Blogs > Eurotrip > Dicas de Viagens > 

Gent - Bélgica

informações - A poucos quilômetros à esquerda de Bruxelas fica Gent, uma cidade de 240 mil habitantes que prosperou entre os séculos 13 e 14 graças ao comércio de tecidos. Aqui esqueça o Francês, os moradores de Gent, bem como em Bruges e Antuérpia falam

11 de Março de 2003.
Publicado por Equipe EcoViagem  

informações - A poucos quilômetros à esquerda de Bruxelas fica Gent, uma cidade de 240 mil habitantes que prosperou entre os séculos 13 e 14 graças ao comércio de tecidos. Aqui esqueça o Francês, os moradores de Gent, bem como em Bruges e Antuérpia falam o Flamengo. Os moradores de Bruxelas reconhecem que a maior parte da riqueza do país se concentra nessas cidades do norte.

Como Veneza, na Itália, em Gent, os canais também cortam a cidade

Como Veneza, na Itália, em Gent, os canais também cortam a cidade

como chegar - Saindo de Bruxelas é só pegar a rodovia A10, que também tem o nome de E40, e seguir em direção a Gent. A viagem é rápida e a estrada é excelente. Não há cobrança de pedágio na Bélgica.

Quadro famoso de van Eyck

Quadro famoso de van Eyck

o que ver - A cidade oferece uma variedade de lugares interessantes. Entre eles: dois castelos medievais, muitos museus, conventos, igrejas e prédios históricos. Segundo os guias de Gent, em nenhuma outra cidade da Bélgica existe uma listagem com tantos monumentos.

Detalhe do quadro  “A Adoração do Cordeiro Místico” , de 1432

Detalhe do quadro “A Adoração do Cordeiro Místico” , de 1432

Catedral Saint-Bavon - A primeira parada pode ser a Catedral Saint-Bavon, localizada em frente à uma praça bem no centro da cidade. Numa capela lateral está um dos quadros mais célebres da Europa: “A Adoração do Cordeiro Místico” pintada pelo pintor flamengo Jan van Eyck, em 1432. Para observar a obra original é necessário pagar 2,50 euros. Na sala, o visitante recebe um fone de ouvido com o qual ouve informações sobre a obra em francês, inglês, alemão, flamengo, espanhol e italiano. Se você se contenta em apenas observar e prefere não pagar 2,50 euros existe uma cópia da obra bem perto do altar da catedral. Mas a dica da Eurotrip é que você desembolse esse valor e se delicie num mergulho à arte flamenga.
O original está na catedral desde 1986. A obra é composta por doze telas na frente e mais quatro na parte de trás, como se fosse uma janela. É que há muitos anos atrás a obra só era vista aberta aos domingos e nos feriados, nos demais dias ela permanecia fechado e somente o que se podia ver era a parte de trás. O quadro traz a representação de Adão e Eva, Virgem Maria, São João Batista, no centro uma controvérsia, uns dizem que é Jesus Cristo, outros dizem que é Deus. Alguns estudiosos dizem que essa foi a verdadeira intenção de van Eyck confundir Jesus e Deus numa mesma pessoa para fortalecer a Unidade. Abaixo aparecem papas, santos, santas, os apóstolos e pessoas que fazem parte do povo.
Ficamos quase uma hora em frente à obra e com certeza não vimos todos os detalhes.
Na catedral, pode-se encontrar a obra de outro grande pintor P.P. Rubens: “A entrada de San Bavón na abadia de Gent”, esta datada de 1624. A igreja abriga também estátuas gigantes de santos, mausoléus de personalidades importantes da igreja e outras obras de arte. No subsolo do prédio, existe um museu com várias peças que fizeram parte da história do lugar. A catedral mantém em destaque crucifixos e candelabros que foram presente de Napoleão Bonaparte quando ele visitou Gent em 1803.
Het Gravensteen ou Castelo dos Condes - A construção faz parte da arquitetura do velho bairro medieval. Parte do castelo que pertenceu aos condes de Flandres, data do século 12, enquanto outras áreas foram construídas mais tarde. No local, o visitante pode observar uma coleção de armas e de armaduras e conhecer os métodos de tortura usados no castelo. A réplica de uma guilhotina que foi usada entre 1796 e 1861 está em exposição, sendo a navalha verdadeira. Infelizmente, as salas não guardam nenhuma mobília da época, tampouco quadros e outros utensílios. A visita é interessante e custa 6,20 euros. No verão permanece aberta das 9h às 18h e no inverno das 9h às 17. Os ingressos são vendidos até 45 minutos antes do castelo ser fechado à visitação. A visita pode ser feita em menos de uma hora.
outras atrações - Em Gent, você pode visitar ainda a prefeitura da cidade, a imensa torre Belfort e os museus locais.
Brasil em Gent - O sabor brasileiro também pode ser apreciado em Gent. A casa chama-se Restaurant Brasil e fica na Emiel Braunplein (Galery Bourdon Árcade) 900 Gent.
não perca - Você não pode deixar de dar um passeio a pé durante o dia e também à noite pela cidade. Na Graslei, rua pitoresca que margeia o rio Leie, podem ser vistos prédios preservados da Idade Média. Os prédios são ricamente iluminados para deixar as ruas de Gent ainda mais charmosas.

