Bruxelas - Bélgica

informações - A cidade, com cerca de 1 milhão de habitantes, é chamada de capital da Europa por ser sede da União Européia. Como toda cidade grande, o trânsito é caótico. Além dos carros locais, diariamente outros 400 mil veículos de quem mora nas cidades

  
  

informações - A cidade, com cerca de 1 milhão de habitantes, é chamada de capital da Europa por ser sede da União Européia. Como toda cidade grande, o trânsito é caótico. Além dos carros locais, diariamente outros 400 mil veículos de quem mora nas cidades próximas e trabalha em Bruxelas circulam pelo centro. Achar uma vaga de estacionamento mesmo pago pode levar mais de uma hora e ainda é preciso contar com a sorte.. Duas horas custam cerca de 2,50 euros. Bruxelas é dividida em duas áreas principais, a baixa e a alta. Na cidade baixa vivem operários e imigrantes. Na alta, a aristocracia divide espaço com os prédios da Comunidade Européia.

Vista da Grand Place, a principal de Bruxelas

Vista da Grand Place, a principal de Bruxelas

principais atrações - Catedral de St. Michel e Ste. Gudule; Centre Belge de la Bande Dessinée; Grand Place; Manneken Pis; Musel de Belas Artes; Palácio Real; Parque do Cinqüentenário; Parlamento Europeu; Jardim Botânico; Bruparck; Mini Europa e Atomium.
Grand Place (Patrimônio Cultural da Humanidade) - Esta é a primeira parada de qualquer turista que visita Bruxelas. A principal praça histórica da cidade existe desde o século 11. O Hôtel de Ville, onde hoje funciona a prefeitura, foi construído no século 15 e é considerado o prédio público mais belo do país, uma obra-prima em estilo gótico. A torre principal tem 96 metros de altura e no topo vê-se uma estátua de São Miguel, padroeiro da cidade. Outras 137 estátuas de pedra adornam as fachadas do prédio. Em 1965, dois dias de intensos bombardeios destruíram a praça, sobrando apenas a prefeitura e duas outras fachadas. O esforço dos mercadores locais fez com que em pouco tempo tudo estivesse reconstruído, formando o belíssimo conjunto barroco de hoje.
Manneken Pis - A pequena estátua de um menino fazendo xixi é a atração mais curiosa de Bruxelas. A estátua original em bronze medindo cerca de 1 metro foi esculpida e posta no local em 1619. Hoje o que se vê é uma réplica feita em 1817 depois de ter sido roubada por um ex-presidiário. A origem de tal monumento é desconhecida, mas várias lendas colaboram com o ar misterioso da história. Uma das lendas conta que no século 12 o filho de um duque foi pego urinando em uma árvore no centro de uma batalha. O ato foi marcado com a construção da estátua simbolizando a coragem militar. Em 1968, um governador da cidade criou um costume que perdura até hoje: vestir o menino com trajes diferentes. A coleção já ultrapassa 400 modelitos. A algumas quadras dali, outra estátua, desta vez a de uma menina, também aparece fazendo xixi.
Catedral de St. Michel e Ste. Gudule - A igreja de fachada de calcário branco existe no local desde o século 11. Diferente de outras, esta igreja tem no seu interior um ar mais simples devido aos saques e roubos ocorridos durante a Revolução Francesa, mas vale a pena ser visitada. As esculturas de santos chamam a atenção. O púlpito barroco esculpido pelo escultor de Antuérpia, Hendrik Frans Verbruggen, se encontra na nave central e é esplêndido. Nos corredores e no fundo da catedral, é possível acompanhar uma mostra fotográfica de momentos que vão desde a visita do papa João Paulo II à catedral até o casamento da princesa Matilde e as obras sociais da igreja.
Basílica Nacional de Koekelberg - A basílica é considerada a quinta maior igreja do mundo. Da parte mais alta dela, comentam os belgas, é possível ter a vista mais bonita da capital. A igreja fica na saída de um dos túneis de Bruxelas. Na frente, um grandioso jardim é cuidadosamente mantido, sob ele passa o túnel. Fique atento ao horário de visitação. No verão, das 9h às 17h e, no inverno, das 10h às 16h. A entrada é grátis.
Atomium - Assim é chamado o símbolo de Bruxelas. O Atomium é a representação de uma molécula de ferro ampliada 165 bilhões de vezes, construída em 1958 para uma exposição mundial. Hoje ela abriga um pequeno museu e no topo um restaurante com vista panorâmica. O Atomium faz parte de um complexo temático que inclui ainda a Mini-europa com mais de 300 miniaturas das principais atrações européias, o Kinepolis com 29 salas de cinema e também o Océade, um parque tropical de águas quentes com escorregadores gigantes e praia artificial. Tudo é pago. O que é possível admirar sem gastar nada é o Atomium. À noite, a iluminação o deixa mais encantador do que durante o dia.
Parque do Cinqüentenário - O parque é imenso e foi construído onde antes havia um pântano. A inauguração é datada de 1880, na comemoração do jubileu de ouro da independência belga. Em cada lado dos arcos, existem grandes pavilhões que foram sede de feiras comerciais e que hoje abrigam museus. O parque é aberto durante o ano todo. Não é necessário pagar para conhecê-lo.
museus - Se você gosta de museus, Bruxelas oferece várias opções: les Musées Royaux dês Beaux-Arts, le Musée des Instruments de Musique, le Palai de Charles de Larraine, entre outros. Na central de informações na Grand Place, você poderá comprar um passaporte para visitar museus, exposições e apreciar concertos. Ele é vendido somente para os domingos. O preço é de 11 euros para adultos e 5,50 para menores de 18 anos, estudantes e desempregados. Mais informações pelo site: www.montesarts.be .

