Vianden e Clervaux - Grão-Ducado de Luxemburgo

O pequeno Grão-Ducado de Luxemburgo possui algumas preciosidades como as cidade de Vianden e Cleveux. O medieval castelo em Vianden A cidadezinha de Vianden possui menos de dois mil habitantes e que fica logo na fronteira entre Luxemburgo e Alema

  
  

O pequeno Grão-Ducado de Luxemburgo possui algumas preciosidades como as cidade de Vianden e Cleveux.

O medieval castelo em Vianden

O medieval castelo em Vianden

A cidadezinha de Vianden possui menos de dois mil habitantes e que fica logo na fronteira entre Luxemburgo e Alemanha. O famoso escritor francês Vitor Hugo (de Os Miseráveis) também passou uma temporada por aqui, fugindo de perseguições políticas. Numa das casas do lugarejo funciona hoje um museu em homenagem ao escritor.

Quarto usado pelos nobres de Luxemburgo, em Vianden

Quarto usado pelos nobres de Luxemburgo, em Vianden

A maior atração da cidade é o Château de Vianden, um castelo medieval belíssimo construído entre os séculos 11 e 14, no alto da montanha, e que pode ser visto de qualquer ponto da cidade. Comenta-se que o castelo é uma das maiores e mais bonitas residências feudais dos períodos romântico e gótico da Europa.

Sala de jantar do castelo em Vianden

Sala de jantar do castelo em Vianden

Pelo caminho até o castelo, casas antigas, dezenas de restaurantes e hotéis chamam a atenção. Em 1820, sob o reinado do rei Willian I de Orange-Nassau, conde de Vianden, o Château foi vendido parte por parte e o resultado foi suas ruínas. Setenta anos depois, ele tornou-se propriedade do grão-duque Adolphe e passou para as mãos do Estado em 1977. Desde então foi sendo reconstruído pouco a pouco. As obras ainda estão em andamento. Várias salas que estão abertas à visitação: como a sala dos cavaleiros, a cozinha, a sala de jantar, capelas e o quarto. É difícil dizer se o castelo é mais interessante durante o dia ou à noite, quando fica totalmente iluminado.

Vista da cidade de Clervaux

Vista da cidade de Clervaux

Clervaux também é um encanto. Sem contar a estrada que leva de uma cidade a outra. A rodovia é estreita, corta montanhas e planícies. A charmosa cidade abriga um castelo transformado em museu. Além do próprio castelo e seus salões, pode-se ver ainda uma exposição permanente sobre a Segunda Guerra Mundial e outra que leva o nome de “A Família do Homem”.

Château de Clervaux, que abriga a mostra de fotografias

Château de Clervaux, que abriga a mostra de fotografias

A mostra foi organizada por Edward J. Steichen, um norte-americano de descendência luxemburguesa, para promover o entendimento entre as pessoas. O acervo reúne trabalhos de fotógrafos profissionais e amadores. O organizador recebeu mais de dois milhões de fotografias. Na primeira seleção foram escolhidas 10 mil fotos e hoje a coleção reúne 503 trabalhos de 273 fotógrafos de 68 países. Os 37 temas baseiam-se no amor e na fé no homem, no trabalho, família, educação, crianças, guerra e na paz. A primeira exposição aconteceu em 1955, no Museu de Arte Moderna de Nova Iorque.

Nos cinco primeiros anos, a exposição itinerante foi visitada por nove milhões de pessoas. Em 1964, após a jornada pelo mundo, o governo norte-americano doou a coleção para o Grão-ducado de Luxemburgo, conforme o desejo de Steichen. Os painéis foram restaurados em Paris, já que foram danificados durante as viagens. Agora, tudo é controlado, desde a umidade do ambiente, quantidade de luz e até sismógrafos (aparelhos que medem as trepidações da Terra) foram espalhados pelas salas. Hoje a mostra pode ser visitada no Château de Clervaux. O Brasil aparece em três cenas de carnaval capturadas pelo fotógrafo Leonti Planskoy.

A Lufthansa voa para Luxemburgo com saida de Sao Paulo. Para embarque até 12 de outubro na classe econômica, a passagem aérea custa US$ 755 durante a semana e US$ 780 de sexta a domingo, com conexão em Frankfurt. Para mais informações e reservas, basta ligar (11) 3048 5800 e no Rio (21) 3687 5000. Ou pela Internet www.lufthansa.com.br

  
  

Publicado por em