Wieliczka – Polônia

informações - Desde 1290, quando foi descoberta, a mina vem sendo explorada pelos polacos e é a maior da Europa ainda em operação. Na época, o produto era considerado mais precioso do que o próprio ouro. A mina – tombada pela Unesco como Patrimônio Natura

  
  

informações - Desde 1290, quando foi descoberta, a mina vem sendo explorada pelos polacos e é a maior da Europa ainda em operação. Na época, o produto era considerado mais precioso do que o próprio ouro. A mina – tombada pela Unesco como Patrimônio Natural da Humanidade - é um dos pontos turísticos mais visitados do país, recebe por ano cerca de 75 mil turistas.

Vista da Catedral de Sal, lugar que mais impressiona os turistas

Vista da Catedral de Sal, lugar que mais impressiona os turistas

Para desfrutar da beleza da mina, é necessário vencer inicialmente um teste de resistência: descer 360 degraus. A mina é impressionante, são 327 metros de profundidade, mas os turistas vão ao máximo de 110. Como são muitos os corredores subterrâneos – cerca de 22 mil quilômetros de túneis -, só se pode descer acompanhado por um guia.

A Catedral pode ser alugada para casamentos

A Catedral pode ser alugada para casamentos

O interessante é que tudo lá em baixo é de sal. As paredes, o chão, algumas escadas e muitas esculturas foram feitas por diversos artistas plásticos e até mesmo alguns mineiros. Guias bem humorados sugerem que os visitantes provem o sabor das paredes. Não se acanhe...

Imagem de Jesus, feita de sal

Imagem de Jesus, feita de sal

O lugar mais impressionante é a catedral. São esculturas, lustres, altar... enfim, tudo o que uma igreja católica possui, a diferença é que aqui tudo é feito de sal. A igreja também pode ser alugada para casamentos e recepções.

Estátuas iluminadas contam a história da descoberta da mina de sal

Estátuas iluminadas contam a história da descoberta da mina de sal

curiosidade – É aconselhável que se respire profundamente durante a visita, pois segundo os guias, o ar da mina é medicinal podendo até prolongar os anos de vida de uma pessoa. Tanto que um hospital para tratamento de doenças respiratórias foi montado a 200 metros de profundidade.

como chegar – Wieliczka é uma cidade vizinha a Cracóvia. Existem excursões que partem da cidade. Mas se preferir ir de carro, existem dezenas de estacionamentos seguros e baratos próximos às minas.

A Lufthansa voa diariamente para Varsóvia, na Polônia, com conexão em Frankfurt. Até 25 de abril, a passagem aérea em classe econômica, ida e volta, custa US$ 741 de segunda a quinta-feira e US$ 766, de sexta a domingo. De 26 de abril a 20 de junho, a passagem aérea em classe econômica para Varsóvia, ida e volta, custa US$ 770 de segunda a quinta-feira e US$ 794, de sexta a Domingo. Para mais informações e reservas, basta ligar (11) 3048 5800 e no Rio (21) 3687 5000. Ou pela Internet www.lufthansa.com.br

  
  

Publicado por em