Estátua do menino fazendo xixi

Estátua do menino fazendo xixi

Brasil em Bruxelas - Se der saudade do tempero brasileiro, existem em Bruxelas vários restaurantes e bares onde se pode desfrutar da comida típica da terrinha, quase sempre acompanhada de samba e outros ritmos nacionais.
Aquarela Brasil: Chaussée d’Alsemberg, 48 1180 - Bruxelas.
La Cantina: Rue Saint-Géry, 31 - 1000 Bruxelas.
Canoa Quebrada: Rue du Marché au charboon, 53 - 1000 Bruxelas.
Dona Flor: Rue Chaussée de Waterloo, 375 – 1050 Bruxelas.
Planet Brasil: Impasse de la Fidélité, 4A – 1000 Bruxelas. Este restaurante é o que nós fomos visitar. A comida é saborosa, a decoração encantadora e o atendimento ótimo. O rodízio de carnes é acompanhado por um buffet de pratos típicos, como feijoada, farofa e moqueca de peixe. O preço varia de 25 a 35 euros por pessoa, incluindo a sobremesa. Uma caipirinha custa 7 euros. A noite termina com um show com mulatas e samba para os convidados.

Atomium - um dos principais atritivos da capital

Atomium - um dos principais atritivos da capital

não perca - Um passeio a pé pelos arredores da Grand Place fascina qualquer visitante. Maître de pequenos restaurantes localizados nas charmosas ruelas convidam quem passa para uma saborosa refeição. As mesas ocupam as calçadas das vielas. O atrativo fica por conta dos frutos do mar expostos à disposição do cliente.
- Quando estiver em Bruxelas, consulte a agenda de shows do cantor e compositor brasileiro Grafite no site www.grafite.be .Influenciado pela Tropicália e pelo movimento musical de Curitiba, incluindo seu pai Lápis e o poeta e parceiro Paulo Lemisnky, Grafite procura também colocar em sua música os ritmos de diferentes partes do Brasil.

