Eurotrip virando notícia

Logo cedo, deixamos o estacionamento do restaurante e fomos trabalhar. Procuramos o departamento de informações turísticas de Mainz pra pegar mapas e material sobre a cidade. O problema era onde deixar o motorhome. É difícil encontrar um lugar para estaci

  
  

Logo cedo, deixamos o estacionamento do restaurante e fomos trabalhar. Procuramos o departamento de informações turísticas de Mainz pra pegar mapas e material sobre a cidade. O problema era onde deixar o motorhome. É difícil encontrar um lugar para estacionar. Por isso, Patrícia ficou no carro, em uma vaga no meio de uma praça junto com pouquíssimos outros carros, Cláudia e Fabiula foram até a prefeitura. Na assessoria de imprensa conhecemos Ralf – que você também pode conhecer no ícone “Brasil lá fora”-,ele é o responsável pelo departamento de Comunicação Social da prefeitura de Mainz. Logo nos colocou em contato com Carlos, um baiano que mora aqui há três anos e é casado com Renate, uma alemã de português quase perfeito. Precisávamos de um lugar seguro para deixar o carro durante a noite e que tivesse eletricidade. Fomos até a casa dele, um lugar bem bonito a uns dez minutos do centro de Mainz.

Patrícia, Fabiula e Klaus - repórter do jornal em Mainz

Patrícia, Fabiula e Klaus - repórter do jornal em Mainz

Na chegada, conhecemos uma amiga de Carlos. Pandora, carioca da Vila Isabel e professora de francês, estava deixando a casa rumo à estação de trem, de onde partiria para Paris. Como todos, ficou impressionada com a expedição e disse que se tivéssemos chegado uma dia antes ela se candidataria a seguir com a gente por um trecho da viagem. Apressada e sem jeito com as malas, ela nos desejou boa sorte e seguiu seu rumo deixando com a gente um cd do seu filho, David Ferreira.

Ralf informou a imprensa local de nossa estada na cidade. Em menos de 20 minutos, apareceu Klaus, um jornalista jovem e bastante impressionado com nosso trabalho. Ficamos quase uma hora explicando tudo a ele. Klaus também nos falou um pouco sobre Mainz e seus atrativos turísticos – que poderão ser consultados no ícone “dicas de viagem”. Ele e Ralf providenciaram ainda uma “exposição” do motorhome em praça pública. O evento foi marcado para as 10h do dia seguinte, em frente ao Teatro Municipal. Aos poucos a Eurotrip e Foz do Iguaçu vão tomando conta do noticiário europeu e chamando a atenção dos alemães.

No início da noite levamos um susto. Depois de duas horas no cyber, apressamos o passo para pegar logo o carro. No meio do caminho, cerca de três quadras, de longe avistamos um motorhome. Que susto! Saímos loucas em direção do dito cujo, pensando que algo pudesse ter acontecido. Imaginamos de tudo, chegamos até a “ver” a logo da expedição estampada na parte da frente do carro. Felizmente foi só um susto... Logo percebemos que era outro motorhome. O nosso continuava são e salvo no lugar onde estava parado com seu ticket de 0.50 de euro para o estacionamento e sem nenhuma multa.

  
  

Publicado por em