Pé na estrada novamente

A semana foi ótima. Com as adaptações que fizemos, o carro ficou mais seguro e nossas baterias já estão recarregadas para o que nos espera nessa expedição. O ruim disso tudo é nos despedir dos amigos que fizemos na estrada. E Ulisses é um desses, assim co

  
  

A semana foi ótima. Com as adaptações que fizemos, o carro ficou mais seguro e nossas baterias já estão recarregadas para o que nos espera nessa expedição. O ruim disso tudo é nos despedir dos amigos que fizemos na estrada. E Ulisses é um desses, assim como Mara e outras pessoas incríveis que conhecemos na nossa passagem pela Holanda.

Finalmente a primavera chegou e aparecem as primeiras folhas nas árvores

Finalmente a primavera chegou e aparecem as primeiras folhas nas árvores

Antes de pegar o carro, num passeio a pé pela cidade, observamos que, embora ainda esteja um pouco frio, as marcas do inverno rigoroso já estão ficando pra traz. Nas árvores já brotam as primeiras flores da primavera, os canteiros das casas começam a ser preparados para receber o colorido dos dias mais quentes. Os tamancos ornamentando as paredes não deixam dúvida do país que estávamos.

Casa típica holandesa

Casa típica holandesa

Mas, voltando às despedidas... Elas realmente nunca são fáceis. Mas para Ulisses não demos um adeus, apenas um até breve...

A rodovia estava bastante movimentada. Mas as pistas eram largas e muito bem conservadas. Como iniciamos nossa viagem depois das três da tarde e ainda sem almoço, a fome apertou e estacionamos o motorhome próximo a um posto de combustível para preparar uma comida deliciosa.

Seguimos viagem até cair a noite. Neste domingo terminou o horário de inverno deles, o que significa que todos os relógios foram adiantados em uma hora. Aproveitamos mais esta hora de sol para dirigir. Paramos o carro num estacionamento a menos de 50 quilômetros de Hanôver. Em alguns países da Europa (pelo menos nos três que já passamos), a infra-estrutura disponível é bem interessante para quem viaja de caminhão ou motorhome. A cada poucos quilômetros, quinze talvez, existem locais próprios para uma parada. Os lugares têm banheiro e mesas de cimento para que as pessoas possam fazer um lanche. Outros são ainda melhores. Ao lado de um posto de combustíveis há um imenso pátio para que se passe a noite, além de banheiros, restaurantes, alguns até chuveiro e outros hotéis.

Bem, foi num desses que paramos.Já estávamos cansadas. Não foi difícil adormecer logo depois do jantar.

  
  

Publicado por em