Grão-Ducado de Luxemburgo - geral

informações - De economia baseada na atividade bancária, Luxemburgo desenvolveu-se e ainda se mantêm graças ao esforço de muitos estrangeiros que acolheu desde a sua fundação no ano de 963 e mais tarde por conta de leis de incentivo à imigração. No início

  
  

informações - De economia baseada na atividade bancária, Luxemburgo desenvolveu-se e ainda se mantêm graças ao esforço de muitos estrangeiros que acolheu desde a sua fundação no ano de 963 e mais tarde por conta de leis de incentivo à imigração. No início, a população era formada por parentes de nobres e de famílias importantes da Europa. Com a declaração dos direitos de cidadania aos moradores da região, uma avalanche de comerciantes e artesãos tomou conta do emergente reinado. Hoje, um terço dos 440 mil habitantes são estrangeiros.

Castelo medieval de Vianden, um dos mais bonitos da Europa no estilo

Castelo medieval de Vianden, um dos mais bonitos da Europa no estilo

Para os que pensam em Luxemburgo como um destino turístico, são grandes as vantagens, embora o grão-ducado esteja fora dos roteiros tradicionais de viagem à Europa. Menor que o estado de Santa Catarina, o país pode ser conhecido de uma ponta a outra de carro ou, como muitos europeus preferem, de motorhome e trailer. Grandes rodovias existem apenas próximas à capital, mas as pequenas estradas do interior são bem conservadas e a paisagem agrada ao viajante. Castelos e cidades medievais encantam os que preferem a tranqüilidade das pequenas e receptivas cidades.

Colunas da Capela Superior do Castelo de Vianden

Colunas da Capela Superior do Castelo de Vianden

Ao chegar a Luxemburgo procure se acostumar às placas, publicações e diálogos em francês, alemão e luxemburguês, as três línguas oficiais do país. Outros idiomas também podem ser ouvidos sendo praticados por alguns dos cerca de 150 mil estrangeiros que vivem no grão-ducado. Nas principais cidades turísticas, os visitantes encontram informações no seu idioma e descobrem sem problemas as preciosidades desta minúscula nação no centro da Europa.

Rolos de trigo na paisagem agrícola de Luxemburgo

Rolos de trigo na paisagem agrícola de Luxemburgo

circulando - Os luxemburgueses se orgulham de suas áreas verdes, preservadas em dois grandes parques nacionais. Além da capital ao sul com as histórias, ruínas e casamatas que encenam a origem do país, as cidades de maior destaque são Vianden, na fronteira com a Alemanha, e Clervaux, bem ao norte de Luxemburgo. Todas as regiões do território são caracterizadas por suas paisagens medievais e vida pacata. O ideal mesmo é percorrer o país de carro e aproveitar o que as cidadezinhas oferecem de melhor: a boa receptividade dos moradores e os cenários tipicamente europeus de vales e montanhas.

Vista da cidade de Clervaux

Vista da cidade de Clervaux

A cidadezinha de Vianden possui menos de dois mil habitantes. Entre os moradores mais célebres está o famoso escritor francês Victor Hugo (de Os Miseráveis), que viveu ali fugido de perseguições políticas. A maior atração do vilarejo é o Château de Vianden, um castelo medieval construído entre os séculos XI e XIV, considerado uma das maiores e das mais bonitas residências feudais dos períodos romântico e gótico da Europa. É difícil dizer se a vista é mais interessante durante o dia ou à noite, quando o complexo fica todo iluminado.

Interior da Catedral de Nôtre-Dame na capital Luxemburgo

Interior da Catedral de Nôtre-Dame na capital Luxemburgo

Clervaux também é um encanto, sem contar a estrada que leva de uma cidade a outra. A rodovia é estreita, corta montanhas e planícies. A charmosa cidade também abriga um castelo, hoje transformado em museu. Além do próprio Château de Clervaux e seus salões, pode-se ver ainda uma exposição permanente sobre a Segunda Guerra Mundial e outra somente de fotografias que leva o nome de “A Família do Homem”. O Brasil aparece em três cenas capturadas pelo fotógrafo Leonti Planskoy.

A mostra foi organizada por Edward J. Steichen, norte-americano de descendência luxemburguesa, para promover o entendimento entre as pessoas. A coleção reúne 503 trabalhos de 273 fotógrafos profissionais e amadores de 68 países. Os temas baseiam-se no amor e na fé no homem, no trabalho, família, educação, crianças, guerra e na paz. Vale a pena a parada para um momento de reflexão. Depois, um piquenique à beira da estrada é uma ótima opção para se desfrutar do país, principalmente no verão.

na internet - www.luxemburgo-city.lu/touristinfo/ , www.lcto.lu , www.ont.lu

A Lufthansa voa para Luxemburgo com saida de Sao Paulo. Para embarque até 12 de outubro na classe econômica, a passagem aérea custa US$ 755 durante a semana e US$ 780 de sexta a domingo, com conexão em Frankfurt. Para mais informações e reservas, basta ligar (11) 3048 5800 e no Rio (21) 3687 5000. Ou pela Internet
www.lufthansa.com.br

  
  

Publicado por em