Ao fundo, a Maison du Roi, na Grand Place

Ao fundo, a Maison du Roi, na Grand Place

vale a pena - Se você gosta da cultura espanhola, conheça o Centro Galego de Bruxelas: La Tentation. O lugar onde hoje funciona a casa já foi uma fábrica de tecidos. O pé direito alto permitiu um bom aproveitamento do espaço. Apesar da grandiosidade do local, a decoração é bem intimista. No térreo, funciona um bar com espaço para shows e no primeiro andar, um restaurante serve as delícias da comida espanhola. O endereço é Rue de Laeken, 28 – 1000 Bruxelas. Mais informações no site www.latentation.org

curiosidades – Não deixe de passar pela frente da embaixada dos Estados Unidos na Bélgica, que fica em Bruxelas. Não tem como errar. Na rua, existem vários prédios diplomáticos. Logo você identificará a embaixada e entenderá porquê é uma curiosidade. Além da tradicional bandeira, os americanos simplesmente fecharam a rua com barricadas de arame farpado e dois tanques de guerra. Segundo quem mora na capital belga, não tem nada a ver com o Iraque, os Estados Unidos fizeram isso imediatamente depois dos ataques de 11 de setembro e está assim até hoje. Cuidado na hora de fotografar, os guardas que ficam de plantão na frente do prédio não gostam nada disso e quase avançam em quem tenta quebrar essa regra que eles impuseram.

A Lufthansa voa diariamente para Bruxelas, na Bélgica, com conexão em Frankfurt. Até 25 de abril, a passagem aérea em classe econômica, ida e volta, custa US$ 827 de segunda a quinta-feira e US$ 856, de sexta a domingo. Para mais informações e reservas, basta ligar (11) 3048 5800 e no Rio (21) 3687 5000. Ou pela Internet www.lufthansa.com.br

  
  

Publicado por em

Fernanda Guedes

Fernanda Guedes

07/01/2010 13:37:40
Já fui três vezes e posso dizer que vicia! Bruxelas é especial. Se a vontade for conhecer a essência do que brasileiros consideram "Europa" esse é o lugar! O que não dá pra perder... a vista do Cinquentenário no final da tarde, impagável!

Lara Silvestre

Lara Silvestre

12/10/2009 11:09:57
Sou brasileira e estou pouco a pouco conhecendo essa cidade com seus predios historicos, o friozinho do outono atrapalha um pouco quem esta acostumada com o calor de Alagoas (nordeste). Realmente a arquitetura é uma obra prima, fiquei imprecionada com a quantidade de igrejas. Mas, a saudade da comida brasileira é muito forte e presente, não que aqui não tenha pratos deliciosos, mas, pra quem é acostumada a comer cuscuz com charque, é de doer a alma. Mas, o frio é o de menos, a cidade é linda de dia e de noite. Só não esperem contar com sorrisos dos belgas, eles são muito desconfiados e um sorriso é raridade aqui. Porém, vale a pena conhecer e curtir um pouco desse pedacinho de Europa. Voilà!!!

Equipe EcoViagem

Equipe EcoViagem

Lara, Que experiência magnífica você está tendo por aí, hein!! Ficamos felizes em poder ter seu relato aqui!! Vale como dica àqueles que estão em dúvida quanto à viagem. Forte abraço aquecido, já que o frio é grande! Equipe EcoViagem
Priscila Bessa

Priscila Bessa

11/10/2009 23:19:51
Adorei as dicas de restaurantes brasileiros...
Estou na China e partirei para a Bélgica em 2 dias...
Não vejo a hora de saborear uma das delícias do nosso país... Valeu!

Equipe EcoViagem

Equipe EcoViagem

Opa Priscila!! Como é viver na China hein?! Temos curiosidade em saber!! hehe que bom que gostou das dicas, sendo assim, boa viagem!! Abraços Equipe EcoViagem
Liliana

Liliana

12/01/2009 23:08:33
Eu tive o prazer de conhecer a Belgica, Bruxelas é uma Cidade encantadora, sua arquitetura cheia de magia e beleza foi maravilhoso estar lá...tudo de bom...

Fláo Camelo

Fláo Camelo

26/11/2008 22:15:55
gostaria de saber preço da passagem de goiania para bruxelas e onde faz conexao. Obrigado