Uma parada em Toulon antes de seguir para a Côte d’Azur

Os dias estão bem mais agradáveis agora. Não sabemos exatamente se as temperaturas aumentaram um pouco de uma forma geral ou se é a região que é mais quentinha mesmo. O que importa é que estamos adorando. Quanto mais quente melhor, principalmente quando s

  
  

Os dias estão bem mais agradáveis agora. Não sabemos exatamente se as temperaturas aumentaram um pouco de uma forma geral ou se é a região que é mais quentinha mesmo. O que importa é que estamos adorando. Quanto mais quente melhor, principalmente quando sabemos que não devemos escapar do frio abaixo de zero e talvez da neve.

O brilho do sol traz um pouco de beleza à marina de Toulon

O brilho do sol traz um pouco de beleza à marina de Toulon

Antes de sairmos, tentamos encher o reservatório de água do carro. Pedimos a um funcionário que fazia a limpeza do McDonald’s se ele poderia fazer isso pra gente, já que ele estava limpando o estacionamento e usando uma mangueira enorme para jogar a água ali por todos os lados. Ele não foi dos mais simpáticos e logo disse que estava atrasado e que não poderia parar, indicando uma torneira do outro lado. Pediu também para que tirássemos o carro dali porque ele precisaria usar uma outra saída de água que estava bem atrás do motorhome. Como nossa mangueira não encaixaria na torneira que ele nos apontou, deixamos a tarefa de encher o tanque pra mais adiante, quem sabe num posto de combustíveis como geralmente fazemos.

Monumento indica o caminho aos navegantes do Mediterrâneo

Monumento indica o caminho aos navegantes do Mediterrâneo

Seguimos para Toulon. Nossa intenção era dar uma parada na cidade para atualizar o site e checar os e-mails. A cidade não tem nada de bonita. A Estação Central onde fomos pedir informações é uma loucura, com gente correndo para todo lado e funcionários em nenhum mapa para oferecer aos turistas que chegam a cidade. Os prédios, a maioria baixos, são acinzentados por causa da fumaça dos carros, e nas janelas muitas grades. Pelo jeito, Toulon não parece ser muito segura. A marina é uma exceção no meio disso tudo e de algumas obras que estão fazendo na rua paralela ao porto.

Com um bom dia de sol, o melhor mesmo é passear

Com um bom dia de sol, o melhor mesmo é passear

No cyber, conseguimos apenas atualizar nossa página. Na nossa caixa de e-mails não conseguimos entrar. O aviso acusava que aquela era uma página não encontrada. Bem que tentamos, mas em vão. Por isso, nos desculpamos com nossos amigos internautas e pedimos para que tenham paciência que logo esperamos estar entrando em contato e respondendo nossos e-mails novamente.

No final do dia um belo pôr-do-sol já na Côte d’Azur

No final do dia um belo pôr-do-sol já na Côte d’Azur

Pegamos a estrada novamente, sempre seguindo pela costa, com destino a uma das regiões mais disputadas do sul da França no verão: a famosa Côte d’Azur. Viajar assim por estradas que vão costeando o mar, ou mesmo um lago, é ótimo. Isso pra não dizer uma bela surpresa a cada curva quando a vista se abre para belos paredões, encostas e praias ao longe. O litoral mediterrâneo é bonito, mas até agora ainda estamos preferindo a região que faz fronteira com o norte da Espanha.

E quem disse que a noite também não traz beleza às marinas?

E quem disse que a noite também não traz beleza às marinas?

Quase no fim do dia chegamos a Saint-Tropez. A expectativa por conhecer esta cidade tão badalada entre os europeus era grande, mas não foi suprida. Os motorhomes e os trailers não são bem-vindos por aqui. Por toda a cidade se espalham placas indicando que por ali é proibido estacionar. Mesmo carros pequenos têm dificuldade de encontrar uma vaga descente pra parar. A cidade é minúscula e não parece oferecer muitas coisas pra se ver ou se fazer a não ser alugar um barco, para os que ainda não tem, e sair para o mar. Como nossa praia não é essa, ficamos um pouco decepcionadas com o lugar.

Como já era tarde pra seguir viagem, decidimos voltar um pouco e parar no estacionamento de um supermercado, pra variar. Escolhemos um bom lugar, fizemos umas compras, jantamos e nos preparamos pra dormir. Quando o silêncio já reinava no carro, fomos surpreendidas com um toc-toc-toc na porta. Adivinha quem era? O segurança do supermercado. Ele veio nos pedir pra que estacionássemos o carro do outro lado, mais próximo do posto de combustíveis, bem ao lado de uma cafeteria. Tudo bem... pelo menos ainda tínhamos uma opção. Imagina ter que sair dali àquela hora e ainda ter que procurar outro lugar pra passar a noite? Ufa...

  
  

Publicado por em