Londres (Parte II) – Inglaterra

A London Eye, a maior roda gigante do mundo, é uma das mais recentes atrações da cidade. Construída no ano 2000 para comemorar a chegada do novo milênio, tem 135 metros de altura. Uma volta dura cerca de meia-hora e oferece uma visão privilegiada da cidad

  
  

A London Eye, a maior roda gigante do mundo, é uma das mais recentes atrações da cidade. Construída no ano 2000 para comemorar a chegada do novo milênio, tem 135 metros de altura. Uma volta dura cerca de meia-hora e oferece uma visão privilegiada da cidade.

A vista do Parlamento durante a noite

A vista do Parlamento durante a noite

O prédio do Parlamento é um dos mais famosos cartões-postais da capital inglesa. Desde o século 16, o prédio é sede das duas câmaras do Parlamento – a dos Lordes e a dos Comuns. A Torre do Relógio é onde está o Big-Ben, sino de 14 toneladas instalado em 1858.

A placa que indica a estação de metrô

A placa que indica a estação de metrô

É na Abadia de Westminster que acontecem as cerimônias reais. Coroações, casamentos e até os sepultamentos dos monarcas britânicos são feitos no local. A última coroação realizada em 1953, da atual rainha Elizabeth, foi a primeira transmitida pela televisão.

Táxi preto, modelo típico da cidade de Londres

Táxi preto, modelo típico da cidade de Londres

O Palácio de Buckingham é a residência oficial da rainha em Londres. Erguido no século 18, passou por uma reforma em 1826 a pedido de Jorge IV para se transformar em residência real, mas foi só em 1837 que o primeiro monarca se mudou para o local, a então rainha Vitória. Sempre que a família real está no palácio, é hasteado o estandarte real. A famosa cerimônia de troca de guarda acontece no pátio em frente ao edifício. O desfile, com meia-hora de duração, atrai muitos turistas e os melhores lugares são muito concorridos.

A antiga e tradicional cabine telefônica inglesa

A antiga e tradicional cabine telefônica inglesa

Londres possui muitos parques, mas o mais famoso é o Hyde Park. A propriedade fazia parte das terras da Abadia de Westminster e era usado apenas pela família real. Jaime I foi quem abriu o parque ao público no início do século XVII. Em pouco tempo o parque tornou-se um dos lugares mais elegantes da cidade. Com os anos o Hyde Park passou a atrair, infelizmente, duelistas e salteadores. Por isso, Guilherme III mandou instalar 300 lampiões na Rotten Row, que se tornou a primeira rua iluminada da Inglaterra. Em 1872 o país aprovou uma lei que permite a todas as pessoas falar sobre qualquer assunto. Desde então foi criada a Speaker’s Córner (esquina dos oradores). Aos domingos muitas pessoas param para ouvir os eloqüentes discursos de anônimos oradores.

A Londres de hoje pouco lembra a cidade soturna onde atacava o maníaco Jack – O Estripador, que abordava e matava com requintes de crueldade as prostitutas da cidade. Mas, as histórias sobre o mais famoso assassino londrino continuam vivas e se você quiser conhecer um pouco mais sobre elas pode se informar em agências de turismo que oferecem walk tours, passeios a pé, durante a noite pelos locais preferidos por Jack para fazer suas vítimas.

A vida em Londres não é barata, muito menos para os brasileiros que recebem em reais e gastam em pounds (libras esterlinas), mas é possível conhecer a cidade sem gastar muito. A linha de metrô da cidade é a mais antiga e uma das maiores do mundo, chamada de “tube” pelos londrinos. É possível comprar passes diários, semanais e mensais, o que significa uma grande economia. Os passes dão direito a usar além do metrô as linhas de ônibus da cidade. Só é preciso prestar muita atenção nas zonas de abrangência. A cidade é dividida em várias áreas e os tickets de metrô devem ser colocados nas catracas tanto na entrada quanto na saída da linha e se o seu ticket não for válido para aquela área a roleta não é liberada. Tome cuidado, os fiscais estão por todos os lados das estações. A multa por andar sem o ticket válido nos metrôs é de 10 pounds e nos ônibus 5 pounds. Apesar de se ver muitos policiais nas ruas, cuidado com os batedores de carteira que costumam assaltar turistas e moradores descuidados. Esteja sempre atento com a sua segurança.

Se bater aquela saudade da música brasileira a dica é passar na Mizz Brazil, 783 Harrow Road (estação de metrô – Kelsal Green da Bakerloo Line) ou navegue pelo site www.mizzbrazil.com . Para quem está pensando em se aventurar na terra da rainha para trabalhar e precisa arrumar um lugar pra morar é só procurar a M. L. Properties, www.mlpropertieslondon.co.uk ou marinalourdes@yahoo.com.br . O endereço é 43 ALLOA ROAD, SURREY QUAYS, LONDON SE8 5AH, TEL:0208-6927877 e 07931-747466. Para enviar dinheiro para alguma conta bancária no Brasil procure a Vip Money Transfer, 42 Oxford Street W 1D, ou pela internet no site www.vipmoneytransfer.co.uk .

A Lufthansa voa para Londres saindo de São Paulo - para embarque até 12 de outubro na classe econômica, a passagem aérea custa US$ 755 durante a semana e US$ 780 de sexta a domingo, com conexão em Frankfurt. Para mais informações e reservas, basta ligar (11)3048 5800 e no Rio (21) 3687 5000. Ou pela Internet www.lufthansa.com.br

  
  

Publicado por em