Mais entrevista, desta vez ao La Repubblica, um dos jornais mais lidos por aqui

Graças a Daniela e Flaminia, do escritório de Turismo da Embaixada do Brasil aqui em Roma, tivemos uma reunião com três profissionais da área. A entrevista coletiva foi marcada para o meio-dia e confirmaram presença Roberto Caramelli (jornalista do suplem

  
  

Graças a Daniela e Flaminia, do escritório de Turismo da Embaixada do Brasil aqui em Roma, tivemos uma reunião com três profissionais da área. A entrevista coletiva foi marcada para o meio-dia e confirmaram presença Roberto Caramelli (jornalista do suplemento de turismo do La Repubblica), o brasileiro Ricardo Longo (agente de viagens da operadora Igiesse, uma das mais importantes da Itália) e Lívia Turco(jornalista do trade turístico, que escreve para o informativo TTG Itália).

No final da reunião, imagens de Foz do Iguaçu entusiasmaram os convidados

No final da reunião, imagens de Foz do Iguaçu entusiasmaram os convidados

Organizamos uma conversa incrementada com materiais de divulgação de Foz do Iguaçu e um vídeo que apresentamos no final, impressionando nossos espectadores. Eles quiseram saber de tudo, desde informações sobre o Parque Nacional do Iguaçu, onde estão as cataratas, serviços disponíveis para atender o turista, vôos internacionais, atrativos da tríplice fronteira, até gastronomia típica da região, além das aventuras e experiências pelas quais passamos durante estes quase 11 meses de trabalho na Europa.

O entardecer cai sobre os santos no alto das colunas da Praça São Pedro

O entardecer cai sobre os santos no alto das colunas da Praça São Pedro

Todos estes dados e informações devem fazer parte de um conjunto de matérias de Caramelli está preparando sobre o Brasil para o La Repubblica, jornais mais lido em toda a Itália, com mais de 800 mil exemplares diários. Lívia também deve preparar um material para os profissionais ligados à Igiesse e que têm interesse em investir no Brasil. Rodrigo, que já conhece Foz do Iguaçu, quis saber das novidades na Terra das Cataratas para repassar ao seu grupo de trabalho na operadora. Pelo que percebemos, todos ficaram satisfeitos com o que viram e ouviram.

Quase tudo pronto para a tão esperada Missa do Galo no Vaticano

Quase tudo pronto para a tão esperada Missa do Galo no Vaticano

Realmente a reunião foi um sucesso. Ficamos de entrar em contato ainda com Ana Paula Torres, outra brasileira que escreve para o site italiano musibrasil.net . Nesta página, os italianos podem ter várias informações sobre o Brasil como destinos, culinária, literatura e principalmente sobre a nossa música. Navegando pelo site vimos que esta é uma bela e bem articulada iniciativa de divulgação das nossas maravilhas. Segundo Ricardo, são mais de 20 mil visitas semanais à página. Os italianos gostam mesmo do nosso querido país, longe pelo menos 15 mil quilômetros daqui.

A janela do quarto do papa é a segunda da direita para a esquerda no último andar

A janela do quarto do papa é a segunda da direita para a esquerda no último andar

Assim que saímos da reunião, seguimos para o Vaticano. Mais uma vez, fizemos algumas imagens, aproveitando o cair do sol, e fotos. Fabiula fez suas compras de santinhos, terços e dezenas para serem abençoados pessoalmente pelo papa João Paulo II durante a Missa do Galo. Com as compras feitas, voltamos pra casa, mas antes precisávamos dar uma olhada em um estacionamento no centro de Roma, perto mesmo de onde já estávamos, para deixarmos o carro na noite de Natal.

Já a janela da bênção de Natal é a principal da Basílica São Pedro

Já a janela da bênção de Natal é a principal da Basílica São Pedro

Já na entrada uma placa informava que eram proibidos motorhomes e motocicletas. Como diria Carlos Drummond de Andrade, “E agora, José?” Mesmo que nosso carro pudesse ficar ali, acho que não seria a melhor saída... O preço por hora era de 13 euros. Se o estacionássemos por nove horas, como planejamos, a conta sairia por 75 euros. Um absurdo de caro! O camping de Lido de Óstia, com toda estrutura que oferece, ficaria pela metade do preço. Mas, para isso, teríamos que passar a noite na rua até o primeiro trem às 8h da manhã, ou arranjar um lugar para ficarmos e esperar o dia amanhecer protegidas do frio, que prometia ser rigoroso.

Vamos ter que estudar muito bem esta questão para podermos então aproveitar tranqüilas a véspera de Natal, longe da família, mas na companhia dos novos amigos e da bênção do papa. Hoje a noite parece bem mais fria do que as últimas. A previsão de muito frio para a Missa do Galo deve mesmo se confirmar. Em várias regiões da Itália, principalmente no norte e no centro-sul, os flocos de gelo já caíram e fazem a festa nas estações de esqui, lotadas desde os primeiros dias de neve.

  
  

Publicado por em