Já estamos há 4 dias de Rio Grande!

Isso mesmo, estamos prestes a finalizar mais esta etapa. Hoje, quinta-feira, estamos na Ponta do Bujurú, nosso segundo e último ponto para reabastecimento de alimentação. O pessoal da Garça Turismo veio nos encontrar e trazer-nos as coisas. Para nós f

  
  

Isso mesmo, estamos prestes a finalizar mais esta etapa.

Hoje, quinta-feira, estamos na Ponta do Bujurú, nosso segundo e último ponto para reabastecimento de alimentação. O pessoal da Garça Turismo veio nos encontrar e trazer-nos as coisas.
Para nós foi muito bom, pois estávamos dias e dias remando sem ver uma só pessoa.
Na verdade, há mais ou menos uma semana atrás, também depois de um tampão, encontramos um barco com um pessoal em pescaria e foi super bacana! Eles nos fizeram caipirinhas, nos ofereceram uma peixada e muita conversa fiada...Digamos que foi um momento de puro relaxamento e descontração, já que nossos dias de remada não foram nada fáceis até agora!

Depois de um longo período de lutas com ventos contrários, torcíamos por experimentar um ventinho que fosse a favor....E até que enfim, pegamos!
Até aqui, a Ponta do Bujurú, continuamos remando em média 30 Km diários. Viemos com um super vento nordeste a favor, mas porque super?? Bem, era um vento tão forte, que tivemos que literalmente surfar as ondas que se formavam na lagoa, tamanha força do vento.

O esforço que tínhamos feito com os ventos contrários, agora fazíamos em dobro enfrentando ondas imensas e um intenso vento nordeste. Mal podíamos equilibrar o caiaque, que subia com as ondas e nos fazia realmente surfá-las.
Tudo bem, nem queríamos tanta emoção assim! E, confesso que foi um tanto estressante para nós, principalmente quando numa dessas imensas ondas, o caiaque virou....e até que rapidamente conseguimos nos soltar das saias de proteção e com esforço desvirar o barco!

Pelo que pudermos perceber, parece que continuaremos com estes ventos nossos próximos dois dias de remada até Rio Grande. Delícia não?!

Ok faz parte! Mas, já estamos terminando mais esta etapa de aventura.
Não vemos mesmo a hora de estarmos em terra firme e de também podermos comer uma suculenta picanha!

  
  

Publicado por em