Uma visita à cervejaria mais famosa do mundo... Prost!

Bingo!!!!! Nesta sexta-feira conseguimos encontrar um cyber que tinha leitor de cd e programas para que pudéssemos atualizar a nossa página... É claro, que o preço era maior do que o dobro de outros lugares. É um alívio quando conseguimos deixar o nosso

  
  

Bingo!!!!! Nesta sexta-feira conseguimos encontrar um cyber que tinha leitor de cd e programas para que pudéssemos atualizar a nossa página... É claro, que o preço era maior do que o dobro de outros lugares. É um alívio quando conseguimos deixar o nosso site em dia... Ficamos livres de alguns puxões de orelhas dos nossos amigos internautas que reclamam, com razão, da falta de informações. Aqui conhecemos Ari, um garçom enlouquecido por Fortaleza. Em setembro, está com a viagem marcada para as praias cearenses. Aproveitamos para fazer propaganda das cataratas, mostramos o nosso site e ele adorou as paisagens. Imagina, se não...

Torre da Prefeitura Nova

Torre da Prefeitura Nova

O dia pedia até uma comemoração. É claro, que mesmo fora da época da Oktoberfest, a cidade oferece lugares com música ao vivo, comida típica e muito chopp... E foi num desses que nós fomos. A Hofbräuhaus, fundada em 1585, é a cervejaria mais famosa do mundo e o lugar que todo o turista que chega a Bavária imagina encontrar. Um restaurante imenso com centenas de mesas e bancos de madeira, com garçons em roupas típicas, uma imensidão de canecos de um e meio litro de chopp, comidas saborosas e, é claro, uma bandinha que diverte os clientes com as tradicionais músicas alemãs.

Eurotrip numa Oktoberfest fora de época

Eurotrip numa Oktoberfest fora de época

O que não faltam também são aqueles típicos bebedores de cerveja: cabelos e bigodes grisalhos, uma barriguinha saliente, bermudas coloridas, suspensórios e chapéus com uma pena no lado direito. Eles e os garçons que rasgam os corredores com até 14 canecos de um litro de cerveja nas mãos são as maiores atrações do lugar.

Olha quantas delícias!!!

Olha quantas delícias!!!

Ah! Estava esquecendo, num dos cantos do restaurante fica uma espécie de estacionamento de canecas, onde os clientes mais antigos deixam os seus instrumentos de diversão até a próxima bebedeira. É muito engraçado. Brincadeiras à parte, não estamos fazendo apologia ao álcool. É que é impossível não comentar.

Banda tradicional que anima os turistas na Hofbrauhaus

Banda tradicional que anima os turistas na Hofbrauhaus

Adivinha o que pedimos para comer: Fabiula quis o tradicional joelho de porco, acompanhado de batatas, chucrute e crem (uma pasta feita com raízes); Patrícia escolheu meio marreco assado (não se assustem, ele não era grande), com purê de batatas e Cláudia preferiu duas lingüiças, chucrute, purê de batatas, mostarda e crem. Tudo regado a um litro de cerveja. Como a noite era para provar as delícias alemãs, a sobremesa foi a mais tradicional possível: apfelstrudel (strudel de maçã), com creme de baunilha, frutas vermelhas e chantilly. A noite foi maravilhosa, rimos e nos divertimos muito...

Haja força para carregar tantos canecos...

Haja força para carregar tantos canecos...

Voltamos pra casa mais do que satisfeitas!!!

  
  

Publicado por em