Visitas oficiais na capital tcheca

Depois de várias tentativas frustradas, finalmente conseguimos chegar à Embaixada Brasileira em Praga. O escritório ficava num bairro distante, pegamos duas linhas de metrô, um tram (bonde) e mais um ônibus. Mas valeu a pena, o lugar era tranqüilo, bem ar

  
  

Depois de várias tentativas frustradas, finalmente conseguimos chegar à Embaixada Brasileira em Praga. O escritório ficava num bairro distante, pegamos duas linhas de metrô, um tram (bonde) e mais um ônibus. Mas valeu a pena, o lugar era tranqüilo, bem arborizado, e o principal, fomos bem recebidas por todos.

Jardins floridos no centro de Praga

Jardins floridos no centro de Praga

Na embaixada, entregamos material de divulgação da cidade para dois diplomatas do Secom (setor comercial). Trocamos informações sobre o turismo de Praga e de Foz do Iguaçu. Segundo, Karel Chadim, no ano passado a República Tcheca faturou quatro bilhões de dólares com o turismo. Mas apesar do número ser bastante expressivo eles têm dificuldade em contar o número de turistas que visitam o país. Muitas pessoas da Alemanha e Áustria atravessam a fronteira apenas para comprar comida e abastecer o carro, produtos mais baratos na Republica Tcheca e acabam sendo contados como turistas.

Eurotrip na embaixada brasileira

Eurotrip na embaixada brasileira

O turismo aqui é levado a sério. Encontram-se com facilidade mapas muito bem detalhados da cidade, as explicações dos tickets de transporte são escritos também em inglês, o que facilita muito, já que a língua tcheca é complicadinha. Enfim, os números são reflexo de um trabalho bem feito pela administração do país.

Também conversamos com Tatiana, do Secom

Também conversamos com Tatiana, do Secom

Da embaixada seguimos para o escritório da maior operadora do país. A reunião foi marcada pelo senhor Karel com o proprietário da Fisher, com filiais também na Hungria, Grécia e Polônia. Apesar de tanta estrutura, ficamos um pouco decepcionadas com o número de tchecos que viajam para o Brasil anualmente. A média, segundo František Rygl, é de apenas 30 pessoas. Apesar de todas visitarem também Foz do Iguaçu, ficamos curiosas para saber o motivo de tão pouca procura. Ele nos explicou que o maior problema é o preço das passagens aéreas, muito caras. Por valores bem menores é possível visitar outros países como Cuba ou Sri Lanka, por exemplo. A Fisher oferece cinco pacotes diferentes para o Brasil e Foz está presente em quatro deles.

Eurotrip com o dono da maior operadora Tcheca

Eurotrip com o dono da maior operadora Tcheca

No restante do dia aproveitamos para responder os e-mails que recebemos diariamente, um prazer que não abrimos mão. Como é bom conversar com os amigos que deixamos no Brasil e com os outros que fazemos pelo caminho. É incrível como nos correspondemos com pessoas que nunca vimos pessoalmente, mas que já nos são tão próximas graças à internet, amigos fiéis que conquistamos pelas estradas da vida.

Imagem milagrosa do Menino Jesus de Praga

Imagem milagrosa do Menino Jesus de Praga

Conhecemos o bairro judeu de Praga, onde ficam as sinagogas e o cemitério, a lenda de Golen (um ser de barro criado por um rabino para proteger os judeus há mais de duzentos anos). O dia de visitas ecumênicas continuou na Igreja da Nossa Senhora das Vitórias onde fica a imagem do Menino Jesus de Praga. A história da imagem feita de cera é encatadora. Dizem que foi feita por um monge que viu ao seu lado o Menino Jesus. Comenta-se que a imagem é milagrosa. Não perdemos tempo e fizemos os nossos pedidos...

O dia estava escaldante e para refrescar o calor e fechar o dia com chave de ouro, procuramos um bar para tomarmos uma cervejinha... Queríamos um bar ao ar livre, na parte turística da cidade e que não fosse caro, uma missão quase que impossível. Entramos e saímos de vários, até que a Cláudia parou na frente de um que anunciava shows de jazz. O bar ficava num porão e descemos por pura curiosidade. O lugar era bastante aconchegante e acabamos ficando. Tomamos um chopp delicioso e de quebra assistimos ao ensaio do show que só iria começar às nove e meia da noite. Apesar de ouvirmos repetidamente as mesmas músicas, adoramos e fomos para casa satisfeitas depois do nosso primeiro show ao vivo na Europa.

  
  

Publicado por em