Sala de torturas no castelo medieval

Sala de torturas no castelo medieval

A Lufthansa voa diariamente para Bruxelas, na Bélgica, com conexão em Frankfurt. Até 25 de abril, a passagem aérea em classe econômica, ida e volta, custa US$ 827 de segunda a quinta-feira e US$ 856, de sexta a domingo. Para mais informações e reservas, basta ligar (11) 3048 5800 e no Rio (21) 3687 5000. Ou pela Internet www.lufthansa.com.br

Vista da cidade do alto do castelo

Vista da cidade do alto do castelo

Compartilhar nas Redes Sociais

Comentários


 

Últimos boletins

  • 12/Jan/04 Barcelona – Espanha A cidade de Barcelona, capital da Catalunha, abriga um dos portos mais movimentados do mar Mediterrâneo. Com ruas amplas e cercada pelas obras do arquiteto Antoni Gaudí, a cidade rivaliza com Madri o posto de cidade mais importante da Espanha em cultura,
  • 3/Jan/04 Espanha – gerais Vários países dentro de um único. Assim é a Espanha, o terceiro maior país da Europa, com uma população que se aproxima dos 40 milhões de pessoas. Uma nação de quatro idiomas oficiais (espanhol, euskera, galego e catalão), com duas metrópoles (Madri e Bar
  • 22/Dez/03 Faro – Portugal De origem pré-romana, a cidade já foi chamada antigamente de Ossónoba, um dos mais importantes centros urbanos da região sul de Portugal. Em 713 d.C. foi ocupada pelos árabes que construíram a sua fortificação. Em 1249 foi conquistada pelo rei português D
  • 17/Dez/03 Lagos – Portugal A cidade de Lagos fica em uma das maiores baías do Algarve, foi a capital da região entre 1576 e 1756 e no século 15 tornou-se um importante centro naval, transformando-se no primeiro mercado de escravos da Europa. As construções da cidade obedecem um bra
  • 12/Dez/03 Sintra - Portugal A pequena cidade de Sintra tem 23 mil habitantes e no seu auge era o local preferido de veraneio dos reis portugueses. O centro histórico é cheio de agradáveis restaurantes e vielas estreitas. É nele também que fica o Palácio Nacional de Sintra, que chama
  • 9/Dez/03 Abadia em Batalha, Santuário de Fátima e Pegadas de Dinossauros – Portugal São poucos quilômetros de distância que separam três lugares interessantíssimos em Portugal: a encantadora Abadia dominicana de Santa Maria da Vitória, em Batalha, o Santuário de Nossa Senhora de Fátima e o povoado de Bairro, onde ficam as Pegadas de Dino
  • 4/Dez/03 Porto – Portugal Segunda maior cidade de Portugal e a mais imponente do Norte do país, Porto deu o seu nome ao famoso vinho. Sua rica história e conjunto arquitetônico lhe garantiram o título de Patrimônio Mundial da Humanidade cedido pela Unesco. No interior das igr
  • 3/Dez/03 Lisboa (parte II) – Portugal Comece um passeio pelo centro de Lisboa pelo Arco do Triunfo, na Praça do Comércio (mais detalhes sobre a praça ver em Lisboa (parte I). Siga pela rua Augusta até a Praça do Pedro IV, também chamada de praça do Rossio. Neste caminho, você encontrará a pou
  • 2/Dez/03 Lisboa (parte I) – Portugal A capital portuguesa é uma mistura de cidade pequena e metrópole. Bem no centro de Lisboa, é comum encontrar ruas espremidas e casarios antigos com as tradicionais roupas penduradas nos varais, lençóis gigantescos, camisas, calças, toalhas... O bairro da
  • 29/Nov/03 Coimbra – Portugal Uma das mais antigas cidades universitárias da Europa, Coimbra preserva as seculares tradições acadêmicas nas capas negras dos estudantes, no lírico fado, na Festa da Queima das Fitas – tradição de mais de 700 anos mantida pelos universitários - e na agit

Veja também

Bruges - BélgicaBreendonk - Bélgica

 

editar    editar    editar    6.371 visitas    0 comentários