Passando um pente-fino nas agências de Coimbra

Mais um dia de chuva em terras portuguesas... mas, não podemos ficar em casa esperando a bonança chegar, temos que enfrentar o temporal e cumprir com nossas tarefas, afinal hoje temos o compromisso de visitar as agências de viagem de Coimbra e a imprensa.

  
  

Mais um dia de chuva em terras portuguesas... mas, não podemos ficar em casa esperando a bonança chegar, temos que enfrentar o temporal e cumprir com nossas tarefas, afinal hoje temos o compromisso de visitar as agências de viagem de Coimbra e a imprensa. Conseguimos vários endereços e temos muito o que fazer.

No alto, a sede da universidade mais antiga de Portugal

No alto, a sede da universidade mais antiga de Portugal

Munidas de capas e guarda chuvas, Fabiula e Patrícia deixaram o carro rumo ao centro da cidade que abriga a mais antiga universidade de Portugal. Coimbra parece ser uma cidade bastante especial, que apesar de abrigar muitos jovens, preserva costumes antiqüíssimos, refletidos principalmente na sua arquitetura.

No caminho até o centro de Coimbra apreciamos a típica arquitetura da cidade

No caminho até o centro de Coimbra apreciamos a típica arquitetura da cidade

No caminho até o centro, vimos muitos casarões antigos e subimos um bom par de ladeiras. Por aqui, quem não tem fôlego, não consegue fazer muita coisa. Além de várias, estas ladeiras são bastante íngremes. Haja preparo físico... Passando pelas vielas vazias reconhecemos um som brasileiro. Alguém ouvia os raps de Marcelo D2.

“As novelas brasileiras interferem muito na preferência pelos destinos”, lembra a agente

“As novelas brasileiras interferem muito na preferência pelos destinos”, lembra a agente

Depois do sobe e desce, a primeira parada do dia foi em um cyber café. Página em dia e e-mails respondidos, fomos às agências. Coimbra como em outras cidades portuguesas por onde passamos prefere as praias brasileiras. Foz do Iguaçu aparece em poucos catálogos. Os agentes dizem que a cidade é conhecida, mas que nem sempre é pedida.

Quem resiste aos deliciosos doces portugueses?

Quem resiste aos deliciosos doces portugueses?

Viajar dentro do Brasil não é muito barato, lembram os profissionais. Este é um dos motivos por que os portugueses optam por conhecer apenas as praias nordestinas. O Rio de Janeiro também já não está mais entre os destinos de ponta. Por aqui, as novelas têm uma grande influência na hora da escolha, foi assim com o Pantanal e com o Rio, todo ano alguma região se destaca mais, observou outra agente.

Fabiula com Miguel e Manuel, os novos amigos jornalistas

Fabiula com Miguel e Manuel, os novos amigos jornalistas

Depois de fazermos boa parte das visitas que planejávamos, paramos em uma confeitaria portuguesa. Precisávamos conhecer alguns destes atraentes doces daqui. Na lista dos mais típicos estão o pastel de nata (uma espécie de empada com recheio doce à base de ovos), pastel de Santa Clara (fechado, de massa mais grossa e recheado com um creme de ovos, amêndoas e um toque de canela), pastel de Tentugal (um enrolado de massa folheada, cujo recheio é segredo dos confeiteiros), queijadinha e um pão doce chamado arrufada. Ouvimos todas as explicações, pedimos pra embrulhar e levamos para comer em casa.

Antes de darmos por encerrado o trabalho na rua, deixamos nosso material no escritório do Diário de Coimbra e na sucursal do Jornal de Notícias. Neste último, fomos recebidas por Miguel, o jornalista, e Manuel, o repórter fotográfico. A conversa foi bastante agradável e instrutiva acredito, tanto para nós como para eles. Os dois já estiveram no Brasil. Manuel trabalhou por seis meses no Correio de Pernambuco e Miguel esteve visitando Salvador. Ele disse ter ficado com pena da pobreza do nosso país, lembrando da quantidade de pessoas que pediam dinheiro a ele na rua.

Durante a entrevista, conversamos sobre tudo e percebemos que a profissão de jornalista também não é muito bem remunerada aqui na terra de Camões. Falamos do endividamento pelo qual passa Portugal e sobre as mudanças acarretadas com Euro e a entrada na Comunidade Européia. Até comentamos sobre futebol. Dá-lhe, Porto! Adoramos a conversa. A matéria, prometeu Miguel, deve ser publicada ainda esta semana. Assim que ela sair, colocaremos no site, ok?

  
  

Publicado por em