Final de semana na estrada

Este é o nosso último dia na Suíça, estamos nos preparando para deixar o país depois de quase três semanas. Para aproveitar o sol, Patrícia foi nadar um pouco no lago antes de pegarmos a estrada. Apesar de Zurique ficar perto da fronteira com a Alemanha,

  
  

Este é o nosso último dia na Suíça, estamos nos preparando para deixar o país depois de quase três semanas. Para aproveitar o sol, Patrícia foi nadar um pouco no lago antes de pegarmos a estrada. Apesar de Zurique ficar perto da fronteira com a Alemanha, precisamos contornar o Lago Constança (Bodensee) para chegar até Munique, nosso destino na Alemanha.

Os jatos d´água no lago em Zurique

Os jatos d´água no lago em Zurique

Na estrada paramos para fazer algumas compras e gastar nossas moedas de franco suíço, já que nenhum câmbio aceita moedas de outro país. O dia foi praticamente todo na estrada. Como nossa placa é alemã, na fronteira ninguém nos pediu documentos e passamos direto. Lamentamos apenas o fato de não termos carimbados os nossos passaportes.

Na fronteira, de volta para a Alemanha

Na fronteira, de volta para a Alemanha

Já eram umas seis horas da tarde quando resolvemos parar em uma cidade chamada Lindau, uma ilha no Lago Constança. O almoço e a janta acabaram sendo uma única refeição. Enquanto Fabiula ficou no carro escrevendo, Cláudia e Patrícia foram dar uma volta para reconhecer o local. Durante o verão não anoitece antes das dez horas da noite por aqui. Apesar de ser considerada uma das regiões mais bonitas da Alemanha, para quem viu os lagos austríacos e suíços de águas cristalinas, o Lago Constança deixa um pouco a desejar.

Vista do Lago Constança ou Bodensee

Vista do Lago Constança ou Bodensee

Esta região da Alemanha, a Bavária, como o próprio nome diz, é a região dos campos, da agricultura. À beira da estrada, plantações de milho, trigo e principalmente de frutas como maçã, cereja e framboesa. Nas cidadezinhas, muitas das portas tinham a mesma inscrição “vendem-se frutas”. Além da agricultura, o sul da Alemanha é famoso pela tradicional festa da cerveja em outubro. Alguém já ouviu falar da Oktoberfest? Pois é, ela nasceu aqui.

Olha a gente no meio da feira...

Olha a gente no meio da feira...

Resolvemos passar a noite no mesmo local, no estacionamento de uma loja de artigos para jardim. Já estávamos quase dormindo quando dois carros entraram cantando os pneus. Eram uns seis rapazes que ligaram o som no último volume. Na mesma hora pensamos... poxa vida tinha de ser aqui? Não demorou muito e uma mulher saiu na janela e pediu que eles fossem embora. O silêncio voltou a reinar e finalmente fomos dormir.

O planejamento era acordar cedo e irmos visitar o Castelo Neuschwanstein, o mesmo que inspirou Walt Disney no conto de fadas da Cinderela. Como ainda faltavam uns 90 quilômetros até lá e as visitas encerram-se às quatro horas da tarde, acordamos cedo. Para nossa surpresa, estávamos no meio de uma feira de “cacarecos”. O motorhome estava rodeado de barraquinhas, com moradores vendendo objetos antigos, livros, roupas e tudo o que se possa imaginar. Como era impossível tirar o carro dali, voltamos a dormir.

Já era quase meio-dia quando levantamos. A feira ainda estava a todo vapor. Aproveitamos para dar uma volta e acabamos fazendo umas comprinhas. Fabiula encontrou uma coleção de livros sobre Sigmund Freud (tudo em alemão, é claro!), Cláudia e Patrícia compraram umas taças de cerveja.

Bem, como visitar o “Castelo da Cinderela” não era mais possível, resolvemos dar uma volta na cidade, assistimos ao filme das 3 Panteras (comentaremos sobre ele em breve, eca...) e depois pegamos a estrada. Assim pudemos dormir aos pés do castelo de contos de fadas.

  
  

Publicado por em