando as terras germânicas rumo a Luxemburgo, nosso décimo primeiro país. Mas antes de partirmos, algumas horinhas para os últimos ajustes no carro: trê

  
  

Depois de passarmos pela Alemanha quatro vezes durante estes quase seis meses de expedição, estamos deixando as terras germânicas rumo a Luxemburgo, nosso décimo primeiro país. Mas antes de partirmos, algumas horinhas para os últimos ajustes no carro: três vazamentos (um no banheiro e dois nos encanamentos da pia da cozinha).

Thomas consertando uns vazamentos no nosso carro

Thomas consertando uns vazamentos no nosso carro

Quase meio-dia, chegou Thomas, funcionário do seu Rubertus. Em pouco mais de meia hora, ele resolveu tudo. Ficamos pensando, por que isso não foi arrumado antes? A uma hora dessas já estaríamos longe, retomando nossa viagem. Tudo bem, nem sempre conseguimos fazer tudo no momento em que queremos.
Uma passada rápida no mercado para abastecer a nossa despensa e pegamos a estrada. Nossa primeira parada seria na sede da operadora Thomas Cook, em Oberursel. Trinta quilômetros pela frente e chegamos à empresa que trabalha com outras 200 agências na Alemanha. Deixamos o material que temos sobre Foz do Iguaçu e voltamos para a rodovia. Mas, como acertar o caminho com esse tanto de cruzamentos?

Visita a operadora Thomas Cook

Visita a operadora Thomas Cook

Pensávamos que da primeira vez que saímos de Frankfurt, no início da expedição, erramos o caminho porque ainda não tínhamos a manha dos mapas e indicações rodoviárias. Ledo engano... seis meses depois, quase 12 mil quilômetros de chão e conseguimos nos perder na chegada e na saída. Sorte que da próxima vez que passarmos por aqui, estaremos deixando a cidade de avião.

Frankfurt: foi mais complicado ir embora do que chegar...

Frankfurt: foi mais complicado ir embora do que chegar...

Hoje rodamos mais de 250 quilômetros, amanhã temos mais uns 100 quilômetros pela frente e chegaremos a Luxemburgo, capital do país que leva o mesmo nome. Mais uma vez novos mapas, novos costumes, outros preços, outra língua, como se estivéssemos chegando na primeira cidade desta nossa expedição que inclui mais de 130. Às vezes nem dá para acreditar...

  
  

Publicado por em