Os dias estão voando!

Os dias estão voando! Faltam agora apenas duas semanas para a largada. No começo do treino dava a sensação de que este dia não chegaria jamais. Em abril eu olhava para frente e setembro parecia estar há anos luz de mim. E agora os dias são curtos para tod

  
  

Os dias estão voando! Faltam agora apenas duas semanas para a largada. No começo do treino dava a sensação de que este dia não chegaria jamais. Em abril eu olhava para frente e setembro parecia estar há anos luz de mim. E agora os dias são curtos para todos os detalhes que ainda faltam ser feitos. Por sorte os treinos agora estão muito mais leves e nos tomam muito menos tempo.

Atletas pedalando parte dos 180km de treino

Atletas pedalando parte dos 180km de treino
Foto: Franklin Nolla

Na terça de manhã não resisti, abri todos os armários, tirei todo o meu equipamento de montanha e fiz as malas. Essa parte às vezes é tão gostosa quanto a viagem em si. Separar cada coisa, pesar se ela é importante ou não. Tirando o material para o Aconcagua quase não tenho bagagem. Os vários maravilhosos pares de tênis que a Asics gentilmente nos forneceu, vamos usar 4 pares durante os 20 dias de corrida, alternando para que eles se recuperem. Fora isto calções, as camisetas da travessia, as bermudas de ciclismo e nada mais. Fui até a loja Acampamento Base e comprei as poucas coisas que não tinha e agora as malas estão aqui na sala me convidando a partir.

Presença marcante da imprensa na coletiva

Presença marcante da imprensa na coletiva
Foto: Celina Cezar

A semana começou com uma seção de fotos com nosso amigo fotógrafo Franklin Nolla na USP. Várias fotos para a coletiva de imprensa no restaurante Qualifruit na terça. Confesso que foi uma sensação estranha estar sentado na frente de jornalistas contando nossa história. Na manhã seguinte nossa foto no Estadão... Isso dá realidade ao nosso projeto. De repente me ver no jornal transforma o sonho em algo palpável. Durante a semana noticias das nossas assessorias de imprensa, a Porta Voz e a ZDL nos falando de interesse de outros órgãos da mídia em marcar entrevistas.

Manoel Morgado e Romualdo Kubiak em coletiva de imprensa

Manoel Morgado e Romualdo Kubiak em coletiva de imprensa
Foto: Celina Cezar

Mas o mais gostoso foi a montanha de e-mails que recebemos através do site. Palavras de estímulo, de carinho e de incentivo de amigos e de desconhecidos falando que estariam nos acompanhando mentalmente. Fiquei hiper emocionado quando abri o meu e-mail e lá estava a primeira mensagem. Com a correria tinha esquecido dessa possibilidade.

Muitos falando da importância dos aspectos psicológicos durante a travessia. De manter o foco. E isso bate com o que a gente sentiu durante esses meses. Essa foi a coisa mais importante nos treinos e, com certeza, será durante a travessia. Acordar todas as manhãs preparado para enfrentar o que temos pela frente com otimismo e confiança. As vezes, nesses meses, imaginava o que nos esperava e dava medo de não conseguir, de que o entusiasmo desaparecesse frente as dificuldades. Ao acabar de fazer um treino de bicicleta de 100 km muito cansado pensava como iria fazer um de 180 km que tínhamos no futuro. Mas daí a confiança voltava ao olhar para trás e ver o que já tinha conseguido. Eu sabia que esse desafio era algo que tinha brotado dentro de mim, que era algo que genuinamente eu queria fazer e não algo que eu tinha imposto a mim mesmo. Li a pouco um livro de um escalador do Everest que se chama de A Montanha Certa e nele o autor fala disso, de você saber qual é a sua Montanha, qual é o seu desafio. Se você fizer o que é o seu caminho as chances de vencer são enormes. É assim que me sinto em relação a travessia.
Então ai vamos, nas duas últimas semanas...

  
  

Publicado por em