Batismo da Fernanda.

Como sabem, temos uma debutante na equipe Kali Gandaki - a Fernanda - que vem ao Nepal pela primeira vez. Claro que eh sempre motivo de observacao e, as vezes, fica na berlinda. Confesso que tinha um pequeno receio de sua adaptacao, e fomos, Iveth e eu

  
  

Como sabem, temos uma "debutante" na equipe Kali Gandaki - a Fernanda - que vem ao Nepal pela primeira vez. Claro que eh sempre motivo de observacao e, as vezes, fica na berlinda.

Confesso que tinha um pequeno receio de sua adaptacao, e fomos, Iveth e eu, dando infiormacoes aos poucos. Mas, qual nao foi nossa surpresa ao ve-la se adaptando de forma natural e rapida, com toda esta diferenca cultural que encontramos do lado de ca.

Nos primeiros dias, cada crianca na rua que lhe pedia dinheiro, seus olhos enchiam de lagrima e seu impeto era leva-la para sua casa (Curitiba ?). Mas, com o passar dos dias, foi se acostumando e e entendendo que, por enquanto, nada pode fazer. Digo "por enquanto" porque no futuro, nada a impede de trabalhe de forma voluntaria ou numa ONG; ou escolher outra forma de ajuda-los.

Ela tinha uma preocupacao: como se aproximar das pessoas para fotografa-las ? Haveria alguma barreira ?dependeria de mim ou da Iveth ? onseguiria "clicar" com olhos de profissional sem se deixar incomodar com tanta sugeira e pobreza ?

Bem, posso afirmar que esta preocupacao durou pouco, pois no Festival TEEJ, em Pashupatinath, ela logo se aproximou de uma grande tenda colorida, repleta de mulheres nepalesas hindus, deu um grande sorriso, puxou conversa com uma delas e logo foi colocada no centro da roda de danca (perdoem a falta de acento). Fez tanto sucesso que logo a enfeitaram com lindos adornos: trancaram seu cabelo com um conjunto de linhas vermelhas arrematadas com res pingentes tambem vermelhos e dourados, ganhou um colar de missangas vermelho e preto e pulseiras vermelhas. Diga-se de passagem que eram menores que seu pulso, e a anfitria fez um "puxa daqui-estica dali" com seus dedos e acabou colocando. So nao sei como ela vai tira-las ...

Mas, nao ficou por ai. Em meio a tantas mulheres, havia alguns fotografos profissionais documentando o festival, e um deles a fotografou !!

Fiquem de olho nos jornais internacionais.

Quem sabe voces a encontrarao ?

Namaste !

  
  

Publicado por em