Polônia - gerais

Informações – A Polônia tem uma população de 39 milhões de habitantes. A grande maioria segue a religião católica e tem profundo respeito pelos símbolos e tradições. Mesmo com os 44 anos de comunismo, o catolicismo não perdeu a força no país. O povo orgul

  
  

Informações – A Polônia tem uma população de 39 milhões de habitantes. A grande maioria segue a religião católica e tem profundo respeito pelos símbolos e tradições. Mesmo com os 44 anos de comunismo, o catolicismo não perdeu a força no país. O povo orgulha-se de ter um polaco como o líder da Igreja Católica Apostólica Romana: Karol Wojtyla, o Papa João Paulo II.

Bonecas típicas da cultura do Leste Europeu

Bonecas típicas da cultura do Leste Europeu

O país tem tradição na educação e conta com a sexta universidade mais antiga do mundo, que fica em Cracóvia, antiga capital. A cidade tem 700 mil habitantes. Além do papa, a Polônia tem cidadãos ilustres como o compositor clássico Chopin, o astrônomo Nicolau Copérnico e o líder político, e prêmio Nobel da Paz, Lech Walensa.

Ninho de cegonha, ave comum na Polônia

Ninho de cegonha, ave comum na Polônia

Gastronomia - Para quem gosta de provar delícias mundo afora, a Polônia tem muito a oferecer. Desde os tradicionais pierogis (uma espécie de pastel cozido na água que pode ser recheado de repolho ou de batata com ricota ou ainda de carne com repolho. Existe ainda o pierogi doce, de morangos), bigos (um picadinho de repolho, carne de gado e de porco, lingüiça, cebola e farinha) a kasza (mingual de trigo sarraceno solto). PS: A expedição tem ressalvas quando à kasza, ninguém gostou muito, mas tire a dúvida você mesmo). A culinária polaca tem ainda diversas sopas. Nós provamos a de beterraba, bastante saborosa.

Pierogi - prato típico que a Eurotrip recomenda

Pierogi - prato típico que a Eurotrip recomenda

A vantagem da Polônia, se comparada a outros países da Europa, é o preço dos restaurantes. Mesmo os mais caros, são bem mais em conta do que os que encontramos na Alemanha, Bélgica e Holanda. A maioria deles tem uma decoração primorosa. Parece que estamos entrando no porão da casa da vovó...

O astrônomo polaco Nicolau Copérnico

O astrônomo polaco Nicolau Copérnico

História - O último século foi bastante duro para a Polônia, especialmente no período da Segunda Guerra. A ocupação começou em 1939. Segundo Ulisses Iarochinski, no livro Saga dos Polacos, mais de 25% da sua população (Polônia) foi completamente dizimada, sua capital (Varsóvia) transformada em ruínas, sua população anteriormente multirracial tornou-se 100% polaca e seu futuro político foi determinado por potências estrangeiras sem a sua participação. A fúria nazista sobre a Polônia tinha um apelo forte. O país era o que concentrava o maior número de judeus da Europa. Depois de 1945, a Polônia e outros países do Leste Europeu ficaram sob a dominação comunista. Mas os ideais de Marx não se concretizaram como se idealizara. Reconhecidamente, o comunismo aqui não foi tão bom como se propunha. A geração de jovens de hoje parece um pouco perdida porque nasceu e está crescendo exatamente na fase de transição do comunismo para o regime democrático. Mas, em sua maioria, são otimistas e carregam muita esperança de tempos melhores.

Curiosidade – Não deixe de ver a TV polaca, principalmente os filmes estrangeiros. A dublagem é feita por um dublador apenas. Seja homem, mulher ou criança. Todos recebem a mesma voz. Vale a pena, é divertido.

Preste atenção – Nas estradas que cortam o país, você vai se deparar com dezenas de cruzes ao longo da rodovia e também vários ninhos gigantescos de cegonha no alto de postes de luz. A ave é muito comum na Polônia.

Mais informações sobre a Polônia você pode obter nos sites: www.ui.jor.br e www.polacos.impg.com.br

A Lufthansa voa diariamente para Varsóvia, na Polônia, com conexão em Frankfurt. Até 25 de abril, a passagem aérea em classe econômica, ida e volta, custa US$ 741 de segunda a quinta-feira e US$ 766, de sexta a domingo. De 26 de abril a 20 de junho, a passagem aérea em classe econômica para Varsóvia, ida e volta, custa US$ 770 de segunda a quinta-feira e US$ 794, de sexta a Domingo. Para mais informações e reservas, basta ligar (11) 3048 5800 e no Rio (21) 3687 5000. Ou pela Internet www.lufthansa.com.br

  
  

Publicado por em

Marli

Marli

25/01/2009 21:15:06
gostei muito das informações, pois sou descendente de polones e algumas, coisas me fizeram recordar o passado.
parabens